Home / Plantas / Mini Romã: Como Plantar, Cultivo, Como Fazer Muda e Fotos

Mini Romã: Como Plantar, Cultivo, Como Fazer Muda e Fotos

A romã é uma fruta bastante conhecida por aqui, mas, nem todos conseguem cultivá-la por não terem um espaço adequado. Então, que tal plantar uma mini romã? Esta, sim, pode ser plantada em espaços muito pequenos, e seus cuidados são bem poucos.

Vamos saber como cultivar essa planta, e como fazer mudas dela? A seguir, daremos algumas dicas essenciais de como fazer isso da melhor forma possível.

Características da Mini Romã

De nome científico Punica granatum nana, esse é um tipo de arbusto de folhas semicaducas e delgadas, cuja coloração é verde brilhante. Em climas que sejam quentes, onde não temos um inverno rigoroso, essa folhagem se mantém sempre verde. É uma planta originária da Índia (mais especificamente na Ilha de Socotra), da Ásia e da Região do Mediterrâneo.

O seu florescimento acontece no final da primavera, bem no princípio do verão. As flores que surgem são de coloração alaranjada, e que darão origem a pequenos frutos que terão a mesma cor, sendo compostos por muitas sementes.

Essa planta, inclusive, é conhecida desde o antigo Egito, há mais ou menos 2.500 a.C., tanto é que ela é bastante mencionada nas páginas do Velho Testamento.

Agora que já sabemos um pouco da história dessa planta, vamos ensinar como fazer o cultivo dela.

Preparando o Cultivo da sua Mini Romã

Primeiro de tudo, você terá que ficar atento ao tipo de ambiente no qual a sua planta irá ficar. De um modo geral, essa planta gosta de locais que sejam quentes, e que tenham muita luz. É neles que ela se desenvolve de maneira mais adequada.

Já em climas que sejam frios, o pé de mini romã precisa ser devidamente protegido de geadas. Contudo, um frio moderado de inverno é importante para que a planta possa meio que “hibernar”, e perder algumas de suas folhas, o que é um processo natural para ela.

Mini Romã Cultivo

Em se tratando de regas, essa planta precisa de água em abundância nos período em que estiver crescendo. No entanto, durante o inverno, que é quando as suas folhas caem, as regas precisam ser mais moderadas e espaçadas.

Quanto ao adubo, a melhor opção é fazer esse processo no período de crescimento e frutificação da planta, num período a cada duas semanas, e durante a primavera e o outono. Importante saber que nunca se deve adubar uma árvore doente, ou que tenha sido recém- transplantada.

Como Pode ser Feita a Muda e a Poda da Mini Romã?

Para fazer mudas de mini romã, você pode ter duas opções, ou pelo plantio de sementes, ou através de estacas de pontas que estejam em ambientes de estufas. Para o cultivo de sementes em vasos, o mais indicado é fazer uma mistura de terra vegetal, terra de jardim e mais compostos orgânicos, sendo uma proporção de 1-1-2.

Bom destacar que as mudas precisam ser feitas com sementes colhidas de frutos grandes e que tenham a polpa avermelhada. Já para o plantio com estacas pode ser feito com troncos que a próprio planta produz próximo à terra.

Em se tratando do transplante, esse procedimento precisa ser feita a cada um ou dois anos, sempre no final do inverno, pouco antes de ter início a brotação. Procure, através desse processo, cortar cerca de 1/3 da parte das raízes.

Quanto às podas, elas são necessárias para conseguir uma boa ramificação, especialmente quando se fala na pode de brotos novos quando estes têm seis ou sete pares de folhas em sua composição. O ideal é fazer o corte logo acima do primeiro, ou mesmo do segundo para de folhas. Já para se conservar as flores, não se pode cortas brotos novos depois do início de novembro.

A podação só pode ser feita após a floração, pois, dessa maneira, a forma dos brotos é devidamente conservada. Já quanto aos galhos que são mais grossos, podem ser podados no período do inverno.

Limpeza e Dicas Especiais Quanto ao Cultivo da Mini Romã

Para deixar o seu pé de mini romã sempre limpo e bonito, retire com frequência folhas amareladas e flores que estejam em galhos muito carregados. No caso da planta dar frutos, é importante que eles sejam colhidos antes que caiam por si, pois isso evita fatigar a mini romã.

Logo após a brotação da primavera, é necessário fazer uma limpeza dos ramos menores que não brotaram, ou simplesmente que tenham secado durante essa estação. Uma boa aramação também pode ser feita na planta, contanto que não seja na época da floração.

Como dica extra, não se deve deixar muitos frutos em um galho só., pois, desse forma, a tendência é que ele seque completamente daqui a um ano, tendo que ser retirado. Já para florescer, a planta precisa, vez ou outra, ficar exposta a pleno sol.

Resumo dos Principais Cuidados Para se Ter com uma Mini Romã

A mini romã é uma frutífera muito interessante para ter no jardim, e principalmente dentro de casa, devido ao seu tamanho e à facilidade de cuidar dela. Para o solo, basta uma mistura de terras comuns, e quanto ao clima, um pouco de sol pleno resolve.

Já o transplante pode ser feito a cada 2 anos, até os 10 anos da planta, sem maiores problemas. Quanto à adubação, uma que seja realizada de 15 em 15 dias, do início do crescimento à floração, resolve bem.

As regas devem ser normais, colocando só um pouco mais de água quando a mini romã der frutos. É importante também não deixar a terra secar no inverno. A multiplicação pode ser tanto por estacas, quanto por sementes.

Quanto às podas, o ideal é cortar os brotos novos até as penúltimas folhas, e somente com três ou quatro grupos de folhas. quando eles tiverem se desenvolvido, Importante não aparar os brotos mais curtos que possuem pontas arredondadas, pois irão sustentar as flores.

Esperamos que tenham gostado das dicas apresentadas aqui, e que elas sejam realmente úteis para você ter um pé de mini romã muito bonito e saudável em seu jardim, casa, no ambiente de trabalho, enfim, onde você achar melhor.

Veja também

Como Usar a Canela Para Emagrecer?

A canela, assim como o cravo, noz-moscada, gengibre, açafrão, pimenta-do-reino, cúrcuma e outros, é considerada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *