Home / Plantas / Lichia: Nome Científico, Caroço, Extrato e Partes Principais

Lichia: Nome Científico, Caroço, Extrato e Partes Principais

A lichia é a Litchi chinensis (seu nome científico), uma fruta com uma semente ou caroço bastante característico, além de produzir um excelente preparado medicinal com o seu extrato e partes principais altamente ricos em nutrientes.

Essa é uma daquelas espécies originárias das distantes e quase míticas paragens do Sudeste Asiático; mais especificamente, de países como Vietnã, Indochina, Laos, Camboja, Myanmar, Tailândia, Filipinas, além da China, Bangladesh, Índia, Madagascar, entre outras regiões mais quentes da Ásia e com alta umidade relativa do ar.

Do caroço da lichia também pode ser produzido um pó bastante eficaz como anti-inflamatório, analgésico e para o combate a diarreias. A casca – uma das suas partes principais – também é utilizada, nesse caso, na forma de infusões, para o combate a distúrbios intestinais e alguns transtornos cutâneos provocados pela varíola.

Isso sem contar o fato de ela ser uma riquíssima fonte de vitamina C, potássio, ferro, magnésio, cálcio, além de fibras! Muitas fibras! – uma das “armas secretas” dessa que é considerada uma das mais singulares espécies do continente asiático e da mais tradicional medicina natural chinesa.

Diretamente da família Sapindaceae, a lichia – cujo nome científico é Litchi chinensis – caracteriza-se justamente por isso: todas as suas partes principais, caroço e o extrato que ela produz, podem ser aproveitados, o que a torna uma das espécie mais ricas da medicina natural asiática.

Mas como se tudo isso não bastasse, a árvore de onde pende, graciosamente, o fruto, é uma espécie vigorosíssima, capaz de atingir até 14 metros de altura e produzir flores curiosamente avermelhadas, que vão tornando-se verdes à medida que a árvore desenvolve-se.

Além de apresentar-nos com flores diminutas, em uma variação de cor entre o verde, amarelo-claro e o branco; e que, ao surgirem, é o sinal de que os seus singulares frutos já estão por vir!

Com um exterior vermelho (e rugoso) e com uma polpa esbranquiçada (ou meio transparente) e gelatinosa, ela vai bem como suco, geleia, compota, sorvete, entre outras formas de aproveitar-se dos seus nutrientes.

Além Das Propriedades, Do Seu Nome Científico, Extrato, Caroços, Partes Principais, O Que Mais Saber Sobre Essa Singular Espécie Asiática?

A lichia é realmente uma espécie singularíssima! Se não bastasse as suas propriedades farmacológicas, ela ainda se presta bem como espécie ornamental.

Na China e nos demais países da Ásia Central, por exemplo, essa sua característica é tão ou mais apreciada quanto as suas propriedades medicinais.

O que se diz é que, durante o período de frutificação (que geralmente ocorre no período primavera/verão – entre novembro e fevereiro), a árvore da lichia apresenta-se como um show de extravagância!

Isso porque a combinação de cores entre as sus folhas e flores, que mesclam tons de vermelho, amarelo-claro, branco e verde, torna o seu aspecto um tanto quanto místico e enigmático.

No Brasil, a sua produção concentra-se nos estados do sudeste e sul, especialmente nos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, de onde ela parte para o restante do país.

E que agora também descobriram que a lichia (Litchia chinensis – seu nome científico), além das características já mencionadas, ainda funciona como um potente emagrecedor natural.

Isso graças a uma substância, a cianidina, que é um composto orgânico (da família das antocianidinas) que, entre outras coisas, confere a cor vermelha a frutas como: morango, jambo, amora, jamelão, entre outras espécies.

Mas que agora já se sabe que tem a capacidade de eliminar a gordura abdominal, principalmente quando combinada com uma dieta adequada e exercícios físicos.

Os Benefícios Da Lichia

Dentre os principais benefícios da lichia, estão:

1.É Um Emagrecedor Natural

Como vimos, a lichia possui substâncias pertencentes à categoria das antocianinas, que, como se sabe, conseguem atuar eficazmente na quebra das moléculas de gordura.

Além disso, as suas não mais do que 65 calorias por 100 gramas, associadas a 1,3 g de fibras (também por 100 gramas), proporcionam uma sensação de saciedade, enquanto nutre e revigora o organismo – com bem menos calorias para serem transformadas em depósitos de gorduras.

2.É Um Bactericida Natural

Lichia Aberta
Lichia Aberta

Por meio de infusões da casca da lichia, produção de um extrato poderosíssimo, beneficiamento das suas partes principais, ou mesmo pela transformação dos seus caroços em um pó com inúmeras propriedades farmacológicas, é possível fazer da Litchia chinensis (seu nome científico) um antidiarreico, anti-inflamatório, analgésico e bactericida de “primeira linha.”

Além disso, a espécie possui antioxidantes como os flavonoides, que tratam de garantir o desenvolvimento normal das células, e com isso, retardam o seu envelhecimento e previnem a formação de exemplares defeituosos.

3.Melhora a Aparência

Lichia Descascada
Lichia Descascada

Cabelos, unhas, pele… a melhora da saúde estética de um indivíduo é um dos benefícios dessa espécie, graças aos seus altos níveis de vitamina B e C, além de riboflavina, niacina, tiamina e cálcio, que nutrem os folículos pilosos, evitam a obstrução dos poros e garantem ossos fortes e saudáveis.

O seu uso regular também melhora o fluxo sanguíneo (o que evita a formação de manchas e acnes), garante a oxigenação da pele, elimina toxinas, fortalece as células, entre outras ações que interferem diretamente na aparência.

4.Ajuda a Manter Estável a Pressão Arterial

Bebe Comendo Lichia
Bebe Comendo Lichia

Sim, os hipertensos também beneficiam-se das propriedades do seu extrato, das suas cascas e das substâncias presentes na sua semente (o seu caroço).

Beneficiam-se também com a utilização das suas partes aéreas, que ajudam a controlar a pressão arterial e mantê-la em níveis satisfatórios.

Isso ocorre graças às suas altas taxas de potássio e vitamina C (que regulam a ação do sódio), mas também a um excelente teor de fibras (que tornam mais difíceis a absorção de gorduras e evitam a constrição dos vasos) e de vitaminas do complexo B, magnésio, zinco, cromo, entre outras (que possuem a capacidade de “desenrijecer” os vasos sanguíneos).

Lembrando sempre que tais efeitos só são obtidos após uma vida inteira de consumo desse tipo de espécie. Ao fazer desse uso um hábito para toda a vida, em concomitância com uma verdadeira revolução nos seus hábitos de vida, que envolve a prática de exercícios físicos, visitas regulares ao médico, atitudes positivas, exercícios que trabalhem a mente, entre outras iniciativas capazes de transformar por completo a vida de um indivíduo.

Esse artigo foi útil? Tirou as suas dúvidas? Deixe a resposta na forma de um comentário. E não deixe de compartilhar os nossos conteúdos.

Veja também

Qual É O Maior Estado Produtor De Soja No Brasil? E a Região?

A soja, sem dúvida, um dos carros-chefes do agronegócio brasileiro, ali, lado a lado com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *