Home / Plantas / Nomes De Flores De a A Z

Nomes De Flores De a A Z

Pense só na quantidade diferente de flores que temos na natureza. Pois é. Tem um monte, não é verdade? E, de muitos nomes diferentes, alguns bem famosos. A seguir, preparamos uma lista de nomes de flores de A a Z. Muitas, você já deve conhecer, e outras, nem tanto.

Vamos nessa, então.

Amor-Perfeito

Amor-Perfeito
Amor-Perfeito

Também chamada de erva-trindade, e cujo nome científico é Viola tricolor, o amor-perfeito é uma flor que demora cerca de 2 anos para completar o seu ciclo biológico (por isso, é chamada de flor bienal), e é originária da Eurásia. O seu caule mede cerca de 15 cm de altura, enquanto a flor em si, uns 1,5 cm de diâmetro. Na maior parte das vezes, cresce em prados e em fazendas abandonadas. Floresce entre os meses de abril e setembro, e podem ser das seguintes cores: roxas, azuis, amarelas ou brancas.

Bromélia

Bromélia
Bromélia

A bromélia, em si, é um termo genérico, mais precisamente, um gênero botânico, que engloba flores que estão distribuídas geograficamente por todo o continente americano. Sua principal peculiaridade é que possuem um cálice muito profundo, onde, geralmente, a água da chuva foiça retida, e de onde residem seres vivos dos mais diferentes tipos. São inúmeras as espécies que compõem esse gênero tão rico e vasto.

Cravo

Cravo
Cravo

Originária do continente asiático, essa flor está bastante presente nas mitologias grega e romana. Em Roma, inclusive, ela é chamada de “Flor de Júpiter”. O cravo é abundante em se tratando de pétalas, e o tamanho do seu caule varia bastante de espécie para espécies, mas, a maioria possui cerca de 1 m de altura. Interessante que a flor também funciona como um pesticida, já que o seu forte perfume não é tolerado pela maioria dos insetos. A variedade de cores dessa flor também é grande, fazendo dela uma das mais bonitas da natureza.

Dente-de-Leão

Dente-de-Leão
Dente-de-Leão

Dente-de-leão, na verdade, é o nome popular pelo qual as flores do gênero Taraxacum são conhecidas. No nordeste brasileiro, essa flor também é conhecida por “Esperança”. Podem ter inflorescências amarelo-brilhantes ou somente brancas. Importante destacar que essa flor tem um alto biótico, e isso se deve à facilidade de disseminação de suas sementes, em formato de pequenos paraquedas, e levadas ao vento.

Edelvais

Edelvais
Edelvais

Caso você ainda não tenha ouvido falar dela, a edelvais é uma pequena flor de coloração branca e prateada, e bastante aveludada, sendo originária do Himalaia e da Sibéria. Na verdade, a edelvais não é uma única flor, e sim, um conjunto de 500 a 1000 flores muito minúsculas, que ficam em inflorescências com 5 ou até 15 brácteas em volta, espalhadas de tal modo que dão a ela um formato de estrela.

Flor de Lótus

Flor de Lótus
Flor de Lótus

De nome científico Nelumbo nucifera, a flor-de-lótus é nativa da Ásia, sendo enraizada em fundos lodosos por um rizoma vigoroso, de onde saem grandes folhas arredondadas. Essas folhas são sustentadas em cima de espelhos d’água por longos pecíolos. As flores que produz ou são rosadas ou brancas, sempre com muitas pétalas, o que caracteriza bem a flor-de-lótus.

Hortência

Hortência
Hortência

Nativa do Japão e da China, a Hortência apresenta tonalidades dependendo do pH do solo, podendo ser rosadas, roxas ou azuis. Por serem ricas em certos produtos ativos, elas são um pouco venenosas. Se ingeridas em grandes quantidades, podem até mesmo causar convulsões, dores abdominais e vômitos.

Iris

Iris
Iris

Essa é uma flor de cores muito vivas, tanto é que são muito presentes nos jardins por aí. São mais de 280 espécies conhecidas do gênero Iris. Vulgarmente podem ser chamadas de lírios, mas, esse termo se aplica corretamente a outro tipo de flor.

Jasmim

Jasmim
Jasmim

O jasmim é uma flor bastante abundante na África e na Eurásia, tanto é que os maiores produtores mundiais dela são justamente a China e a Índia. As suas flores são tubulares, com pétalas bem patentes, me que não chegam a dois cm de diâmetro. São flores bastante perfumadas, com a predominância da cor branca, mas pode ter amarelas ou rosadas também.

Lavanda

Lavanda
Lavanda

Também conhecidas como alfazemas em Portugal, essa flor é bastante usada como erva para perfumes e também para ornamentação. Com flagrância suave, também são usadas para a extração de óleos que servirão para a produção de antissépticos, em aromaterapia e na indústria de cosméticos.

Magnólia

Magnólia
Magnólia

Sendo na maioria das vezes uma espécie arbórea, a magnólia se distribui geograficamente por regiões tropicais e subtropicais na Ásia e nas Américas. As flores possuem coloração branca, rosada ou amarela, e são bastante grandes e perfumadas. Ainda não foi nada comprovado, mas estudos sugerem que as magnólias foram as primeiras flores a surgirem em nosso planeta.

Narciso

Narciso
Narciso

Sendo encontrada tradicional nas cores branca e a amarela, essa flor possui em média 6 pétalas brancas, com um funil amarelo em seu centro. A característica mais proeminente dela é que possui uma inclinação que começa no caule, ficando voltada para baixo.

Oleandro

Oleandro
Oleandro

Essa é uma flor bastante comum nas calçadas e vias públicas, mas é bastante tóxica. O arbusto dela pode chegar até a 5 m de altura, e suas flores possuem cores que variam entre o branco, o rosa e o vermelho.

Petúnia

Petúnia
Petúnia

Originárias de regiões tropicais e subtropicais da América do Sul, a maior parte das petúnias que estão nos jardins hoje em dia é híbrida. A coloração delas é bem variada, abrangendo vermelho, azul, rosa, laranja, salmão, púrpura e branco.

Ranúnculo

Ranúnculo
Ranúnculo

Vindos da Ásia menor e do leste europeu, os ranúnculos são plantas herbáceas e perenes. A floração acontece na primavera, e a cor da flor é geralmente amarela, mas pode apresentar variantes de vermelho e rosado, além de branco e violeta também. Pode ser usada tanto como flor de jardim, quanto de interiores.

Sálvia Azul

Sálvia Azul
Sálvia Azul

Planta perene e herbácea, a sálvia azul é uma planta de porte médio, e que pode chegar a 1 m de altura. Suas flores são bem pequenas, de coloração roxo-azuladas, cujas inflorescências são espigas longas e estreitas.

Tulipa

Tulipa
Tulipa

Essa flor é geralmente formada por 6 pétalas, com cores e formas bem variadas, chegando até a terem espécimes híbridos. Mais acostumada ao clima europeu, a tulipa pode ser cultivada no Brasil, contanto que haja a simulação de seu ambiente originário.

Urze

Urze
Urze

Flores que são bastante encontradas em terrenos pobres de cal, a urze é uma planta que floresce com cores bem diversas. As espécies mais comuns são encontradas em todo o território de Portugal.

Violeta

Violeta
Violeta

Originária da África, a violeta pode crescer entre musgos, rochas e detritos vegetais. São chamadas popularmente de “plantinhas do mato”, mas conseguem se adaptar com muita facilidade ao cultivo em vasos e em jardins domésticos.

Zinia

Zinia
Zinia

Também chamada de viúva-regateira, essa flor é nativa de todo o continente americano, sendo bastante diversa no México. É uma das flores preferidas da maior parte das espécies de borboletas, tanto é que muitos jardineiros as colocam nos jardins para atrair esses insetos.

Veja também

Fraco de Óleo de Lavanda

Qual O Melhor Óleo Essencial De Lavanda?

O óleo essencial de lavanda tem sido uma das opções mais utilizadas para diversos tratamentos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *