Home / Plantas / Cultivo de Caju e Adubação Recomendada

Cultivo de Caju e Adubação Recomendada

Hoje, no mundo inteiro, o caju pode ser encontrado em regiões tropicais. No entanto, a sua origem é totalmente brasileira. Em todo o território do Brasil, principalmente nas regiões do Nordeste, como por exemplo, Piauí, Rio Grande do Norte e Ceará, o caju é uma das frutas mais produzidas, vendidas e consumidas.

Com aproximadamente 16.000 empregos sendo oferecidos nas zonas urbanas e rurais, o caju é responsável por movimentar a economia onde ele é encontrado.

Hoje, iremos aprender como cultivar o caju, e também, qual a adubação mais recomendada.

Características Gerais do Caju

Pertencente ao gênero Anarcadium, da família Anacardiaceae, o cajueiro possui o nome científico Anarcadium occidentale L., sendo que esta espécie é a única que o cultivo possui fim comercial.

O cajueiro-anão é a planta responsável por produzir cajus. Com uma altura de cerca de 5,4 metros, seu plantio se dá por sementes. Suas folhas são de formas simples, alternas, inteiras e com um aspecto subcoriáceo.

Suas flores também serão pequenas, um pouco pálidas, de cor avermelhada ou púrpura. Seu sistema reprodutivo é alogâmico, ou seja, a preferencial será uma fecundação cruzada.

O fruto, no caso, a castanha, como conhecemos, possui três partes: epicarpo, mesocarpo, amêndoa e endocarpo. Seu peso costuma variar entre 3 g, podendo chegar até 12 g. Quando falamos sobre melhoramentos da espécie, um dos objetivos é aumentar este limite de 12 g, abrindo a possibilidade de frutos ainda maiores.

Clima Preferido

Agora, vamos falar um pouquinho sobre o clima preferido para o cultivo de caju.

No mundo inteiro, os locais que possuem cajueiros, tem o tipo de clima descrito como Aw, ou seja, um clima tropical, úmido, quente e com chuvas acontecendo entre os meses de novembro até abril, e a seca nesses locais podem aparecer em pouca intensidade.

O regime pluviométrico, ou seja, o quanto de chuva tem no ano, mais recomendado é os que possui entre 800 a 1,600 mm no ano, sendo o mesmo distribuídos de cinco até sete meses. A planta possui uma tolerância muito boa, e esse número pode ser tanto um pouco abaixo como um pouco acima que não terá problema.

Melhor Clima para o Cultivo de Caju

No entanto, o ideal é que sejam evitas as áreas onde o regime pluviométrico não chegue a pelo menos 600 mm ou que passe de 3,000 mm, ou ainda, onde a seca não seja muito bem definida.

Com o fim das estações chuvosas, a diferenciação das flores começará e durante os meses secos do ano o florescimento e a frutificação dará início. Em locais com muita chuva durante o ano inteiro, a frutificação sofrerá um prejuízo, pois haverá quedas de flores e frutas ainda jovens.

Como citado, o cajueiro é uma planta conhecida por ser de países tropicais, então o esperado é que esses locais sejam quentes. O desenvolvimento apropriado do cajueiro irá necessitar  de locais com temperaturas com um média de 27°C para o cultivo. Sua resistência a temperaturas mais altas será de até 35°, e a sensibilidade a temperaturas mais baixas será de 22°C.

Adubação Recomendada

Primeiro, devemos falar sobre o solo recomendado. Neste sentido, o cajueiro irá necessitar de um solo que seja profundo, com o seu substrato rochoso ou outro obstáculo qualquer devendo ser encontrado abaixo dos 200 cm. Solos que não são recomendados: com obstáculos ou impedimentos em até 150 cm.

Quando falamos sobre fertilidade do solo, é importante que o cajueiro esteja plantado em um solo que tenha boas reservas de nutrientes variados, que tenham pouca toxidade, como por exemplo, de alumínio, e outros tipos de elementos que possam ser prejudiciais.

Agora, iremos apresentar os principais procedimentos para uma adubação ideal do cajueiro.

Adubação de Fundação

Quanto a cova de cultivo aconselhada para o cajueiro (na maioria das vezes 40 cm de largura x 40 cm de comprimento x 40 cm de profundidade), aconselha-se colocar calcário dolomítico em quantidade igual à indicada na calagem para 1 m² de solo. Após isso, preencher a cova com uma combinação de terra superficial acrescentada de superfosfato simples (quantidade escolhida de acordo com o exame do solo), 100 g de FTE BR12, e, se possível, 10 litros de esterco bovino (com uma coloração escura). Deixar a cova assim preparada por um período de 30 dias antes do plantio da muda, quando o período chuvoso iniciar.

Adubação para Cultivo de Sequeiro

Adubação para o pós-plantio: os fertilizantes nitrogenados (ureia, sulfato de amônio ou MAP) e potássico (cloreto de potássio)  deverão ser aplicados nas estações de chuvas em três ou mais quantias idênticas, em sulco em forma de círculo, com 10 cm até 15 cm de profundidade e 10 cm até 15 cm de largura, com distância entre cerca de 20 cm até 30 cm do caule da planta e acobertados com terra, para abrandar as perdas da amônia.

Adubação para a formação e produção: a adubação aconselhada necessitará seguir o mesmo tipo de sistema de aplicação para o primeiro ano; apesar disso, o fósforo (superfostato simples) precisará ser aplicado em uma única vez. A largura e também a profundidade do sulco de adubação são as mesmas seguidas para o pós-plantio; mas, a distância do caule deverá ser aumentada de forma que se situe no terço externo da projeção da própria copa.

Cultivo do Caju

Para escolher a melhor área para o cultivo do caju deverá ser preferida as áreas onde o acesso é fácil, a inclinação do terreno seja mínima, próximo a água potável, longe de sombras ou outras árvores e plantações de cajueiros.

As covas devem ser preparadas com uma medida de 40 cm x 40 cm x 40 cm, com um espaçamento entre elas de 10 metros de distância.

Então, as mudas já podem ser colocadas, já com o adubo. A cada 15 dias uma irrigação pode ser feita, sendo aproximadamente 15 litros de água para cada uma das plantas.

O fruto estará pronto para ser colhido quando a cor do pseudofruto estiver intensa. Para se ter certeza, você pode torcer ele e tentar remover. Se sair, está pronta, se não sair, ainda não está maduro. Em cerca de 1 ano o caju começa a dar frutos.

Agora, você já sabe como começar a cultivar e a melhor forma de adubar o seu caju. Está pronto para começar? Deixe nos comentários o que achou.

Veja também

Agerato: Para Que Serve? Quais Benefícios o Ageratum Pode Trazer?

O Agerato, comumente chamado de flor de fio dental, é um concurso anual de gelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *