Home / Plantas / Como Usar Babosa Para Inflamação No Útero? Funciona?

Como Usar Babosa Para Inflamação No Útero? Funciona?

A babosa é uma planta medicinal bastante conhecida, e usada para diversas finalidades. Porém, dentre tantos benefícios, será que esse planta serve para combater inflamações uterinas? A seguir, vamos mostrar se ela realmente pode amenizar esse problema.

Inflamação No Útero: Causas E Aspectos Gerais

Inflamações uterinas são irritações nos tecidos desse órgão, e que podem ser causadas devido à infecções de certos micro-organismos, como é o caso da cândida, da clamídia ou da gonorreia. Contudo, esse problema também pode aparecer por causa de alergias a determinados produtos, alteração do pH por falta ou excesso de higiene, e até mesmo por ferimentos de qualquer tipo na região.

Alguns dos principais sintomas desse problema incluem corrimentos amarelados, sangramentos fora do período da menstruação, dores do tipo cólicas e ~uma sensação constante de útero inchado. Contudo, é preciso atenção, pois nem sempre aparecem esses ou outros sintomas no que diz respeito à inflamações no útero, e não é à toa, por exemplo, que geralmente seu diagnóstico não é feito com a rapidez necessária.

Bom lembrar que esse tipo de problema pode aparecer no colo do útero (que fica no fundo da vagina), ou mesmo na sua região interna, que é chamada de endométrio, o que causa, por sua vez, uma endometrite.

Tratamentos Mais Comuns

Quando se trata de inflamação no útero, os tratamentos podem ser variados a depender da causa do problema. Por exemplo, quando ele ocorre devido à presença de micro-organismos estranhos, geralmente se prescreve antibióticos, sejam na forma de comprimidos, seja na forma de pomadas. Ainda podem ser passados antifúngicos e antivirais.

Em certas ocasiões, também se faz necessário que o parceiro sexual passe por um tratamento à base de medicamentos. Assim, garante-se que os micro-organismos sejam eliminados definitivamente, e que a inflamação não retorne.

Em alguns casos, o ginecologista poderá prescrever uma cauterização do útero a fim de cicatrizar determinadas lesões. Caso essa inflamação tenha sido causada por alergia a materiais como camisinha e diafragma, porém, é preciso suspender o uso desses produtos até que consiga a cura definitiva da enfermidade. Anti-inflamatórios serão ministrados para a recuperação do útero.

Tratamento Com Babosa
Tratamento Com Babosa

Bom salientar que caso essa inflamação não seja devidamente tratada, ela tende a atingir regiões mais internas do órgão, como trompas e ovário. Neste caso, o tratamento precisaria ser feito no hospital, com a medicação dada diretamente na veia.

Mas, a Babosa Funciona Para Esse Tipo De Inflamação?

A babosa, em si, é uma planta medicinal bastante conhecida, sendo utilizada para diversas finalidades, sendo a sua parte mais usada o gel que fica no interior de suas folhas. É esse gel, inclusive, que tem propriedades anti-inflamatórias, combate infecções de diversos tipos, agindo de fora para dentro.

Mas, no caso de uma inflamação uterina, o mais indicado seria o uso de sucos feitos com as folhas da planta, que esse produto, entre outras qualidades, elimina toxinas. Contudo, existem contraindicações ao uso da babosa. E, uma delas é justamente para mulheres que estejam grávidas ou lactantes, e que tenham inflamação no útero.

Ou seja, para essa enfermidade específica, pelo menos, até o que se sabe no momento, é que a babosa não funciona, e até pode prejudicar a saúde de que fizer uso dela. Portanto, se a questão é usar tratamento complementares para esse problema, o ideal é buscar outros métodos, como abordaremos a seguir.

Babosa Cortada
Babosa Cortada

Existem, Então, Tratamentos Caseiros Para Essa Inflamação?

Bem, já que a babosa, como vimos, não é indicada para o tratamento de inflamações uterinas, mesmo tendo, na maior parte dos casos, propriedades anti-inflamatórias, existem outros métodos naturais para que se possa amenizar esse problema.

Um desses métodos é beber cerca de 2 litros de líquidos por dia (preferencialmente, água), e ter uma alimentação saudável e equilibrada, como salmão e sardinha, além de frutas, verduras e legumes.  que deve ser à base de ômega-3. Convém também evitar contatos íntimos com o parceiro por algum tempo.

Alguns chás também podem ser úteis na complementação do tratamento à base de remédios, como o de jurubeba, por exemplo. Bastam duas colheres de sopa das folhas, flores ou frutos da planta e mais 1 litro de água. Depois é só adicionar a água fervente em alguns dos ingredientes dessa planta, deixar repousar por 10 minutos e coar. O ideal é tomar cerca de 3 xícaras dessa chá ao dia, sem adoçar.

Mas, Pra Quem Não Tem Inflamação Uterina, Pode Usar a Babosa Pra Quê?

Caso você não esteja no grupo de risco para fazer uso dessa planta (especialmente, através de ingestão), você pode utilizar as babosa para diversas finalidades. Ela, por exemplo, aumenta as defesas naturais do nosso organismo, especialmente “limpando” o sangue. É uma planta altamente nutritiva, possuindo sais minerais e açúcares.

Também se trata de um anti-séptico natural, podendo ter uma atividade bactericida muito boa, penetrando na pele e nos tecidos, podendo destruir com certa facilidade alguns tipos de vírus. É fungicida e tem a capacidade de eliminar tecidos mortos.

E isso sem contar ainda que o gel possui propriedades anestésicas, e combate o reumatismo e a enxaqueca. Igualmente funciona bem na cura de diversos tipos de queimaduras, inclusive, as do sol.

Conclusão

A inflamação no útero é uma enfermidade séria, que precisa ser diagnosticada logo e ser tratada como se deve. De fato, a babosa é um excelente anti-inflamatório, mas é mais recomendada nesses casos o seu uso externo. Mas, no caso do uso por mulheres grávidas, lactantes e com esse tipo específico de inflamação, o uso dessa planta precisa ser evitado.

Como vimos, existem diversas formas naturais de complementar o tratamento desse tipo de problema. Agora, caso contrário, pode usar a babosa, contanto que não seja em excesso, pois fazer uso dela continuamente também pode ser prejudicial de alguma forma, até mesmo entre aqueles que não possuem contra-indicações quanto a essa planta.

No geral, faça sempre exames periódicos para saber se está tudo bem com a sua saúde, e não use nenhum tipo de medicamento (mesmo os naturais) sem antes avisar ao seu médico. Sempre é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?

Veja também

O Que é Hábito de Crescimento Indeterminado?

A estratégia de crescimento de uma espécie influencia muitos aspectos de sua história de vida. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *