Home / Plantas / História da Astilbe e Origem da Flor

História da Astilbe e Origem da Flor

A Astilbe faz parte da família de plantas da Saxifragaceae ( nome científico dado por especialistas). Suas folhas caem durante todo o ano, mas nunca totalmente, suas flores são extremamente coloridas e de toque extremamente agradável.

Origem da Flor Astilbe

A Flor de Astilbe é proveniente da Europa e também América do Norte, onde nasce naturalmente especialmente na região norte que possui clima úmido e frio. Com certeza elas serão mais felizes em lugares assim, mas não é impossível que se adaptem em outros lugares mais perto do Equador por exemplo, basta dedicação para oferecer sempre sombra e água suficiente.

História da Astilbe

Conheça agora um pouco sobre os tipos de Astilbe a história de cada uma.

  • Astilbe Chinês: Facilmente encontrada nos países de Extremo Oriente Russo, no Japão, na Coréia e na China onde elas nascem e crescem naturalmente, já faz parte da cultura histórica dali desde meados do século XIX. Ali existem diversos tipos, uma Astilbe grande pode medir de 0,5 a 1m de altura, suas hastes são firmes e eretas, suas flores são pequenas, as cores podem variar entre branco, rosa ou lilás. As flores podem começar a ser vistas entre o meio de junho e vai até o começo do mês de agosto. A variedade é grande entre cores, tamanhos e altura. Podemos citar também a versão anã, ela mede algo em torno de 5 a 12cm, muito utilizado em pequeno jardins feitos de pedra e para cobrir o solo. Ela é bem resistente a luz e também mais resistente ao solo seco do que outras espécies.

  • Astilbe Japonês: Essa espécie teve origem no Japão, está presente desde a primeira metade do século XIX. Tem uma aparência de buchas delicadas que chegam a medir de 60 a 80cm. Possuem suas hastes também retas com muitas ramificações , tem seu contorno disforme. Suas flores podem varias de rosas ou brancas. As flores aparecem em julho e duram de 2 a 3 semanas. São incrivelmente apreciadas no japão.
  • Astilbe Tunberg: Essa espécie pode se encontrada no Japão e também na famosa ilha de Kunashir. Faz parte da cultura do final do século XIX. Essa versão pode alcançar os 90cm de altura. Suas hastes são mais curvas e arqueadas, a imagem das flores é bastante ramificada, alguns ramos se curvam o que entrega uma aparência muito elegante a esta planta em especial. São perfumadas e suas cores variam entre branco e rosa, suas flores começam a aparecer entre os meses de julho e agosto. É uma planta que precisa de muita sombra e não se dá bem com solo seco. Ela é de uma beleza muito especial, inclusive uma das mais belas versões. A imagem de suas flores lembram o efeito das plumas de penas de avestruz, são tão delicadas e amáveis.
  • Astilbe de Folhas Simples: Também é facilmente encontrada no Japão. A planta possui cerca de 35 a 40cm de altura. Suas hastes são firmes e retilíneas, a imagem de suas flores são incrivelmente belas, com saliências por todos os lados e direções. Quanto às suas cores podem ser encontradas na versão rosada e na versão branca. As flores começam a aparecer entre maio e junho. São muitas variações, não na sua forma natural, mas se você for procurar para comprar em algum lugar vai encontrar muitas opções.
  • Astilbe Arendsa – Essa espécie foi criada por Georg Arends ( 1862-1952) um alemão muito famoso na época que fez muitas combinações de Astilbe, muitas delas bem complexas inclusive. Dessa forma ele foi capaz de dar vida a mais de oitenta versões de Astilbe no mundo.

Cuidados Com as Astilbes

Cuidados Com as Astilbes
Cuidados Com as Astilbes

Onde e Como Plantar e Cuidar das Astilbes

Fique sabendo em primeiro lugar que ela não se dá bem com lugares secos por muito tempo, o solo precisa ser bem cultivado e rico em nutrientes e especialmente úmidos para receber a muda. Se o solo tiver muita água não será um problema, ela consegue se adaptar a solo muito úmidos. Se você souber escolher um bom lugar para sua plantinha certamente não terá problemas, mas fique atento na hora de regar, se tiver muito seco precisa regar todo dia.

Em resumo opte por um clima rústico, na hora de escolher como expor escolhe sempre sombra, o solo deve estar bem drenado e se possível ser muito rico em húmus, a acidez do solo é ideal que seja neutro. Você pode usar as Astilbes na borda de piscinas, junto com vegetação rasteira, lagoas e pântanos. 

A melhor época para plantar é na primavera e no outono, na mesma época a planta deve ser aparada. O Oidium é uma doença comum que acaba secando as folhas, fique atento sempre.

Curiosidade sobre a Astilbe

Se você cuidar muito bem da sua planta, saiba que pode tê-la por muito tempo, com uma boa longevidade a Astilbe pode durar bem mais que quinze anos no mesmo lugar em que foi plantada.

Astilbes na Decoração

Na hora de decorar sua casa, igrejas, bouquets de casamento e muito mais elas farão um grande sucesso pode ter certeza. Seja sozinha ou acompanhando outros arranjos elas são delicadas e coloridas. Podem ser usado em vasos também e fica bem bonito. Outra utilização frequente são suas folhas secas, depois de secas elas são usadas em decorações de inverno e garantem um charme todo especial. Sem contar que elas podem ser encontradas o ano inteiro o que facilita muito na hora de escolher a decoração para seu momento especial.

Jardins com Astilbes

Elas também ficam lindas em jardins, no meio da grama, ou em pequenos jardins de pedra, em pequenas lagoas de decoração dentro ou fora de casa, fontes de água trazendo um colorido e um frescor todo especial. Podem ser utilizadas também em canteiros, paredes de prédios nos ambientes mais urbanos. Você pode combinar com diversas outras espécies da sua preferências, uma combinação que fica muito bacana são as samambaias que são bem neutras e robustas, fica incrível! 

E ai? O que você achou de saber tudo sobre as Astilbes? São lindas não é mesmo?

Veja também

Flor de Mel Amarela: Características, Nome Cientifico e Fotos

Hoje durante este texto, você conhecerá uma planta incrível e que é muito procurada no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *