Home / Plantas / Flor Bromélia Branca: Fotos e Características

Flor Bromélia Branca: Fotos e Características

A flor bromélia branca, ou Hoya carnosa, é uma bela variedade de flores ornamentais, originária da Ásia Central (China), e que caracteriza-se por florescer magnificamente (como vemos nas fotos abaixo), a partir do mês de setembro, na forma de um buquês de flores diminutas, bastante robustas e com um singular formato de estrela.

A noite é o momento escolhido por elas para oferecerem toda a suavidade do seu perfume levemente adocicado, e que consegue preencher todo o espaço, enquanto a planta permanece saudável e vigorosa.

É uma espécie cultivada com a nobre missão de ornar os mais diversos tipos de ambientes, com as suas belíssimas flores (rosas, quando estão novas, e brancas quando totalmente desenvolvidas), que se constituem em várias unidades, formando um “tufo de flores” a partir de uma haste comprida e delicada.

Aliás, é justamente essa característica (a sua textura) que confere à bromélia branca ainda mais originalidade, por combinar a delicada impressão de uma variedade artificial com a textura de uma superfície semelhante à de um acrílico ou de uma porcelana, que costuma surpreender os não tão acostumados com esse tipo de variedade.

Em uma residência, a sua característica de desenvolver-se na forma de uma trepadeira a torna ainda mais original. Por isso, o mais recomendado é que elas sejam cultivadas com o apoio de grades, arames, cercados, treliças, lanças, ou mesmo sobre aqueles – atualmente tão tradicionais – pergolados erguidos em praças e jardins.

Outra coisa importante a saber, é que, apesar de relativamente resistentes, é no interior de casas e apartamentos (ou mesmo em quintais sombreados) que elas encontram o ambiente ideal para o seu desenvolvimento, já que, apesar de responderem bem à incidência direta de luminosidade, não reagem da mesma forma sob a incidência direta do sol.

Fotos e Características da Flor Bromélia Branca

A flor bromélia branca, como podemos ver nessas fotos, possui as características de uma espécie semi-herbácea, perene, trepadeira, com ramos não tão extensos, folhagens opostas, robustas e volumosas, além de apresentarem um pecíolo discreto, de onde pendem folhas com características coriáceas.

Flor Bromélia Branca
Flor Bromélia Branca

Ela também possui inflorescências daquelas semelhantes a um guarda-chuva (tipo umbela), com tufos pequenos e repletos de flores pequenas, com textura de uma espécie de acrílico ou porcelona, brancas e com uma coloração rosa no centro, em um formato de estrela; e que, além de tudo isso, exala um delicioso perfume – curiosamente sempre à noite – , que dificilmente pode ser comparado com o de outras espécies.

Um dos trunfos da bromélia branca, é justamente a resistência que ela demonstra possuir, principalmente por ser uma espécie que desenvolve-se na forma de trepadeiras – e com abundância – no ambiente selvagem.

Logo, um ambiente com boa umidade, luz direta, protegido dos ventos fortes e sem a incidência direta do sol, é tudo de que elas precisam para se desenvolverem com as suas principais características e peculiaridades.

E se a adubação for levada a cabo corretamente, todos os meses, na forma de um composto rico em magnésio, cálcio e fósforo, aí então é praticamente garantida a sua floração!, seja ela em canteiros, vasos, jardineiras, ou mesmo em suportes treliçados, pergolados, grades, entre outras formas de permitir que elas desenvolvam-se com a sua tradicional característica de uma espécie trepadeira.

Fotos e Descrições Sobre as Características do Cultivo da Bromélia Branca

Como dissemos, a flor bromélia branca não tolera a incidência direta do sol, pois suas folhas podem ser queimadas com facilidade. Por isso, o recomendado é plantá-la em lugares sombreados ou que recebam luz de uma forma mais esparsa.

O solo também deverá ser bem drenado, rico em nutrientes orgânicos, irrigado nos momentos certos do dia, entre outras exigências – como as de qualquer espécie com características tipicamente ornamentais.

A Hoya carnosa também não é lá tão apreciadora dos invernos rigorosos! O que ela prefere mesmo são as temperaturas que oscilem entre os 14 e 26°.

No entanto, caso isso não seja possível, as estufas acabam sendo uma boa saída para garantir que as suas flores desenvolvam-se a contento, e com exatamente as mesmas características e singularidades que podemos observar nessas fotos.

Outra coisa que se deve saber sobre essa espécie, é que elas não toleram o excesso de água – o encharcamento excessivo das suas raízes ou do substrato em seu entorno pode resultar no apodrecimento da sua estrutura, devido à penetração de fungos e demais micro-organismos patológicos.

Portanto, o interessado em cultivar essa espécie deverá garantir que a terra para o seu plantio tenha drenado suficientemente a água da última rega, para só então poder realizar o próximo plantio.

Como Plantar

As bromélias brancas podem ser plantadas em vasos, canteiros, jardineiras e canteiros. Elas também podem compor a base de muros de estacas ou alvenarias, de onde poderão subir na forma de trepadeiras para compor uma paisagem bastante original.

Elas também desenvolvem-se em galhos, estacas, treliças, pergolados, a partir de mudas que podem ser colhidas no início da primavera.

Em vasos, uma estrutura de arame, argolas ou lanças permitirá que elas apoiem-se adequadamente, e obtenham, com isso, um aspecto da mesma forma exótico e singular.

O solo para o plantio da Hoya carnosa deverá ser composto por terra vegetal, terra comum e areia (2 partes de terra e 1 de areia).

E uma técnica bastante recomendada para obter boas mudas da planta, é a de construir estacas com cerca de 12cm, por meio da eliminação de quase toda a sua folhagem – mantendo apenas uma, que dará origem à trepadeira.

Quanto à adubação, a mais utilizada é aquela composta, basicamente, por um material orgânico constituído por húmus de minhoca, restos vegetais e folhas mortas.

No buraco cavado, acrescente o adubo NPK 10-10-10 por sobre a areia (para garantir uma boa drenagem) e repita essa operação todos os anos – preferencialmente no inverno –, a fim de garantir a sua nutrição, oxigenação e evitar que o substrato transforme-se em uma material tóxico para a planta.

As regas devem ser periódicas durante as fases mais quentes do ano (nos meses de verão). No período outono/inverno, o recomendado é que essas regas sejam diminuídas – ou evitadas –, já que uma das características da flor bromélia branca (e que também é o que lhe garante esse aspecto das fotos), é justamente não tolerar bem o excesso de água.

Flor Bromélia
Flor Bromélia

Caso queira, deixe as suas observações sobre esse artigo. É por meio delas que conseguimos aprimorar, ainda mais, os nossos conteúdos.

Veja também

Bulbo da Cebola: Introdução, Como Plantar, Colheita e Desenvolvimento

Certamente, você já deve ter usado muitas cebolas na hora do preparo de algum alimento, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *