Home / Plantas / História da Flor Prímula, Significado, Origem da Planta e Fotos

História da Flor Prímula, Significado, Origem da Planta e Fotos

Alguns relatos destacam que a história da flor prímula começou na América do Norte. Logo as plantas foram levadas pelos ingleses para o continente europeu e o vegetal passou a se propagar por quase todo o mundo. Com cores intensas e pétalas delicadas, a prímula é uma escolha perfeita para decoração de ambientes internos e externos. No nosso artigo de hoje vamos falar um pouco mais sobre essa flor e as suas formas de cultivo. Acompanhe e aprenda a obter lindas florescências. Vamos acompanhar?

Significado da Flor Prímula

O nome da planta vem do latim “primus” e possui o significado de primeiro. A denominação foi dada ao vegetal devido ao período em que as flores aparecem: logo no fim da estação do inverno. Ou seja, ela é uma das primeiras a apresentar floração, se em comparação com as demais espécies. Interessante, não é?

Durante muitos anos, a prímula (nome científico Oenothera biennis) permaneceu ligada à realeza inglesa, especialmente, quando a rainha Vitória estava no trono. Sempre associada à delicadeza, beleza e bondade, essa incrível flor possui um aroma agradabilíssimo e  pode aparecer nas cores: laranja, rosa, branca , amarela e mais outras possibilidades mais raras. Elas podem chegar a medir trinta centímetros e possuem uma adaptação muito boa em vasos.

Observe que não se deve misturar prímulas de diversas cores em um mesmo arranjo. Essa é uma dica para evitar que o enfeite fique em desarmonia. Quando estão em vasos, o ideal é posicionar elas nas proximidades de uma janela para receber luz do sol. Um ponto importante de ser lembrado é que elas não se adaptam muito bem em locais fechados e que possuem ar-condicionado.

https://www.youtube.com/watch?v=v2kQpB9diIc

Cuidados com a Prímula

Como é uma flor muito delicada, a prímula exige alguns cuidados importantes, principalmente, quando for manuseá-la. Esses cuidados são essenciais para que a flor possa durar por mais tempo e continue espalhando muita beleza nos ambientes em que é colocada.

Portanto, nada de colocar a prímula em um local onde o sol alcance de forma muito intensa. Procure cultivar a planta em meia sombra e não se esqueça de adubar o solo regularmente  com muito material orgânico,  mantendo a terra sempre muito úmida. Com relação ao clima, a prímula prefere ficar em locais mais temperados e subtropicais, sempre distante de ventos mais intensos. Já em regiões mais quentes, a planta possui a tendência de florescer com mais facilidade.

Cuidados com a Prímula no Vaso
Cuidados com a Prímula no Vaso

Utilidades da Planta

Você sabia que além de flores espetaculares a prímula possui pétalas que podem ser ingeridas pelos seres humanos? É isso mesmo! As pétalas apresentam sabor doce e bem discreto e podem ser usadas em diversas receitas. Além disso, elas também podem ser usadas para curar alguns sintomas como estresse, TPM, prevenção do envelhecimento, diminuição de taxas e combate de inflamações e infecções. Mas não para por aí!  A prímula pode ser usada para prevenir problemas cardíacos e é amplamente utilizada em produtos fitoterápicos.

Como se desenvolvem muito bem em vasos podem ser colocadas em maior quantidade em pequenos espaços da sua casa. Lendas contam que essas flores sempre acompanham o humor e a personalidade dos seus donos. Assim, quanto mais alegria, mais lindas as flores aparecem. A prímula é uma planta de fácil cultivo e que pode deixar o inverno  com uma cara diferente. Afinal, suas flores vistosas podem deixar a estação mais colorida e com um toque mais primaveril.

Jardim Colorido de Prímulas
Jardim Colorido de Prímulas

Outras Espécies de Prímula

O mais curioso é que existe outra espécie de planta que também é chamada de prímula. Entretanto, essa espécie possui origem no continente asiático. Ela pode ser conhecida também como: “pão de queijo” ou “primavera” e também apresenta floração exuberante. Como não possuem caule, suas ramificações podem atingir mais de trinta centímetros.

Suas folhas lembram um coração e possuem a cor verde e algumas bordas bem marcadas. A presença de pequenos “pelos” faz com que a planta permaneça sempre úmida e seja capaz de produzir um líquido que pode causar alergia nos seres humanos. Dessa forma, é recomendado evitar plantar essa espécie em locais que possuem fácil acesso de pets e crianças.

A planta pode apresentar floração nas cores: roxo, rosa, vermelho e mais algumas variações em branco e laranja. Podem formar belíssimos arranjos quando são arrumadas em grupo e podem compor muito bem com as folhas do vegetal. Assim, seus vasos, jardins e jardineiras certamente ficarão mais belos com a presença da prímula.

Curiosidades Sobre a Prímula

Confira algumas curiosidades interessantes sobre a prímula:

  • O fato mais interessante sobre a prímula é que ela floresce com mais força no período do inverso. Assim, elas são supersensíveis à estiagem, ao encharcamento e também às geadas. Lembre-se de manter ela em um solo úmido e com boa quantidade de matéria orgânica. Os fertilizantes podem ser uma boa alternativa para melhorar as flores.
  • Pertencem à família das Primulaceaes e possuem um crescimento devagar. Suas flores são cheirosas e muito bonitas.
  • Existem dois tipos mais conhecidos de prímula. A primeira delas possui flores mais vibrantes. Já a segunda, possui folhas maiores e pode ser conhecida como barral.  Ela pode ser cultivada tanto em áreas internas como externas.
  • As regas devem ser realizadas com frequência. Quando observar que a terra está seca é a hora de caprichar na água da sua prímula! Mas atenção: os excessos podem ser fatais para a planta! O adubo deve ser renovado na época em que as flores aparecem e você pode optar por fertilizantes de base mineral.
  • O gênero que a planta pertence abriga mais de quinhentas espécies. Aquelas que são frequentemente comercializadas são:  Primula acaulis e  Primula obconica.  Elas podem se propagar por meio de estacas e também de sementes.
    Prímula Vulgaris
    Prímula Vulgaris

Nosso artigo acaba por aqui e esperamos que ela tenha ajudado a conhecer um pouco mais sobre essa flor tão bonita e diferente. Não se esqueça de nos deixar um comentário, sugestão ou dúvida. Esperamos te encontrar mais vezes aqui no Mundo Ecologia! Atualizamos nosso site diariamente com os melhores conteúdos sobre a natureza. Não deixe de acompanhar!

Veja também

Como Usar a Canela Para Emagrecer?

A canela, assim como o cravo, noz-moscada, gengibre, açafrão, pimenta-do-reino, cúrcuma e outros, é considerada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *