Home / Plantas / Historia da Bardana e Origem da Planta

Historia da Bardana e Origem da Planta

A bardana maior é cientificamente como Arctium lappa, conhecida por outros nomes populares como bardana comestível, botões de pedinte entre outros. Pertencente a família aster, já foi muito cultivada em jardins e hoje já se tornou uma planta que invade os solos em diversão regiões.

Características da Bardana

Historia

A bardana maior é uma planta que leva 24 meses para completar todo seu processo biológico, é uma planta bem alta, pode chegar até 3 metros de altura. Suas folhas tem formato de coração e são grandes, que se alterna entre folhas ligadas aos ramos e elas são pequenos pêlos em sua superfície. Suas lindas flores são de uma coloração roxa e estão agrupada em seus ramos. Elas costumam surgir em meados do verão nos meses de julho até setembro. Os frutos dessa espécie são do tipo simples e seco e que possuem uma semente. Com relação a eles é preciso ficar bem atento, pois eles oferecem riscos aos humanos e aos animais. Esses pequenos pêlos são pontiagudos e são levados pelo vento e podem chegar aos olhos, nariz e boca irritando a pele e causando problemas graves oftalmológicos e respiratórios.

História e Origem da Bardana

A bardana maior é originada de locais temperados, de várias partes do mundo como de países escandinavos e países mediterrâneos, também de Ilhas britânicas, Rússia, no Oriente Médio e na índia, na China em Taiwan e no Japão.
Em muitos locais já é possível encontrar a bardana de forma natural, principais em área onde o solo possui muito nitrogênio. Seu cultivo é forte no Japão, elas inclusive tem uma técnica de construção específica utilizando essa planta conhecida como pilha de bardana. Suas folhas também servem de alimento para alguns tipos de lagartas e outros animais.

Como Cultivar Bardana

Saiba que essa planta tem preferência por solos mais trabalhados, frescos e enriquecidos especialmente em húmus e devem estar expostos ao sol. Com relação aos tipos de fertilizantes nitrogenados é importante saber que elas são bem reativas. As sementes devem ser lançadas em meados do verão, dessa forma é possível realizar a colheita após três ou quatro meses que deve acontecer até o fim do outono, nessa época as raízes estão mais fortes.

Bardana na Cozinha

Os asiáticos foram os responsáveis por incluí-las na culinária, sua raíz é muito utilizada por eles, os chineses chamam de niú bàng, os japoneses chamam de gobō, os coreanos chamam de ueong. São muito utilizadas nas cozinhas do Japão, da Coréia e em Taiwan.
Na idade média a Europa utilizou muito como vegetal, hoje em dia não é comum, apenas em alguns países como Portugal, a Itália e em nosso país. Em portugal é popularmente chamado de garduna. A raiz da bardana também foi utilizada para aromatizar algumas bebidas na Grã-Bretanha, em especial as bebidas feitas com plantas.
Algumas pessoas costumam colher as flores antes da primavera, pois oferece um sabor diferenciado de alcachofra que agrada alguns.

Propriedades Medicinais da Bardana

Saiba que ela também é utilizada para tratar alguns problemas de saúde, principalmente suas raízes que podem ser ressecadas e serem utilizadas como diurético ou para purificar os sangue. Essa utilização não é de hoje, existem registros que dizem que já no século XIX algumas tribos utilizavam essa planta para fazer chá, que era utilizado como tratamento para alguns tipos de câncer.
Se forem amassados é possível extrair um tipo de óleo que é utilizado até hoje na formulação de produtos cosméticos, e produtos capilares. Os chineses são os que mais utilizam na medicina essa planta para tratar de resfriados a problemas mais graves.
Outras funções conhecidas são ação anti-inflamatória, ação de adstringente, anti bactéria, cicatrizante, fungicida, anti seborreica e muitas outras. Os benefícios ao seus sistema hepático podem ser atingidos tanto em forma de chá ou se consumidos em pratos.

Indicações de Uso da Bardana

Outros problemas de saúde para os quais ela é muito indicada é para cura de hemorróidas, obstipação intestinal, cólicas menstruais, feridas na pele, problemas no cabelo, bronquite e artrite e outros. Algumas pessoas acreditam que ela pode agir na cura da diabetes, mas é importante saber que seu consumo excessivo pode agravar o problema subindo o açúcar.
Também você pode amassar a planta integralmente e aquecer essa mistura, depois aplicar sob locais onde a pessoa sente dores nos ossos, ou torceu alguma parte, está com dor muscular ou sofre de reumatismo.

Bardana Para Problemas de Pele

Na pele também ela pode ser muito benéfica, ela pode ser utilizada com segurança para tratar problemas de acne ou eczemas, você pode consumir a planta de diversas formas e também pode utilizar o chá para fazer compressas no rosto.

Bardana no Cabelos

Saiba que seus cabelo também podem se beneficiar bastante dessa planta, se você tem problemas de seborreia ou caspa pode tratar com a bardana. Amasse a raiz da bardana e misture com óleo de gergelim, essa mistura você vai aplicar no couro cabeludo. O óleo de gergelim vai ajudar na aplicação, e quando misturadas ele vai absorver os nutrientes da bardana, assim vai ficar fácil de aplicar e massagear seu couro cabeludo.

Chá de Bardana

Agora vamos aprender a realizar o chá dessa planta que pode ser utilizado de diversas formas e é fácil de fazer.
Utilizando 3 colheres do tipo sopa da raiz da bardana, ferva por cerca de 5 minutos 1 litro de água. Faça a infusão, quando o chá estiver morno você já pode tomar. O ideal é consumir até no máximo 3 xícaras por dia. Lembre-se de coar antes.

Quem Não Pode Consumir Bardana

É importante ficar atento que nem todo mundo pode consumir o chá livremente, se você estiver com diarréia por exemplo não deve utilizar pois ela já tem função de facilitar o intestino de funcional e pode piorar seu quadro. Caso você seja alérgico também fique longe, processos alérgicos podem gerar irritação na pele, também nos olhos e nos casos mais graves convulsões, falta de ar. Caso isso ocorra procure um hospital imediatamente.
Por isso não recomendamos nenhuma utilização sem a autorização de um médico capacitado, não arrisque sua saúde.

Veja também

Saiba Mais Sobre o Capim Cost Cross

Como Plantar o Capim Cost Cross ?

Criar pastagens de capins e gramíneas é a alternativa mais econômica para alimentação de caprinos. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *