Home / Plantas / Lanterna Chinesa Curiosidades e Fatos Interessantes

Lanterna Chinesa Curiosidades e Fatos Interessantes

As plantas ornamentais estão entre as mais comuns de todo o mundo, já que, em qualquer lugar do planeta, sempre haverá alguém disposto a enfeitar a sua casa um pouco mais ou a dar um toque diferente ao jardim. Dessa forma, é muito encontrar plantas ligadas à decoração, seja para servir de ponto focal em uma ornamentação, para acompanhar uma outra flor como complemento ou, ainda, para atuar como uma espécie de “tapa-buraco”, escondendo eventuais problemas.

Assim, as plantas ornamentais têm voltado à moda recentemente, ganhando cada vez mais espaço nas casas de muitas pessoas e, dessa maneira, recuperando um lugar que sempre lhes pertenceu. Esse é o caso, por exemplo, da famosa e cultuada lanterna-chinesa.

Sabe aquela planta que dá flores penduradas, como se fossem uma pequena lanterna da China? Ou, então, como se as flores fossem uma espécie de sino. Essa é a lanterna-chinesa, um tipo muito interessante de planta que enfeita muito bem os ambientes e pode ser usada para inúmeras finalidades.

Assim, apesar do seu nome dizer o contrário, a lanterna-chinesa não é uma planta de origem asiática. Na verdade, esse tipo de planta possui origem muito mais perto, aqui mesmo na América do Sul. Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai formam, assim, o grupo de países que originaram a lanterna-chinesa.

Muito utilizada para a decoração de ambientes, a lanterna-chinesa pode ser utilizada como o grande ponto focal de uma ornamentação, já que possui todos os detalhes para tal e, por ser diferente das demais plantas mais comuns, atrai a atenção de todos de maneira muito forte.

Portanto, esse tipo de planta encaixa muito bem no jardim, sendo também chamada de lanterna-japonesa e sininho. Com características que a tornam tão única, há milhares de formas de fazer uso da beleza da lanterna-chinesa.

Curiosidades Sobre a Lanterna-Chinesa

Uma das grandes curiosidades dessa planta é o fato de o seu nome popular não possuir nenhuma relação com o seu local de origem, sendo a lanterna-chinesa uma planta típica da América do Sul e bastante comum em países como Brasil e Paraguai.

Ademais, outro ponto muito interessante sobre a lanterna-chinesa é que essa planta se mostra capaz de atrair muitos animais de muitos tipos diferentes, tais como a borboleta e o beija-flor. Isso acontece em razão da cor viva e forte da planta, mas também em razão do seu aroma adocicado e do seu sabor também bastante doce.

Além disso, para que a lanterna-chinesa possa se multiplicar para outras partes do mundo, é preciso fazê-lo pelo processo de estaquia. Logo, os ramos retirados de uma planta forte devem ser replantados rapidamente, sempre entre o fim do inverno e o começo da primavera, a fase em que esse tipo de planta mais cresce, se desenvolve e floresce.

Lanterna Chinesa ou Sininho
Lanterna Chinesa ou Sininho

Outro ponto a mais é saber se a lanterna-chinesa possui todo o espaço necessário para o seu desenvolvimento onde está presente, algo que pode ser um fator determinante para o sucesso ou insucesso da lanterna-chinesa no seu jardim.

Características da Lanterna-Chinesa

A lanterna-chinesa é uma planta arbustiva, que possui detalhes muito rústicos. Portanto, a lanterna-chinesa se mostra muito resistente aos ventos e à força da água, por exemplo, sendo capaz de sobreviver por muitos anos sem enfrentar problemas. Ademais, os ramos da planta se mantém curvados para baixo, como se estivesse difícil segurar as flores.

Esse detalhe faz com que a planta se mostre ainda mais bela, já que dá a entender que os ramos realmente estão segurando exemplares de lanternas, algo que deixa o ambiente todo muito mais bonito. Outro fator muito comum na lanterna-chinesa são as flores de cor alaranjada, muito bonitas e que chamam a atenção de longe. Delicadas e frágeis, as flores são completamente diferentes dos ramos de lanterna-chinesa, que se mostram fortes e resistentes.

A lanterna-chinesa costuma ser bastante utilizada em jardins planejados ou, então, em parques públicos conservados. Isso porque esse tipo de planta não exige muitos cuidados tão complexos ou especiais, o que faz com que seja mais simples cuidar da lanterna-chinesa. Logo, além de muito bela e de ter um aroma doce, a lanterna-chinesa ainda é de fácil cultivo, o que atrai ainda mais o interesse de inúmeras pessoas.

Cultivo da Lanterna-Chinesa

A lanterna-chinesa não exige grandes complexidades quando se trata do seu cultivo. Assim, embora a planta goste de solos férteis e com boa quantidade de matéria orgânica, em linhas gerais é bastante simples e acessível ter exemplares da lanterna-chinesa no jardim. O mais comum é ver a lanterna-chinesa em grupos, já que a planta em questão pode sofrer quando isolada.

O grupo não costuma exigir podas frequentes, fazendo com que, assim, as podas da lanterna-chinesa sejam anuais. Portanto, entre o fim da primavera e o início do verão, ou então já no fim do verão, pode ser bastante positivo realizar a poda dessa cultura de plantas. É interessante notar que a lanterna-chinesa é bastante tolerante ao frio, algo necessário nas regiões montanhosas da América do Sul, onde a lanterna-chinesa surgiu.

Ademais, por ser tão tolerante ao frio, esse tipo de cultura vegetal consegue se destacar em áreas onde outras plantas sequer são capazes de se desenvolver, algo importante para tornar a lanterna-chinesa ainda mais popular em muitas regiões mas frias do continente, por exemplo. Por fim, algo bastante interessante é perceber como a cultura se desenvolve de acordo com o tipo de matéria orgânica à disposição. Logo, quanto mais matéria orgânica de qualidade disponível, mais a planta cresce.

Irrigação Para a Lanterna-Chinesa

A irrigação é parte essencial dos cuidados relacionados a qualquer planta. Dessa forma, a irrigação, no caso da lanterna-chinesa, deve ser realizada duas vezes por semana. Em caso de a planta estar em um local mais seco, onde a oferta de água não é tão vasta, essa disponibilidade de água pode aumentar para três irrigações por semana.

Assim, de uma maneira geral a lanterna-chinesa não depende tanto de água ou de regas frequentes, podendo até mesmo ficar muitos dias sem receber sequer uma gota de água. Porém, como é de se imaginar, esse não é o recomendado.

Veja também

Comendo Jamelão

Quais são os Benefícios do Jamelão? E os Malefícios?

O jamelão é uma fruta pequena, arredondada e roxa. Poucas pessoas sabem que nessas pequeninas  …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *