Home / Plantas / Lista de Tipos de Babosa para Remédio: Nome, Características e Fotos

Lista de Tipos de Babosa para Remédio: Nome, Características e Fotos

As plantas são usadas de inúmeras maneiras, mas, em geral, os maiores benefícios que elas podem oferecer estão ligados à saúde das pessoas. Portanto, as plantas podem fazer com que todo o corpo das pessoas sinta avanços consideráveis e positivos, tornando o modo de vida mais saudável.

Além disso, as plantas podem servir para curar muitas doenças graves ou pequenos problemas de saúde, sendo úteis de diversas maneiras. Logo, é muito importante que as plantas, para tal, sejam cultivadas da melhor forma possível. Nesse caso, é preciso realizar podas, trocar a terra na frequência correta, ter matéria orgânica de qualidade e boa drenagem. É assim que a babosa, por exemplo, pode ser cuidada para que cresça mais naturalmente e se desenvolva da maneira correta.

Babosa no Jardim
Babosa no Jardim

Útil para uma longa lista de coisas, a babosa pode ser usada para praticamente tudo, desde os cabelos até a cura de feridas. Contudo, o que muitas pessoas não sabem é que a babosa possui tipos diferentes e, dessa forma, é necessário entender o que cada versão da planta pode fazer em prol da saúde humana. Veja abaixo alguns dos tipos de babosa que existem no mundo, entendendo como elas podem ser mais eficientes.

Babosa Aloe Arborescens

A babosa que atende pelo nome científico de Aloe arborescens pode atingir até cerca de 4 metros de altura, por mais difícil que seja imaginar uma babosa tão grande. A aparência dessa babosa é muito parecida com a de um cacto, já que essa versão da babosa possui também pontas que podem machucar. Quando cortadas, as folhas dessa babosa, sempre verdes e vivas, liberam uma goma, que deve ser usada para o tratamento de muitos problemas.

Esse tipo de babosa, contudo, não é típico do Brasil e, dessa maneira, se desenvolve melhor quando em áreas de montanha, onde encontra o ambiente adequado para crescer mais naturalmente.

Contudo, ainda assim é possível ver a babosa Aloe arborescens bonita em todo o Brasil, mas para tal é necessário tomar algumas medidas especiais. Esse tipo de babosa é usado para o corpo, podendo ser consumido junto ao mel, para limpar a parte interna do corpo humano.

Como efeito colateral de beber a babosa com mel, entretanto, é possível que a pessoa veja o seu intestino se soltando gradativamente. Essa babosa, consumida assim, é muitas vezes usada na luta contra o câncer, já que o gel formado é rico em nutrientes, sais minerais e muitas vitaminas essenciais ao corpo.

Babosa Aloe Vera

A babosa Aloe Vera é a mais famosa do Brasil e, na grande maioria das vezes, chega apenas até 1 metro de altura. Espécie mais comum no país, esse tipo de babosa costuma ter folhas muito grossas e bastante carnudas, tendo caule bem curto e a tradicional goma da babosa no interior das folhas.

A babosa Aloe Vera já está mais acostumada com o verão e pode ser criada em vasos mais facilmente, já que não cresce muito. O natural, portanto, é ver essa versão da babosa dar flores ao longo dos períodos mais quentes do ano, quando se sente bem para se desenvolver mais profundamente.

Babosa Aloe Vera
Babosa Aloe Vera

A babosa em questão é muito usada para objetivos cosméticos, com a sua goma sendo bastante vendida como creme para a pele feminina. Ademais, essa babosa ainda pode ser usada para diminuir a ação de cortes e queimaduras no corpo, o que torna a babosa Aloe Vera muito importante no tratamento de inúmeras feridas. Essa babosa também pode ser utilizada no cabelo, com o objetivo de fazer com que o tecido capilar ganhe força e, assim, o cabelo fique mais bonito, brilhoso e resistente.

Formas de Uso Para as Duas Babosas

A babosa é uma planta muito interessante e útil para todo o mundo, mas, em geral, há algumas contraindicações em relação ao uso dessa planta. Portanto, a babosa não pode ser usada sempre, tampouco por qualquer um ou a qualquer momento. Também é importante que não haja confusão em relação ao modo de uso de cada tipo de babosa. Dessa forma, a babosa Aloe Vera é aquela tradicional do Brasil, que pode ser usada para: tratar os cabelos, curar feridas ou como loção para a pele.

Já a outra versão de babosa, a Aloe arborescens, é mais usada como bebida junto ao mel e pode ser utilizada para o tratamento de problemas relacionados à prisão de ventre, além de também ser importante na luta contra o câncer. Portanto, o mais importante é que as duas babosas sejam sempre compreendidas da forma correta, de maneira a evitar problemas com qualquer um dos tipos.

De toda forma, desde que utilizada para os seus respectivos fins, as babosas são muito eficientes e devem, sim, ser usadas. Outro ponto importante é evitar que crianças, grávidas ou mulheres que estão amamentando façam uso da babosa, pois os efeitos colaterais para esses grupos ainda não são completamente conhecidos.

Babosa Aloe Vera No Cabelo

A babosa é conhecida em todo o Brasil pela forma como consegue deixar os cabelos mais belos e fortes, sendo esse um dos grandes benefícios de fazer uso da babosa. Contudo, é importante sempre lembrar que o tipo de babosa ideal para o cabelo é a versão Aloe Vera já que o outro tipo não serve para tal objetivo.

Assim, a babosa Aloe Vera é muito boa, por exemplo, para evitar a caspa. Logo, ao lavar o cabelo com cremes de babosa, que podem ser feitos em casa ou não, o couro cabeludo expulsa a caspa. Ademais, a babosa Aloe Vera ainda é muito boa quando se trata de evitar a queda de cabelo, já que faz com que todo o couro cabeludo ganhe força e resistência.

Como efeito do uso da babosa, outro ponto é que o cabelo se torna mas brilhoso e sedoso, algo extremamente importante quando se trata do cabelo feminino. Vale lembrar que a babosa Aloe Vera, quando usada no cabelo, ainda pode cicatrizar feridas mais rapidamente e evitar que uma série de insetos se aproximem dos cabelos, pois o aroma é forte para eles.

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *