Home / Plantas / Flor da Romã ou Româzeira: Caracteristicas Botanicas e Fotos

Flor da Romã ou Româzeira: Caracteristicas Botanicas e Fotos

Romã é um fruta abundante no Brasil, principalmente na região Sul do nosso país nos estados do RS, SC, PR, mas pode ser encontrado por quase toda parte por aqui. É importante ressaltar que a origem é Pérsia.

O nome cientificamente conhecido é Punica granatum, faz parte da família das Punicáceas. Para nós simplesmente Romã a fruta e o romãzeira o pé. Pode ser encontrada no mundo por diversos outros nomes a depender do país e região.

Características Botânicas da Romãzeira

O pé de romã pode atingir entre 2,5m a 4m de altura, não necessita de muito espaço para se desenvolver já que tem característica de arbusto. Sua origem é de clima bem quente, mas o climo mais fresco não atrapalha seu desenvolvimento, embora digam que quanto mais quente o lugar melhor a qualidade dos romãs.

As folhas do pé são lisas e sem pelos, tem seu toque quase parecido com papel e bem brilhantes de um verde vivo, as folhas caem o ano inteiro. Já o tronco tem uma coloração mais cinza, nas ramificações mais jovens ele possui um tom mais avermelhado, seu diâmetro ultrapassa os 30 cm. Já o formato no geral tem uma copa reduzida e mais boleado.

A Flor de Romã

Observando uma romãzeira é possível perceber algumas flores desacompanhadas, outras agrupadas, todas distribuídas em delicados ramos. As cores são um espetáculo à parte, as pétalas das flores tem uma coloração mais alaranjada que é incrível! às vezes avermelhada, toque de consistência suculenta, os óvulos estão abaixo de tudo o que coopera para que seus frutos sejam de sementes livres, elas são abauladas e robustas, a cor pode variar entre um lindo púrpura vivo ou marrom. O mesocarpo pode ser consumido sem problemas, e é ele que protege as sementes uma a uma.

Cultivo da Romãzeira

Se você ficou animado e quer cultivar uma linda romãzeira ai na sua casa confira nossas dicas.

Cuidado com o Sol

Embora a planta goste muito de lugares quentes e bem iluminados, no verão as altas temperaturas podem judiar da sua plantinha então cuide para que ela esteja protegida nesses período. Nas demais estações do ano você deve deixar que o sol toque suas folhas, ela gosta muito e isso vai ajudar demais as flores de romã florescerem bonitas e trazer frutos mais saborosos e saudáveis.

Muita Água

Na hora de regar seu pé de romã não economize na água, árvores que dão frutos precisam de muito líquido para crescerem saudáveis e não é diferente com sua romãzeira. Por outro lado a planta não se dá bem com solos muito molhados a ponto de estarem encharcados, então esse é um cuidado que você deve ter.

Esse cuidado vai evitar que fungos se formem nas raízes e no tronco do seu pé de romã ( sabe aquele pózinho branco que você vê em algumas árvores? pois é, são fungos), sem esses cuidados e sem o devido tratamento você pode até matar sua planta.. Então a melhor dica é regar sua planta apenas quando perceber que a terra está mais seca, assim você evita regar sem necessidade e causar tantos problemas. Especialmente na primavera é ideal que o solo esteja mais sequinho mesmo viu? isso também ajuda bastante, outra atitude de prevenção que você pode tomar é comprar uma porção de solo arenoso ( que possuir mais porcentagem de areia e ajuda para o melhor escoamento da água).

Melhor Época para Adubar seu Pé de Romã

Saiba que o Outono é a estação ideal para adubar sua romãzeira, mas anote uma dica: plantas transplantadas recentemente não devem ser adubadas e  nem plantas adoentadas.

O outono é a melhor estação do ano porque dessa forma conseguimos fazer com que ele floresça lindamente na primavera. Plantas que já estão florescendo não devem ser adubadas ok?

Tipos de Adubos

Na hora de escolher o adubo para seu pé de romã, opte sempre por adubos mais abundantes em fósforo, já que esse é um nutriente primordial para o bom desenvolvimento de plantas. Você pode escolher um adubo líquido por exemplo, assim você consegue aplicar diretamente das folhas e ele consegue mandar os nutrientes por toda a planta. Os adubos compactos podem ser utilizados diretamente no solo.

Anualmente é importante acrescentar alguns micro nutrientes as suas plantas, então anote e programe-se. São eles: Fe, Co, Cu. Cl. Boro, Enxofre, Magnésio e Cálcio.

Remanejamento da Romãzeira

Saiba que você nunca deve utilizar terra com calcário, a romãzeira não se dá bem com ela. Outra coisa que não funciona é excesso de adubos orgânicos na terra, isso faz atrapalha a evacuação da água e pode matar sua planta. Procure em casas especializadas uma mistura pronto de uma terra de boa qualidade já adubada, a proporção que aconselhamos é 10% de terra fertilizada, 50% de areia, 40% argila .

Podando sua Romãzeira

Você pode podar seu pé de romã da forma que mais lhe agradar, hoje em dia tem sido muito utilizado como bonsai, é uma arte muito bonita e que está sempre buscando deixar tudo muito bonito e apresentável sem perder as formas naturais. Para muitas pessoas é um passatempo divertidíssimo, já que envolve um mundo de cores, texturas e formatos diferentes. Desenvolve a criatividade e ocupa a mente. Nesse caso fica muito fácil cultivar essa planta em casa, já que o bonsai são cultivados em vasos e são excelentes objetos de decoração da casa. Para conseguir um aspecto sempre bonito e pode deve ser feita regularmente.

Podando sua Romãzeira
Podando sua Romãzeira

Não é apenas uma questão de beleza, ou de mudar o formato da sua planta, saiba que a poda é extremamente necessária para a saúde da sua planta, assim você consegue tirar ramos que estão atrapalhando o bom desenvolvimento seja porque estão doentes ou secos.  Mas fique atento, você precisa escolher a ferramenta correta para realizar a poda, as tesouras devem estar sempre muito afiadas e para galhos mais robustos alicates específicos são utilizados, eles garantem um corte preciso e não machucam sua planta e garantem uma boa cicatrização. 

Veja também

Begonia Elatior no Vaso

Begonia Elatior: Características, Como Cuidar, Mudas e Fotos

Você gostaria de ter um jardim colorido e original, mas não sabe por onde começar? …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *