Home / Plantas / Importância Da Farinha De Trigo Para a Saúde E Economia

Importância Da Farinha De Trigo Para a Saúde E Economia

Sem dúvida alguma, certos alimentos são essenciais para a subsistência de certas economias, além, é claro, deles serem úteis para a nossa saúde como um todo. A farinha de trigo é um desses alimentos, e é justamente ela e sua ligação com o nosso bem-estar e com a indústria alimentícia como um todo que vamos abordar a seguir.

Benefícios Básicos Da Farinha De Trigo Para a Saúde

Em termos de propriedades nutricionais do trigo em si, ele é uma fonte rica em carboidratos, proteínas, vitaminas do complexo B e minerais, esse grão é um alimento universal, e indispensável para a alimentação do ser humano. Esse grão, então, é processado depois de passar por um processo de moagem, onde são retiradas a casca e o gérmen. É daí que surge a famosa farinha de trigo, que é usada na preparação de salgados e doces de todos os tipos.

Porém, nem todo mundo pode fazer uso desse alimento. É o caso de quem tem doenças celíacas (o que representa cerca de 1% da população), ou quem tenha alergia ou sensibilidade às proteínas desse cereal (correspondendo aproximadamente 6% da população). Para todas as outras pessoas que não possuem esses problemas citados, o consumo de trigo é seguro e recomendável.

Os maiores benefícios do trigo no nosso organismo resultam do fato do nosso cérebro e de algumas de nossas células usarem bastante a energia oriunda da digestão dos carboidratos. Dessa forma, elas podem realizar as suas funções de maneira mais eficaz. Em suma, não se alimentar de comidas provenientes da farinha de trigo pode resultar, essencialmente, em falta de disposição.

O trigo, além disso, compõe alimentos com baixo teor de gordura a açúcar, como é o caso do macarrão, por exemplo. Sem contar que ele está em várias receitas, na presença de molhos, cremes e massas.

Outros Benefícios Da Farinha De Trigo Par O Nosso Organismo

Além do trigo ser rico em carboidratos, que são a nossa principal fonte de energia, ele pode propiciar alguns outros ótimos benefícios para a nossa saúde. Um deles é a recuperação dos músculos. Isso porque esse alimento repõe o glicogênio, que é justamente o estoque de energia dessa parte do corpo. A matemática é simples: com esse estoque baixo, perdemos massa muscular mais rapidamente.

Outro grande benefício que a ingestão desse alimento nos oferece é que ele melhora consideravelmente o nosso humor. Isso porque os carboidratos são ricos em glicose, uma substância diretamente relacionada à serotonina, um neurotransmissor responsável pela nossa sensação de bem-estar. Sem contar que a própria glicose ajuda na estabilidade tanto do sono, quanto da pressão.

Por fim, o trigo controla o colesterol e a diabetes. Cereais integrais, por exemplo, são excelentes fontes de fibras, fazendo o nosso sistema digestivo funcionar melhor, controlando o colesterol, e, de quebra, equilibrando os níveis de glicose para quem tem diabetes. A própria farinha de trigo é rica em fibras solúveis, substâncias que adiam a absorção de carboidratos pelo intestino, auxiliando numa quantidade adequada de glicose no sangue.

Importância Farinha De Trigo Para a Economia: Um Pouco De História

O trigo, e mais especificamente o seu cultivo, já acompanha a humanidade há muito tempo. Tudo começou lá na Mesopotâmia, mais ou menos entre a região do Egito e do Iraque, há aproximadamente 10 mil anos atrás. Já a invenção do nosso famoso pão, cuja matéria-prima é feita basicamente de farinha de trigo, data de 4.000 a.C. Foi nessa época que os egípcios descobriram a fermentação.

Continuando nessa linha temporal, há cerca de 2 mil anos atrás, foram os chineses a descobrirem o trigo, passando, assim, a desenvolver farinhas, massas e pastéis a partir dele. E, foi finalmente no século XV que esse produto chegou às Américas graças aos navegadores europeus. Foi, inclusive, somente no século XX que o Brasil começou a virar um grande produtor de trigo.

O Trigo Na Economia Brasileira

Atualmente, mais 130 mil propriedades rurais no Brasil produzem o cereal, o que envolve um processo do que fazem parte quase 800 mil pessoas. De acordo com estimativas, as áreas propícias para a produção dele podem gerar 12 toneladas de trigo anuais. Contudo, por motivos diversos, nem sempre se consegue atingir esse patamar de produção.

Hoje em dia, a produção de trigo está basicamente concentrada nos estados de Bahia, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. É nesses lugares em que as condições climáticas são mais favoráveis, onde as estações são bem definidas, além das temperaturas em geral serem amenas, o que facilita o plantio desse cereal.

Homem Segurando Um Punhado de Trigo nas Mãos
Homem Segurando Um Punhado de Trigo nas Mãos

Nessas regiões, o cultivo de trigo é feito de duas maneiras distintas. Uma é o irrigado e o outro é o serqueiro. Com isso, comumente, temos duas safras anuais. O cultivo irrigado é uma técnica cujos riscos são mínimos, ao passo que o rendimento da produção é bem alto. Já a segunda técnica (o cultivo serqueiro) ocorre entre os meses de fevereiro e março, proporcionando uma melhor cobertura do solo.

O potencial brasileiro para a produção de trigo é grande, e a tendência é um crescimento à medida que a própria tecnologia para o plantio vai evoluindo. É justamente parte dessa produção um dos propulsores da nossa atual economia.

Receita Com Farinha De Trigo: Pão De Ló

Agora que já sabemos a importância desse produto para a nossa saúde, e o que o trigo em geral oferece de bom em termos econômicos, vamos fazer algo na prática com a frarinha de trigo?

Para esta receita aqui, você vai precisar dos seguintes ingredientes: 4 unidades de gema de ovo, 4 unidades de clara de ovo batidas em neve, 2 xícaras de chá de farinha de trigo, 1 xícara de chá de açúcar, 1 colher de sopa de fermento químico em pó e 1 xícara de chá de água.

Pão De Ló
Pão De Ló

Para preparar esse pão de ló, você, primeiro, vai pegar as gemas e a água fervente, e colocar na batedeira. Bata até a espuma subir, juntando o açúcar depois, e batendo por mais alguns minutos. Sem parar a batedeira, vá colocado a farinha aos poucos. Esse processo tem que durar uns 20 ou 30 minutos. Coloque o fermente em pós e as claras em neve, mexendo devagar com movimentos circulares.

Leve essa mistura para assar em forno pré-aquecido, com uma forma untada e polvilhada com farinha de trigo. Antes de ir ao forno, você deve pegar a assadeira e bater numa superfície dura para eliminar eventuais bolhas de ar. Asse no forno quente por 10 minutos, e depois abaixe para o forno médio.

Depois, é só desenformar o pão de ló ainda morno.

Veja também

Arroz Selvagem: Pipoca, Calorias: Combina Com o Que?

O arroz selvagem pertence a um gênero de plantas monocotiledôneas da família do poaceae (a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *