Home / Plantas / Mini Alamanda: Tamanho, Diferenças Para a Comum e Fotos

Mini Alamanda: Tamanho, Diferenças Para a Comum e Fotos

A trepadeira que floresce o ano todo é destaque no paisagismo brasileiro. Com uma folhagem ornamental e folhas brilhantes, a mini Alamanda é perfeita para decoração de jardins. Que tal conhecer um pouco mais sobre essa planta? Acompanhe a seguir as principais características da mini Alamanda e suas diferenças para a Alamanda comum.

Características da Mini Alamanda

Allamanda Cathartica, ou popularmente Alamanda mini é uma planta trepadeira, da família Apocynaceae. É uma planta originária da América do Sul, mais precisamente no Brasil e é cultivada em todo o mundo. Trata-se de uma flor muito usada no paisagismo, devido sua beleza e folhagem ornamental.A Alamanda mini pode atingir de 3 a 3,6 metros, com flores vistosas na cor amarelo ouro. Sua folhagem é de um verde brilhante, que encanta a muitas pessoas. Entretanto, é uma planta altamente toxica, devido a um látex resinoso que ela possui. Este é altamente venenoso e pode causar dermatite se tiver contato com a pele, assim deve ser mantida longe de crianças e também de filhotes de cães, principalmente.

É considerada uma planta trepadeira arbustiva. Seus ramos são lenhosos e semilhenhosos, flexíveis e longos. As folhas são arredondadas ou esferoides – mais compridas que largas. Possui muitas sementes que ficam guardadas em seu fruto que é uma espécie de cápsula. Suas flores são em formato de sino, com pétalas arredondadas.

É uma planta que floresce praticamente todo o ano, se cultivada em solo fértil, sob a luz do sol e com regas frequentes e regulares. Porém, entre a primavera e outono tem um crescimento mais vigoroso que nas outras épocas. É muito boa para cobrir muros, pérgolas e caramanchões. Ela cresce de forma moderada, se desenvolvendo em todas as regiões do Brasil, com melhor desenvolvimento em regiões quentes. Em regiões de mais frio, a planta é cultivada em arcos, sendo mais usada para cobrir o topo de muros.

O efeito ornamental da mini Alamanda é muito interessante, ainda mais quando cultivadas em madeiras mais escuras, dando um ótimo contraste com as folhas verdes brilhantes e as flores amarelas.

Cultivo e Cuidados

A mini Alamanda deve ser cultivada em local com pleno sol. O solo deve ser bem fértil e drenado, além de ser necessário regas constantes, principalmente em épocas de calor.

Para o plantio, pode ser usada a semente ou então realiza-lo por estaquia. Na cova, é importante usar adubo orgânico, húmus de minhoca e também adubo NPK de formulação 10-10-10. Isso garante que o crescimento inicial seja bem reforçado.

Após o surgimento dos ramos é preciso amarra-los em treliças ou tutores com cordão de algodão ou ainda entrelaçar os ramos em fios de aço próximos a muros e paredes. Durante o inverno deve haver nova adubação, com adubo granulado NPK 4-14-8 e adubo orgânico.

Durante o verão a planta deve ser regada com maior frequência, sendo de 2 a 3 vezes na semana. Em regiões menos quentes a rega só é necessária quando não há chuvas por longos períodos. Também é necessária poda da Alamanda quando termina a floração. Nela, elimina-se os ramos e galhos doentes e secos. As estacas para propagação de novas plantas devem ser cortadas entre a primavera e o verão.

Toxicidade da Mini Alamanda

Toda Alamanda, bem como muitas das plantas da mesma família, possuem uma espécie de látex resinoso e venenosa. Esse material, em contato com a pele, pode causar dermatite, que é a inflamação na pele e se caracteriza por vermelhidões, coceira, descamação e também bolhas na pele. Devido a isso, recomenda-se que a planta seja cultivada longe de crianças e filhotes de cães.

Cuidado com a Toxicidade da Mini Alamanda
Cuidado com a Toxicidade da Mini Alamanda

Ainda, caso a Alamanda seja ingerida em excesso pode causar:

  • Náuseas
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Cólica
  • Desidratação

Apesar de ser tóxica para os humanos, seus princípios tóxicos e venenosos são eficientes no combate a pragas de jardim, como os pulgões e cochonilhas. Para aproveitar esse benefício, basta fazer um chá com as folhas da planta. Para isso, é preciso picar as folhas e colocar em água fervendo. Então, espera esfriar, põe o liquido em um borrifador e borrifa nas plantas que estão sendo atacadas. Caso a vegetação esteja sendo muito atacada, torna-se necessário novas aplicações.

É importante lembrar que esse processo não deve ser feito em recipientes usados para preparo de alimento. A planta deve ser picada somente com luvas e em dias sem sol ou então no início da noite.

Esse chá não deve ser aplicado antes de chover, pois o veneno pode diluir e não fazer efeito. Ele também não deve ser guardado, pois perde sua eficácia. Seu uso deve acontecer imediatamente após o preparo.

Ao fazer isso e com precaução além de lindas e charmosas Alamandas em seu jardim você terá um ótimo cuidado contra pragas.

Diferenças Entre Alamanda Mini e da Alamanda Comum

A principal diferença entre a Alamanda comum e Alamanda mini está, obviamente, em seu tamanho. Enquanto a primeira atinge os 6 metros, a segunda não passa de 3,6 metros.

Alamanda Mini
Alamanda Mini

Além disso, a Alamanda mini cresce em formato de arbusto, já a Alamanda comum possui mais características de trepadeira. Existem Alamanda mini apenas na cor amarela, já a Alamanda comum pode ter outras cores, como tons de rosa e roxo.

Quanto a cultivo e desenvolvimento da flor, ambas possuem as mesmas características, sendo necessário cultiva-las sob luz do sol e em solo fértil, drenado e bem adubado. Quanto ao crescimento, ambas crescem de forma moderada e preferem o calor, se desenvolvendo melhor em temperaturas mais altas, entre 15 e 30 graus.

Alamanda Comum
Alamanda Comum

Devido a boa flexibilidade dos ramos de ambos os tipos de Alamanda, elas se tornam uma planta incrivelmente linda no paisagismo dos jardins. A flexibilidade permite que a planta se enrole sobre si mesma e se transforme em um lindo arbusto na grama ou em vasos. Também propicia seu crescimento em muros, cercas e pergolados, dando um belo charme ao jardim.

Veja também

Flor Dália: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Planta

Oriunda do México, a flor Dália é bonita e muitas pessoas usam ela para fins …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *