Home / Plantas / Dálias Do Cacto: Características, Nome Científico, Cultivo E Fotos

Dálias Do Cacto: Características, Nome Científico, Cultivo E Fotos

No reino vegetal, encontramos diversas espécies que nos remetem a outras; fazendo com que muitas vezes, tenhamos um pouco de dúvida quanto a sua real taxonomia. É o que pensamos muitas vezes de espécies como um tipo de flor da Boca-de-Leão que nos lembra bastante a uma Rosa. Outro exemplo são as Dálias, que uma de suas espécies nos remetem ao cacto, o que fez com que essa espécie fosse nomeada como Dália do Cacto. Mas afinal, quais são as características dessa flor e como cultivá-la?

Características Gerais das Dálias

Dálias Sortidas
Dálias Sortidas

Taxonomia da Família Asteraceae

A Dália é o nome vulgar do gênero Dahlia, que é integrante da família Asteraceae ou Compositae (Compostas), considerada uma das maiores famílias do grupo das Angiospermas (plantas com flor). Além das Dálias, fazem parte dessa família plantas como:

Alface ( Lactuca sativa)

Margarida (Bellis perenis)

Crisântemos (Chrysanthemum sp.)

Absinto (Artemisia absinthium)

Característica marcante da família são os grupo de flores em forma de capítulos, cada flor apresenta pétalas de quantidade, tamanhos e formas variadas.

Origem e Morfologia das Dálias

As Dálias são originárias do México, onde são cultivadas desde o Império Asteca pelos povos nativos. Seu nome na língua Náhuatl é conhecido como Atlcocotlixochitl, que significa “flor de tubo d’água”. É considerada um dos símbolos nacionais do país asteca. Com a invasão europeia, foi expandida para a Europa e o resto do mundo, através dos espanhóis.

São plantas do tipo perene, chegando a viver vários anos em um só ciclo. Sua aparência é multifacetada, podendo haver espécies do tipo herbáceas (com o caule macio e maleável), trepadeiras ou que vivem sobre outras plantas (epifíticas). Podem ter pétalas simples, dobradas, em esfera, tubulares ou dentadas. Dentre algumas das espécies do gênero estão:

  • Dálias duplex;
  • Dália de cama
  • Collarette Dahlias;
  • Dálias do Cacto;
  • Peony-florescido;
  • Dálias únicas;
  • Dálias duplas ou em forma de bola;

A diversidade de espécies da Dália é o resultado de uma intensa otimização genética do gênero, chegando a mais de 3000 espécies entre chaves e híbridas. 

Dálias do Cacto

As Dálias do Cacto (Dahlia cactus) são plantas híbridas, resultantes da junção de uma grande variedade espécies do gênero Dália. 

As florações deste exemplar formam cabeças com um conjunto de pétalas tubulares, pontiagudas e estreitas; com em média 15 cm de diâmetro, e 1,5 m de altura. Possuem cores e combinações infinitas, que vão do vermelho, azul, branco, laranja, rosa, roxo e amarelo; aparecendo duas, ou até três cores ao mesmo tempo. A aparência das Dálias do Cacto nos remetem a uma flor de Dente de Leão tuberosa.

As folhas – que têm uma coloração verde-escura -,  são originadas da haste, distribuídas em posições diferentes e opostas umas às outras; podendo variar entre divididas ou inteiras. Como toda planta do gênero, são perenes. Porém, são plantas que a elas não lhe agradam o frio. Por isso, durante o inverno, as Dálias perdem sua florescência. Só voltam a crescer na próxima temporada de chuvas, devido às suas raízes tuberosas (que retém muita energia). 

Como Plantar e Cultivar as Dálias do Cacto

Cultivo de Dálias do Cacto no Jardim
Cultivo de Dálias do Cacto no Jardim

Plantio

Apesar de ser uma planta que se dá bem com qualquer clima, as Dálias preferem os tropicais ou semi-tropicais. Por isso é uma planta que gosta de sol e bastante espaço (afinal são plantas com mais de um metro de comprimento), porém não é apta a enfrentar correntes de vento, pois sua estrutura é muito frágil. O solo para o plantio da Dália deve ser do tipo argiloso, bem drenado e com uma grande variedade de nutrientes orgânicos e vegetais.

Diferente de outras plantas com flor, as Dálias são propagadas através da semeadura. Espalhe as sementes em um vaso ou no jardim, adube bem e regue em abundância. Em geral, as mudas de Dália começam a germinar em três semanas; neste momento, é necessário inserir uma guia para que a planta cresça apoiada nele.

Cultivo

Enquanto cresce, a Dália deve ser regada de maneira moderada (uma vez por semana), evitando que as raízes fiquem encharcadas. Com tempo, é preciso que a frequência da rega aumente, alternando para um dia sim, outro não. Quando o clima estiver quente, aumentar a frequência para todos os dias (se necessário, duas vezes ao dia). 

Quando aparecerem os primeiros botões da flor, os que estão abaixo do botão central devem ser arrancados, de modo que a flor cresça mais. É  importante também que se elimine eventuais flores murchas ao longo do tempo. 

Sua fertilização deve acontecer uma vez ao ano, mas certifique-se que a faça no período correto: sempre aos verões. Pode ser utilizada uma fórmula própria para a Dália ou alguma comum, para plantas que florescem e/ou frutificam: NPK com traço 4-14-8, como é conhecido no meio.

Na fórmula, é necessário que haja 4 partes do nitrogênio (N), 14 partes de fósforo (P) e 8 de potássio (K). Ainda assim, é preciso cuidado na quantidade de adubo: pode ocasionar o crescimento acima do normal das hastes; a produção de limo próximo à base da haste (que faz murchar a planta); as pétalas podem ficar de um tom amarronzado; ou a planta pode acabar morrendo.

Paisagismo com as Dálias do Cacto

Com a imensa variedade de espécies de Dália, é possível formar um jardim usando somente as milhares de variedades, com um resultado satisfatório e muito bonito. Suas flores herbáceas podem fazer um belo conjunto com plantas arbustivas, que fará com que as pessoas se sintam em um verdadeiro arco-íris natural. 

Mas fique atento, em épocas de inverno, é costume que a Dália perca sua flores e entre no “modo hibernar”, pois não lhe agrada às temperaturas baixas. Logo, tenha o cuidado de combinar essa flor com outras espécies que não tenha o mesmo período.

Paisagismo com as Dálias do Cacto Amarela
Paisagismo com as Dálias do Cacto Amarela

Curiosidades das Dálias do Cacto

  • As Dálias do Cacto podem ser vendidas em modo sortido;
  • É possível guardar os tubérculos (raízes) da Dália, para plantá-los depois;
  • As pétalas da Dália e seus tubérculos são comestíveis, por isso podem ser utilizados em saladas. Além disso, de seu tubérculo é possível extrair frutose para a produção de adoçantes naturais;
  • O óleo de seu tubérculo funciona como diurético;
  • Ao espremer as folhas de sua haste, é possível utilizar de seu “suco” para curar feridas na pele.

Veja também

Qual Planta Serve Para Inflamação?

As plantas são usadas, desde muito tempo atrás, para curar diversos problemas de saúde. Assim, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *