Home / Plantas / O Que Fazer Quando o Girassol Murcha?

O Que Fazer Quando o Girassol Murcha?

Uma das plantas mais atraentes que podemos encontrar na natureza é o girassol. Trata-se de uma flor envolta de muitos simbolismos, além de suas sementes serem ótimas para a nossa saúde, além de serem utilizadas para outros fins. Só que cuidar de um girassol pode não ser tarefa fácil, e, às vezes, sua flor pode murchar. O que devemos fazer, então?

A seguir, algumas dicas de como cuidar bem dessa planta, além de um panorama geral sobre ela.

Características do Girassol

O girassol pertence à família das compostas, assim como a margarida, por exemplo, cuja característica básica é justamente ter flores proeminentes com um grande miolo redondo, e pétalas ao seu redor. É uma planta nativa das Américas, cujo nome científico é Helianthus annus (ou, em bom português, flor do sol).

Essa herbácea pode chegar a três metros de altura, e uma de suas principais peculiaridades é a enorme flor que ela ostenta. Essa flor é predominantemente da cor amarela, e apresenta um comportamento conhecido como heliotropismo, ou seja, de uma planta que parece sempre “olhar” para o sol.

As sementes de girassol são muito úteis em várias atividades industriais, como, por exemplo, na fabricação de óleos e rações. É também uma planta perfeita para ornamentar jardins de uma forma “não-ortodoxa”, digamos assim.

Como é o Cultivo do Girassol?

Para plantar um girassol de maneira adequada, o ideal é escolher um lugar que tenha muita luminosidade, precisando, pelo menos, de umas quatro horas de sol direto todos os dias para que ele tenha um desenvolvimento adequado. Uma de suas vantagens é que se trata de uma flor bastante resistente, e que, fora esses cuidados mínimos, não terá problemas em crescer de maneira saudável.

O solo para o seu plantio precisa ser muito fértil e ter uma boa drenabilidade. Para conseguir isso, faça uma mistura de adubo orgânico e areia grossa, e coloque na terra que circunda a cova onde a planta ficará. Quanto à irrigação, o ideal é que o solo se mantenha sempre úmido, principalmente em épocas muito quentes do ano.

Como “bônus”, podemos dizer que as folhas de girassol possuem a ótima propriedade de atrapalhar o crescimento de ervas daninhas, entre outras pragas. A dica, portanto, é não removê-las do solo quando caírem, já que elas possuem essa utilidade.

Cuidados Gerais

Para ter o seu girassol sempre bonito e vistoso, o aconselhável é seguir algumas dicas práticas. A primeira delas é fazer escoras, pois girassóis de caule muito longo podem pender por conta do peso. Por isso, logo que a planta começar a crescer, use uma escora cuidadosamente amarrada ao caule, garantindo a firmeza dela.

Girassol Lindo e Vistoso
Girassol Lindo e Vistoso

Outro cuidado recomendado é evitar locais de muita chuva, já que essas plantas não se adaptam a solos muito encharcados (lembre-se: o solo precisa ser úmido, mas sem exageros). Evite, portanto, lugares onde você saiba que há fortes incidências de chuvas.

Por fim, podemos dizer que é preciso ficar atento à temperatura ideal para deixar o seu girassol. Um ótimo ambiente é um que gire em torno de 18° C a 30° C. Isso porque temperaturas muito baixas podem impedir a germinação da semente, sem contar que um frio muito intenso pode danificar a flor.

Mas, se mesmo com esses cuidados, o seu girassol murchar, o que fazer?

Salvando seus Girassóis

Caso você tenha vários girassóis em um jardim, ou meno num vaso, a primeira coisa a se fazer ao perceber que uma das flores está murchando, é identificar se apenas uma está morrendo, ou mais de uma. Se for apenas uma flor que estiver nesse estado, corte-a, e fique sempre observando as demais. No entanto, se o problema for generalizado, é preciso, antes de qualquer coisa, ajustar o jardim, pois, provavelmente, o foco da situação está nele. O indicado, portanto, é limpar o solo, retirando as raízes das flores antigas para fazer um novo plantio.

Ou seja, na prática, quando a flor de girassol já está murcha, não tem como salvá-la, mas, tem como fazer com que a flor “convalescente” gere novos girassóis. Afinal, lembre-se de que essa planta é daquelas cujo ciclo de vida é anual, o que implica dizer que, em torno de 1 ano, ela começa a morrer mesmo. Só que ao começar a murchar, ela gera sementes, localizadas no miolo da flor, e que, com o passar dos meses, amadurecem e caem. A boa notícia: essas sementes podem ser plantadas novamente, dando continuidade ao ciclo de vida dessas plantas.

Evidentemente que antes de 1 ano é preciso tomar cuidado para a planta não adoecer com outros fatores, como fungos, por exemplo. Pra isso, faça podas, em especial, na época do outono, e evite usar adubos nitrogenados, o que aumenta a emissão de folhas, facilitando o surgimento de doenças.

Curiosidades Sobre o Girassol

Você sabia que uma única flor de girassol pode ter até 2 mil sementes? Na verdade, existem dois tipos de sementes de girassóis, e os famosos óleos que conhecemos, e que servem para diversos fins, são feitos a partir das sementes pretas. Já, os snacks são feitos a partir das sementes listradas. Isso sem contar que elas também servem para a alimentação das aves.

Outra peculiaridade que podemos citar é que o girassol era uma comida considerada sagrada para os indígenas que viviam nas regiões das pradarias norte-americanas. Era hábito desses indígenas colocar tigelas cheias de sementes de girassol no túmulo dos seus mortos, pois, segundo a sua tradição, eles teriam como se alimentar até chegar ao paraíso (ou como esses nativos chamavam, os “Solos de Caça Felizes”).

Os astecas, originários do sul do México, não só cultivavam essa planta, como a adoravam também. Para ser ter uma ideia, em seus templos para o sol, as sacerdotisas usavam cocares feitos com girassóis, o que conferiam certo “ar divino” a elas. Já, o explorador espanhol Francisco Pizarro, no ano de 1532, ficou surpreso ao chegar no Peru, e ver os incas adorando um girassol gigante como seu deus-sol, o que está devidamente registrado em seus relatórios de viagem.

Esperamos que essas informações tenham sido interessantes, e, principalmente, úteis para vocês. Que os girassóis que plantem possam fazer do seu ambiente um lugar sempre mais agradável.

Veja também

Cajueiro Anacardium: Características, Nome Científico e Fotos

O cajueiro (nome científico Anacardium occidentale) é um vegetal pertencente à família botânica Anacardiaceae e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *