Home / Plantas / Lenda do Girassol Brasileira e da Menina do Girassol Grego

Lenda do Girassol Brasileira e da Menina do Girassol Grego

A flor do girassol já inspirou história por todo o mundo. Desde os indígenas e outros povos antigos, lendas envolvendo o girassol eram populares e, muitas vezes, muito apreciadas sempre por sua conotação romântica. Vejamos algumas:

Hélianthe, a Filha do Sol

Dizem que milhares de anos atrás, o mundo estava dividido entre o Sol (o dia) e as Estrelas e a Lua (a noite). Então, a Terra conhecia uma parte dominada pela escuridão e outra controlada pelo Sol (Luz)
Mas o forte desejo da Lua era que a escuridão pudesse conquistar, desta forma ela se tornaria a amante da Terra, enquanto o Sol seria escravizado.

Portanto, entre a lua e o sol, a guerra estourou. O Sol tinha uma filha chamada Hélianthe. Mas ela não se parecia com os outros de sua idade, não só por causa de sua beleza sem paralelos, mas acima de tudo por causa de sua valentia. Ela propôs a seu pai para lutar contra o outro, contra a lua.

“Temos que conquistar”, disse ela, caso contrário, seremos envolvidos pela escuridão. “Eu concordo”, respondeu o sol preocupado. “Mas não se esqueça que eu sou velho e me falta a força para lutar, além disso, também tem as estrelas ao seu lado e sua vitória é quase garantida”

Mas sou eu quem vai lutar perto você “Helianthe encorajou-a . ” Não, minha filha é muito perigosa e não teremos chance de sucesso de qualquer maneira “, acrescentou o pai. Não ouvindo o conselho dele, Helianthe participou da luta como um homem. Após uma batalha feroz, o Sol foi declarado vitorioso.

Foi então que sua filha revelou seu lindo rosto. A lua viu que seu vencedor tinha longos cabelos loiros como orelhas de ouro flutuando em seus ombros e belos olhos negros. Furioso, ela jogou-lhe um feitiço. “Que você seja uma planta para sempre, deixe Girassol se tornar seu nome, e quando estiver ensolarado você sempre olhará para seu pai”

Por causa do feitiço maligno da lua, a garota se metamorfoseia em uma linda flor. Seu cabelo loiro se transformou em grandes pétalas amarelas e seus olhos negros em sementes. E até hoje, o feitiço não foi quebrado. Hélianthe, transformada em uma flor, olha repetidas vezes para seu velho pai – o sol.

Clythie, a Ninfa Ciumenta

Era uma vez uma linda ninfa (Clythie) apaixonada pelo deus-sol e que acabou tornando-se a amante de Apolo, mas ele voltou suas atenções para Leucothoe, filha de Orchamos rei de Babilônia.. Possessiva, ela não queria compartilhar seu escolhido com sua irmã (Leucothoe).

O coração partido, Clytie, denunciou a conexão de Leucothoe e Apolo a Orchamos que ordenou que Leucothoe fosse enterrado vivo. Apolo tentou em vão salvar sua amada e prestou homenagem a ele, derramando em seu enterro uma espécie de maná perfumado do qual nasceu o incenso.

Apolo, repugnado por essa traição, não retornou a Clytie. A indiferença que o Astre manifestou em relação a ele só amplificava esse amor, e a bela ninfa passava seus dias chorando e observando continuamente a corrida de carros de seu amado. Diante da imensa tristeza de sua filha, o pai implorou ao deus sol para apaziguar sua filha.

Desesperada pelo escopo de seu ato, Clytie passava seus dias e noites em uma pedra, olhando fixamente todas as manhãs para a carruagem de Apolo, que nunca mais a veria novamente. Apolo finalmente teve pena da ninfa e transformou-a em um girassol.

Menina do Girassol Grego

Na mitologia grega, havia uma donzela que se apaixonou por Apolo . Toda vez que ele passava por cima de sua carruagem de fogo ardente, ela estava em seu jardim e olhava para ele com desejo, mesmo que ela tivesse tarefas e tarefas para cuidar. Apolo, que fez questão de brilhar para que as pessoas na Terra não pudessem vê-lo, acabou se cansando da tolice da garota.

Ele lançou uma de suas flechas de sol para ela, e ela se transformou em um girassol no local. Até hoje, ela enfrenta o leste de manhã e o oeste à noite, seguindo o caminho de Apolo. Em algumas versões da história, não foi Apolo, mas os outros deuses que tiveram pena dela e a transformaram em um girassol.

A Lenda da Própria Flor

Arranjo de Girassol Com Outras Flores
Arranjo de Girassol Com Outras Flores

Esta flor foi ridicularizada e desprezada por outras flores silvestres de verão, pois a consideravam feia. Portanto, nenhuma flor a queria perto por causa de sua “fealdade”, temendo diminuir sua beleza. Até os animais da fazenda zombavam dela.

A pobre flor sofreu terrivelmente, mas ela não reclamou e nunca respondeu com o mesmo tom de zombaria com que outros se dirigiam a ela. Ela vivia na solidão e aplaudia durante o dia admirando o grande sol dourado com admiração.

A flor olhou para a fonte de sua vida e ignorou todas as humilhações e o mundo hostil ao seu redor. O pior momento do dia foi o pôr do sol, quando o sol estava indo dormir. Desde então, e até a manhã seguinte, ela enfraqueceu sua vontade de viver, que voltou intensamente ao amanhecer, quando sentiu o calor dos primeiros raios de sua única amiga.

Vendo a situação em que seu admirador estava, o sol decidiu ajudar a pobre flor rejeitada por todos. O sol deu a ela os raios mais quentes e brilhantes, que mostravam um brilho dourado das pétalas, então agora a flor tem uma coroa mágica, o que a faz parecer a mais bela das flores de todas.

Desde então ninguém mais riu dela, e todos se voltaram para ela com respeito, imaginando surpreso: como poderia uma flor tão feia tornar-se subitamente tão bonita?  Desde aquele dia a flor começou a amar e admirar o sol.

Por causa da felicidade e do olhar contínuo e constante para o sol, ela cresceu e se tornou a mais alta e mais elegante de todas as outras flores que haviam zombado dela. O sol notou que a flor continuava a amá-lo e admirá-lo, e para demonstrar seu afeto, ele deu seu nome a ela, que ela ainda carrega com orgulho, o girassol.

A Lenda Brasileira

Os indígenas da Amazônia também tinham sua própria lenda envolvendo girassol. Diz respeito ao nascimento de uma indiozinha que, diferente da pele rubra e cabelos negros de todas as outras, essa nascera muito bronzeada com cabelos tão loiros quanto os raios de Sol. Sua aparência peculiar logo a tornou a atração de todas as aldeias na região. E ela cresceu assim, divinamente linda, bronzeada e com raios de sol como cabelos.

À medida que se desenvolvia, a indiozinha conquistava o coração de todos os guerreiros de sua própria aldeia e das tribos vizinhas e todos tentavam enamorar-se dela. Mas a indiozinha renegava essas paixões pois era amante da natureza. Tinha seu lugar preferido próximo ao riacho pra onde gostava de ir todos os dias sentir a dinâmica da vida e apreciar tudo ao seu redor. Mesmo os animais se admiravam dela e gostavam de ficar junto dela.

Imagem da Indiozinha do Girassol
Imagem da Indiozinha do Girassol

Mas o chefe da tribo começou a ficar possessivo, querendo manter aquela beleza só pra si e, com a desculpa de que ela podia ser capturada por guerreiros de outras tribos, resolveu prendê-la em sua tenda e não permitia mais que ela saísse.

Sem sentir a liberdade de viver e os raios de Sol a lhe banhar, não demorou muito pra indiozinha logo definhar e desfalecer na tenda. O chefe muito angustiado e envergonhado, ordenou que ela fosse enterrada junto ao rio, onde ela mais gostava de ficar.

Dizem que o próprio Sol enamorava-se dela e brilhava ainda mais radiante quando a avistava junto ao rio. E, quando ele soube da morte, o próprio Sol não se conteve de tristeza e desceu a Terra até sua cova e por ela derramou lágrimas de emoção. Foram as lágrimas do Sol sobre a Terra que fez germinar a linda plantinha que agora segue o Sol desde que nasce até se pôr, e ganhou o nome de girassol.

Veja também

De Onde Vem e Pra Que Serve o Medicamento Soyfemme

Os fitoestrogênios são plantas adequadas para regular e reequilibrar as funções hormonais; naturalmente, essas plantas …

2 comentários

  1. Que lenda bonita, Carl!! O artigo está show, também amei as imagens que o editor acrescentou 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *