Home / Plantas / Cravo-de-Defunto: Plantio

Cravo-de-Defunto: Plantio

Poucas pessoas sabem, mas o cravo-de-defunto não é apenas uma plantinha bonitinha para você plantar na sua casa, ela é mais do que isso, é uma planta riquíssima em propriedades, vitaminas e utilizada para diversos fins.

De fato, elas são belas flores e chamam a atenção de qualquer pessoa que as veja. Porém, possuem propriedades que vão além desta beleza e de suas exóticas cores.

Continue acompanhando este artigo para conhecer todas as propriedades e benefícios que o cravo-de-defunto nos proporciona; além disso, daremos algumas dicas de plantio, caso você esteja interessado em ter essa maravilhosa e colorida plantinha em seu jardim.

Fique agora com as principais características destas curiosas plantas!

Cravo-de-Defunto – Características

De origem Mexicana, esta planta de pequeno porte é conhecida cientificamente como Tagetes Patula, ou mesmo popularmente como flor-de-burro, ou ainda tagetes-anão. Existem cerca de 56 espécies de tagetes, este que é um grupo da família Asteraceae.

Ela teve uma ótima adaptabilidade ao clima e ao solo brasileiro, devido a semelhança com o seu local de origem. Ela adora climas tropicais e subtropicais.

Ela compõe diversos jardins aqui no Brasil, dificilmente não é vista por aqui. No México, ela é muito utilizada em rituais para homenagear os mortos.

A flor, em si, aparece apenas uma vez ao ano e é constituída por duas principais colorações, laranja e amarelo; e apresenta um forte odor, muito característico da planta.

Elas são longas e possuem folhagem com muitos ramos, e se plantada em um local com bastante espaço, ela desenvolve até os 40 centímetros. Além de dar um fruto preto, com a função de proteger as sementes.

Fácil de ser cultivado, o cravo-de-defunto é uma ótima opção para você compor seu jardim. Aprenda agora algumas técnicas de cultivo para deixar o seu jardim mais belo e cheio de benefícios.

Cravo de Defunto: Plantio

O cravo de defunto, como a maioria dos tagetes, pode ser plantado tanto em jardins, diretamente na terra, como também em vasos, onde podem alcançar menores alturas e não se expandir tanto. Mas você precisa se atentar a 4 principais fatores, e são eles:

  • Espaço
  • Terra
  • Iluminação
  • Água

Vamos falar de cada um deles em seguida. Confira!

Espaço

É fundamental que você se atente para esse fator, pois ele é determinante no crescimento da sua planta. Se você já possui um jardim, é mais tranquilo, apenas plante-as. Mas se você não possui espaço na sua casa, fique tranquilo, é possível cultiva-las também, procure por vasos e plante-as, lembre-se que o espaço é muito importante para o plantio e  para o crescimento do cravo de defunto.

Terra

E claro, este espaço será composto por terra. A terra tem que ser rica em matéria orgânica, em nutrientes e substratos, se não a planta não desenvolve tudo o que ela poderia desenvolver

Iluminação

Os tagetes, ou cravo de defunto preferem temperaturas mais calorentas e tropicais, então se você mora em regiões mais frias, procure planta-lo onde ele possa receber ao menos um pouco de sol.

Já quem mora em locais com bastante luminosidade, tem de escolher um local onde ele não recebe tanta iluminação, pois ele gosta, mas não em exagero, sem tanta intensidade. A iluminação solar é fundamental para qualquer planta.

Água

E como todos os outros fatores, a água é fundamental para o desenvolvimento da sua planta e de qualquer outra. Sem água, não existe vida, e dessa maneira, você deve rega-la todos os dias.

Elas adoram água e luz solar, proporcione esses fatores para ela e ela crescerá como você deseja; bonita e reluzente.

Depois destes passos, sua planta já terá se desenvolvido e poderá proporcionar todos os benefícios que ela contém. Quais são eles? Confira a seguir!

Benefícios do Cravo de Defunto

Elas são bonitas, reluzentes e exuberantes plantinhas, utilizadas na composição de diversos jardins brasileiros e mundo afora, não é conhecida apenas pela sua rara beleza, e sim por todos os benefícios que ela proporciona.

Algumas propriedades do cravo de defunto são: analgésico, ocimeno, linalol, fenol, carvona, quercetagina, anetol.

É uma planta maravilhosa! Pode ser utilizada como chá, para curar problemas pancreáticos, bronquite, cólicas, vermífugo natural, além de combate à acne.

Além do famoso Xarope de Cravo de defunto; fácil de fazer, ele combate a gripe, tosses e demais sintomas ligados a imunidade. Para fazer é simples, como o chá, é preciso ferver a água e colocar uma colher de flores e das folhas, depois deixar descansando, mas como o xarope é para combater outras inflamações, o indicado é que você adicione duas ou mais colheres de mel, mas também pode ser de açúcar.

Uma outra maneira de usa-lo é em banhos e massagens. Eles possuem um cheiro característico, forte e relaxante. Colete algumas flores e folhas, ferva a água e despeje-as em uma banheira e espere até que se misturem. É uma ótima opção para quem deseja relaxar e ficar tranquilo.

Além disso, elas podem ser usadas para massagear determinadas áreas onde ocorrem dores. Faça uma compressa, com as flores, folhas e água quente e coloque sobre a região das dores, massageie ou apenas deixe por cima do local.

Outra utilização para esta planta, é como inseticida natural. Pois é, além de tudo isso que citamos acima, elas ainda podem ser benéficas para a terra do próprio jardim. Elas são uma espécie de pesticida natural, capaz de espantar as formigas e pulgões dela e das outras plantas, devido ao seu forte e característico odor. Dissolva as flores e folhas em água quente, e depois despeje o liquido sobre a terra onde você deseja preservar. Em poucos dias as formigas vão sumir e deixar suas plantas crescerem lindamente, graças ao cravo de defunto.

Plante, cultive e faça uso destes e de todos outros benefícios que o cravo de defunto nos proporciona! Além de todas as outras plantas, que também nos fornecem alimentos e tantos outros tratamentos medicinais e curativos.

E o melhor, você não precisa sair de casa para cultivar seus próprios “remédios” naturais, eles podem estar no seu jardim, em vasos dentro da sua casa, tanto faz, o importante é que plante  e deixe-as desenvolverem em seu espaço.

Gostou? Compartilhe com nós nos comentários.

Veja também

Clúsia Flor Vermelha: Curiosidades, Habitat, Podar e Fotos

A clúsia é uma planta muito usada nas composições paisagísticas. Pode ser conhecida também como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *