Home / Plantas / Ficha Técnica da Planta Vinca: Raiz, Folhas e Caule

Ficha Técnica da Planta Vinca: Raiz, Folhas e Caule

Cientificamente chamada de Catharanthus roseus, a vinca, que também é conhecida como beijo-da-mulata e vinca-de-magadascar, é uma planta oriunda da ilha de Madagascar. Por sinal, essa planta está quase extinta na ilha africana, pois existem muitas queimadas naquela região. A vinca pode ser encontrada em muitos lugares de clima tropical e subtropical, já que consegue se adaptar muito bem a essas temperaturas.

A medicina estuda muito essa planta, pois suas folhas produzem substâncias que podem combater doenças como o câncer e diabetes, além de ser um excelente anti-inflamatório. No entanto, a seiva dessa planta é venenosa e jamais deve ser consumida.

Características Gerais

A vinca é conhecida por sua perenidade, pois floresce durante todos os meses do ano. As flores dessa planta são zigomófricas, têm cinco pétalas e podem apresentar várias tonalidades. Por sua vez, as folhas possuem muito brilho, têm formato ovalado e medem entre 2,5 cm e 9 cm de comprimento, enquanto sua largura possui 3 cm.

Com relação aos frutos, eles possuem entre 2 e 4 cm de comprimento e 3 mm de largura. A vinca costuma se adaptar bem em locais de temperaturas elevadas, além de suportar o contato direto com a luz do sol. Por conta dessas características, essa planta consegue resistir a seca por aproximadamente um ano.

Normalmente, essas plantas crescem entre 30 e 60 cm, tanto em altura quanto em largura. Apesar dessas medidas se repetirem com frequência, elas podem variar em alguns casos. Em geral, as vincas possuem um formato arredondado e denso.

A vinca-de-madagascar é uma planta é cultivada em jardins ou canteiros de flores. Em um ambiente de clima frio, a vinca gera um caule lenhoso e ele pode atingir aproximadamente um metro de altura.

As pétalas de suas flores são rosadas, mas também podem ser vermelhas, brancas e até mesmo roxas. O florescimento da vinca acontece no verão e, assim como muitas plantas da família Apocynaceae, ela é capaz de produzir uma seiva que se parece com um látex.

Locais de Habitação

Próxima do Oceano Índico, a vinca é uma planta típica da ilha de Madagascar. Essa planta pode ser vista em praticamente todas as nações de clima tropical do planeta. Como é muito usada para a fabricação de remédio, ela é muito vendida em terras australianas, chinesas e indianas. Além disso, essa planta também é muito comercializada na região sul da Europa.

Essa planta faz sucesso em todo o planeta, pois ela é ótima para embelezar paisagens e enfeitar jardins e ambientes internos. O mais curioso é que a vinca-de-madagascar se encontra em extinção justamente em seu país de origem. Isso acontece porque muitos habitats dessa planta estão sendo queimados para que a agricultura possa se estabelecer no país.

Como a vinca se estabeleceu em outros países, o seu risco de extinção a nível mundial não é tão grande. Mesmo assim, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) afirma que essa planta está vulnerável.

Modo de Cultivo

Essa planta deve ser cultivada em solo fértil e com regas ocasionais. Como a vinca consegue resistir à seca por aproximadamente um ano, ela não precisa ser regada com tanta frequência. A vinca normalmente é plantada em vasos e é muito usada para o enfeite de ambientes. Contudo, ela deve ser trocada a cada dois anos, pois perde o seu encanto estético com o passar do tempo.

Os especialistas em medicina alternativa (área da medicina que visa curar doenças, mas sem os métodos tradicionais) cultivam muito a vinca. Essa planta é rústica e não exige muitos cuidados, o que torna o seu cultivo relativamente simples. Ela é cultivada em praticamente todos os países que têm um clima tropical ou subtropical.

Uso Medicinal

A ciência já encontrou mais de setenta substâncias diferentes na vinca, todas elas com algum benefício medicinal. Por exemplo, a vincristina (tirada das flores dessa planta) é usada para combater doenças como linfoma, câncer de mama, mieloma múltiplo, leucemia, entre outras coisas.

Chá de Vinca
Chá de Vinca

Entretanto, a vincristina deve ser usada em quantidades moderadas, pois é extremamente tóxica. O mesmo vale para a vimblastina, outra substância encontrada na vinca. A alstonina, que serve como calmante, também pode ser achada nessa planta. Além de suas propriedades calmantes, ela ainda auxilia na redução da pressão arterial.

Com relação à medicina alternativa, a vinca é muito utilizada em várias partes do mundo. Por exemplo, os chineses a usam para tratar várias doenças como malária, doença de Hodgkin e diabetes. Ademais, os chineses gostam de usar essa planta de um modo ornamental.

Outro país que usa muito a vinca-de-madagascar é a Índia, pois eles a veem como um bom remédio para as ferroadas das vespas. Por outro lado, os havaianos transformam a vinca em uma espécie de plasma após a colocarem para ferver na água. Esse composto é utilizado para conter hemorragias.

Ficha Técnica

Para entender um pouco melhor a vinca, veja uma lista com informações importantes sobre ela:

  • Ligada à família apocynaceae, a vinca é oriunda da ilha de Madagascar;
  • Suas flores têm cinco pétalas e podem apresentar uma grande variedade de cores;
  • Conseguem se propagar de forma intensa através das sementes;
  • Essa planta não deve ficar próxima de crianças e pets, pois é muito venenosa;
  • É conhecida por vários nomes, entre eles vinca-de-madagascar e beijo-da-mulata;
  • Pode ser cultivada em vários tipos de solos e não exige muito em seu cultivo;
  • É muito comum ela ser confundida com uma planta chamada maria-sem-vergonha. Ao contrário da vinca, a maria-sem-vergonha pode ser consumida;
  • Atingem aproximadamente um metro de comprimento;
  • Pertencem ao reino das plantas e a divisão das angiospermas;
  • A vinca pertence à classe das asterídeas e ao gênero Catharanthus;
  • A indústria farmacêutica usa esse remédio para fazer vários medicamentos, inclusive alguns para tratar a leucemia;
  • Essa planta prefere locais de climas quentes e não aguentam frio intenso por muito tempo;
  • A vinca floresce durante todos os meses do ano. Ademais, ela é capaz de se reproduzir tanto pelas sementes quanto pela estaquia.

Proibições

Historicamente, a vinca é muito associada ao uso de alucinógenos. Além disso, uma enorme variedade de medicamentos é fabricada a partir dessa planta, o que gerou polêmicas sobre biopirataria. Com isso, o estado norte-americano da Luisiana criou a lei estadual nº 159, que proíbe o cultivo, a venda e o consumo da vinca em seus domínios.

Veja também

Como Plantar Vinca em Vaso em Casa?

A vinca-de-madagascar ou simplesmente vinca (nome científico Caranthus roseus) é um vegetal de fácil propagação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *