Home / Plantas / Lichia: Quais os Seus Benefícios e Malefícios? Para Que Ela Serve?

Lichia: Quais os Seus Benefícios e Malefícios? Para Que Ela Serve?

A lichia é uma daquelas espécies vegetais repletas de benefícios e quase nenhum malefício. Mas, afinal de contas, para que exatamente ela serve? Há quem diga que para tudo! Sementes, cascas, polpa, entre outras partes da planta, podem transformar-se em um vigoroso preparado com incríveis poderes medicinais.

Ela é a Litchi chinensis! Uma espécie que desembarcou das longínquas regiões do Sudeste Asiático – mais especificamente das florestas tropicais e subtropicais da Tailândia, Vietnã, Filipinas, Camboja, Laos, entre outros países desse exótico e singular trecho do continente asiático – para “cair nas graças” dos apreciadores de um bom tratamento à base de produtos naturais.

Essa espécie também pode ser encontrada em regiões da China, Madagascar, Índia e Bangladesh; e é da mesma forma apreciada como uma espécie capaz de produzir um vigoroso elixir, com excelentes propriedades anti-inflamatórias, analgésicas, antidiarreicas, antimicrobianas, entre outras importantíssimas qualidades.

O que se diz é que um preparado com as cascas da lichia é o que há de melhor para o combate a alguns tipos de dermatites, desarranjos intestinais, cansaço físico e mental; enquanto, da sua semente, é possível extrair substâncias analgésicas, cicatrizantes, anti-inflamatórias, entre várias outras propriedades.

Mas como se tudo isso ainda não bastasse, a lichia é uma rica fonte de vitaminas. Vitamina C, sódio, cromo, magnésio, ferro, potássio, cálcio e fibras são apenas alguns dos seus principais trunfos; e por isso mesmo ela faz parte daquela lista de espécies que compõem a já considerada tradicional e original medicina chinesa.

Mas o objetivo desse artigo é, não só mostrar para que serve a lichia como também enumerar alguns dos seus principais benefícios e malefícios – nesse último caso, geralmente relacionados ao seu consumo excessivo por parte de indivíduos com alguma restrição às suas substâncias.

Para Que Serve E Quais Os Benefícios Da Lichia?

Dentre os principais benefícios da lichia, estão:

1.Perda de Peso

Lichia Para Perda de Peso
Lichia Para Perda de Peso

A lichia é uma fruta rica em antocianinas. Essas, como se sabe, são espécies de pigmentos responsáveis por conferir a cor vermelha aos frutos.

Mas, o que muitos não sabem, é que essas substâncias também são capazes de “quebrar” moléculas de gorduras – e é justamente isso que auxilia um indivíduo a perder peso.

Mas a lichia também é uma exuberância em fibras! E também como se sabe, as fibras são capazes de criar uma sensação de saciedade, o que evita com que a fome insaciável leve por água abaixo as tentativas de manter o peso de forma saudável.

2.É um Antibactericida

Um outro benefício da lichia (e que supera, e muito, os seus malefícios) são as suas propriedades antibactericidas. Mas para que a lichia sirva como um antibactericida é necessário utilizá-la por meio de infusões das suas cascas, ou mesmo ao extrair uma espécie de elixir “milagroso” das suas sementes e demais partes aéreas.

Essa ação antibactericida da lichia, combinada com o seu potencial anti-inflamatório, analgésico e antidiarreico, a torna uma das espécies vegetais mais amplamente utilizadas pela chamada “medicina natural chinesa”.

3.Restabelece A Saúde Da Pele

Pele Saudável
Pele Saudável

Não somente a pele, como também unhas e cabelos, podem beneficiar-se das propriedades da lichia. Isso porque o seu consumo contribui para um melhor fluxo sanguíneo, para o transporte de oxigênio para todas as partes do corpo e elimina toxinas.

Além disso, ela garante o funcionamento normal das células, por meio das suas excelentes quantidades de antioxidantes, vitaminas B e C, niacina, tiamina, riboflavina, cálcio, entre outras substâncias que impedem o acúmulo de gordura, desobstruem veias e artérias e eliminam impurezas – o que torna pele, cabelos e unhas bem mais fortalecidos.

4.É Um Parceiro Dos Hipertensos

Esse é outro benefício da lichia, e que contribui para evitar os malefícios causados por um quadro de hipertensão. Mas para que a lichia também sirva para esse fim, é necessário preparar um extrato com as suas cascas, geralmente encontradas em lojas de produtos naturais ou especializadas em medicina alternativa.

Devido às suas altas taxas de vitamina C, magnésio, potássio, fibras, zinco, entre outras substâncias, as veias e artérias também são protegidas de uma possível constrição – um efeito que compromete ainda mais as paredes dos vasos, já que torna ainda mais agressivo o contato do sangue com as paredes das artérias .

Além De Saber Para Que Serve a Lichia (e Quais Os Seus Benefícios), Importa Saber Quais São Os Seus Principais Malefícios

1.Pode Produzir Efeitos Tóxicos

Lichia Pode Fazer Mal
Lichia Pode Fazer Mal

Como dissemos, os malefícios que podem ser causados pelo consumo da lichia geralmente estão associados ao seu uso excessivo.

Isso porque a fruta possui substâncias como a hipoglicina, que não é responsável apenas por distúrbios como a singular “doença do vômito jamaicano”, mas também por (quando ingeridas em excesso ou em jejum) reduzir a quantidade de glicose no sangue, levando a um estado dramático de hipoglicemia.

2.Produz Complicações Gástricas

Lichias na Tigela
Lichias na Tigela

Não apenas complicações gástricas, como respiratórias, dores abdominais, mal estar, tonturas, dermatites, entre outros transtornos geralmente associados a algumas substâncias presentes no fruto, como as antocianinas, que, ingeridas em excesso (e principalmente em jejum), podem, inclusive, levar a óbito.

3.Pode Baixar a Pressão

Pressão Baixa
Pressão Baixa

As propriedades da lichia, cujos benefícios podem ser observados na forma de estabilidade da pressão arterial, são as mesmas que, ingeridas em excesso, podem levar a um quadro grave de hipotensão, que geralmente manifesta-se por meio de desmaios súbitos, tonturas, convulsões, crises de epilepsias, enjoo, mal estar, entre outros distúrbios.

Lichias na Árvore
Lichias na Árvore

4.Distúrbios Cerebrais

Comprometimento da produção de neurotransmissores, perda de memória, desequilíbrio das funções sinápticas, são apenas alguns dos transtornos resultantes da deficiência de glicose no organismo – sem dúvida, a substância mais importante para o funcionamento do cérebro.

Logo, um consumo excessivo de lichia, ao invés de produzir benefícios (como seria de se esperar), ao contrário, resulta em malefícios que certamente comprometerão o desenvolvimento normal das funções cerebrais de crianças e adolescentes.

5.Desarranjos Intestinais

Por fim, outro malefício do consumo excessivo de vegetais como a lichia é um completo desarranjo das funções intestinais.

Isso muito em função das suas altas taxas de fibras que, como se sabe, ingeridas com moderação, tornam-se verdadeiros parceiros do aparelho digestivo e intestinal, porém, quando em excesso, podem levar a quadros dramáticos de diarreias, vômitos, náuseas, entre outros transtornos.

Caso queira, deixe o seu comentário sobre esse artigo. E aguarde as próximas publicações do blog.

Veja também

Como Os Fungos Se Alimentam? Quais São Seus Predadores?

Fungos são um reino de organismos eucarióticos , unicelulares e multicelulares , que também inclui …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *