Home / Natureza / Folha de Capuchinha é Comestível? Para que ela Serve?

Folha de Capuchinha é Comestível? Para que ela Serve?

A capuchinha (nome científico Tropaeolum majus L.) surgiu na América do Sul e é conhecida popularmente também como flor do sangue, chagas, dentre outros nomes. Possui um cultivo fácil e é muito popular por ter uma flor que é comestível. Mas além das flores, você sabia que outras partes dessa planta, como as folhas, também podem ser utilizadas na nossa alimentação? É sobre isso que iremos tratar nesse artigo. Vamos conferir?

Folhas e Flores Comestíveis

A capuchinha é uma planta muito versátil. Podemos consumir as suas folhas, flores, vagens e até mesmo suas sementes. O sabor é levemente doce e lembra um pouco a mostarda. Um dos componentes presentes na planta é a luteína, muito importante para a prevenção de doenças da visão. O vegetal também é rico em sais minerais e vitaminas.

Capuchinha Laranja

As folhas podem ser consumidas em saladas diversas e possuem grandes quantidades de proteínas. Lembre que é necessário cozinhar antes de consumi-las. Elas podem substituir folhas como a rúcula e o agrião nas receitas e possuem um toque mais apimentado.

As folhas também podem ser usadas em chás, sucos e infusões. Tome muito cuidado ao escolher as folhas e privilegie os cultivos orgânicos e livres de agrotóxicos.  Entretanto, esses sucos devem ser tomados com cautela, pois as folhas possuem nutrientes que podem causar irritação no estômago. Assim, não exagere ok?

Fotos Capuchinha

Já as flores podem dar um colorido muito especial no seu prato e podem ser encontradas nas cores: rosa, amarela e vermelha. Além disso, são gostosas, saudáveis e uma excelente opção para as suas saladas! As sementes lembram alcaparras e podem ser consumidas cruas ou em conservas.

Mas não para por aí! Essa planta é também muito utilizada na medicina popular para auxiliar tratamentos de: escorbuto, falta de apetite, problemas no sistema digestivo, infecção urinária e  até mesmo problemas de pele.

Como Cultivar a Capuchinha

A capuchinha é um vegetal de cultivo muito simples e não exige tantos cuidados para o seu crescimento e floração. É um vegetal que se adapta muito bem a períodos de estiagem e possui a capacidade de “guardar” a água presente no solo. Pode ser plantada em associação com outras culturas como tomate e pepino e serve como uma espécie de protetora, pois afasta pragas como os pulgões e demais insetos.

A propagação da planta pode ser realizada de forma muito simples por meio de um galho. Pode ser ,inclusive, cultivada em vasos e jardineiras. O solo precisa se encontrar úmido, mas a planta não tolera excesso de umidade. Assim, tome muito cuidado com o encharcamento da terra. A reprodução também pode acontecer por meio de sementes e de mudas que podem ser facilmente encontradas em lojas especializadas em jardinagem e plantas.

A capuchinha pode ser plantada em todas as épocas do ano, mas durante a primavera ela costuma se desenvolver mais rapidamente.

Outro cuidado muito importante que deve ser observado é que a planta precisa de raios solares para sobreviver. Faça a exposição direta ao sol por pelo menos um turno inteiro, assim, a planta terá mais chances de florir. Mesmo sendo uma planta muito versátil, a capuchinha não se adapta bem aos climas extremamente frios e a ocorrência de geadas e ventos intensos.

Cuidados Com a Capuchinha

Após realizar a colheita das folhas e flores da capuchinha para o consumo, é aconselhável que elas sejam refrigeradas para continuarem mantendo a beleza e o frescor até o consumo.

Você sabia que a semente de capuchinha moída pode se transformar em um tempero muito gostoso? Mas tome cuidado, pois ele pode ser picante demais para os paladares mais sensíveis.

O solo em que a capuchinha é cultivada deve ser muito fértil e rico em material orgânico. Ela se adapta bem ao clima de todas as regiões do Brasil, mas costumam ser mais presente nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste. Podem ser cultivadas a meia-sombra mas costumam florir bem menos do que quando expostas aos raios solares por mais tempo.

Como são plantas que adoram se espalhar, procure delimitar o espaço de cultivo da capuchinha. Caso contrário, ela poderá ocupar boa parte do seu jardim e até mesmo crescer em forma de planta trepadeira.

Curiosidades Sobre o Uso da Capuchinha

Vamos conhecer algumas curiosidades sobre essa planta que possui todas as suas partes aproveitadas para consumo?

  • Além de todos os usos na cozinha, a capuchinha ainda é uma planta medicinal. Suas propriedades anti-inflamatórias e antissépticas podem auxiliar no tratamento de enfermidades no pulmão. Além disso, é uma excelente alternativa para fortificar os cabelos.
  • A origem dessa planta aconteceu nas regiões de montanha do Andes.
  • Algumas variedades da capuchinha podem ter um crescimento mais lento enquanto outras possuem folhas que possuem um aspecto de plantas suculentas.

  • Possui muitos nutrientes em suas folhas que são ricas em carotenoides e flavonoide.
  • Para ter uma ideia da quantidade de maneiras que essa planta pode ser consumida confira os pratos  que ela pode  ser usada: sopas, saladas, pizzas, risotos e até mesmo sanduíches. Tome sempre cuidado com os brotos da planta e procure retirar as partes fibrosas.
  • As flores da capuchinha que ainda não brotaram podem ser colocadas em conservas para o consumo posterior.
  • Quando torradas, as sementes da capuchinha podem ser moídas e transformadas em um tempero parecido com a pimenta-do-reino.

Agora que você conhecer todas as utilizações e benefícios da capuchinha, que tal inclui-la no seu jardim? Não esqueça também de deixar um comentário logo abaixo e de continuar acompanhando o Mundo Ecologia. Até a próxima!

Veja também

Flor Dália: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Planta

Oriunda do México, a flor Dália é bonita e muitas pessoas usam ela para fins …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *