Home / Plantas / Como Podar a Planta Clúsia, Plantar e Cultivar Passo a Passo

Como Podar a Planta Clúsia, Plantar e Cultivar Passo a Passo

Para quem ainda não conhece, clúsia é aquela planta com folhas arredondadas, em forma de lágrimas, brilhantes e verde-escuro (algumas são mescladas de branco ou amarelo), que quando pequenina parece uma suculenta. É de fácil plantio, muito decorativa e resistente ao calor e às pragas, por possuir muito tanino, o que deixa suas folhas com aspecto de enceradas.

Na realidade, apesar de aparentar, a clúsia não é uma suculenta, e conforme vai crescendo, a toma a forma um arbusto lenhoso muito admirado. Se plantada no solo e não for podada com constância, torna-se uma árvore que pode atingir até seis metros de altura, atraindo ainda mais os amantes da natureza.

É uma planta amplamente utilizada em vasos, para decoração de interiores, varandas e terraços. Ela fica perfeita em todos os lugares, mas é muito empregada na formação de cercas vivas, por sua beleza e delicadeza. Trata-se de uma planta rústica que não requer cuidados excessivos, por isso é indicada para pessoas que não têm muito tempo para dedicar-se às plantas, mas que querem algo que dê vida e traga um pouquinho da beleza da natureza para dentro de casa.

Em seu auge, durante a primavera e o verão, se a planta for fêmea, explode em pequenas flores brancas, com miolo amarelo, que parecem flores de cera. Depois de fecundadas essas flores dão frutos pequenos, não comestíveis, que atraem pássaros. Quando caem ao chão e não são varridas no dia, grudam a ele de forma difícil de tirar, pois possuem um látex natural. Também suas folhas e galhos possuem esse látex branco, semelhante a um leite, que mancha a roupa e pode intoxicar se manuseado sem luvas.

Nativa no Brasil, nas restingas litorâneas do Rio de Janeiro e São Paulo, a clúsia é uma planta perene, conhecida também como abano, abaneiro, mangue-bravo, mangue-da-praia e manga-da-praia. É muito comum em todo litoral brasileiro e esbanja seu charme da Bahia ao Rio de Janeiro, pois adora um clima quente e tropical, desde que seja úmido.

Como Podar a Clúsia

  • A poda da clúsia deve ser regular, com a finalidade de controlar seu crescimento.
  • É feita em dois momentos: quando você quer dar forma ao pé ou mesmo para limitar seu crescimento.
  • Pode ser podada duas vezes por ano, mas dê preferência a podá-la no início do inverno. Aproveite para cortar fora os galhos amarelados ou secos.
  • Para que ela não se ressinta, basta usar uma tesoura bem afiada e cortar sempre na diagonal.
  • O local para o corte deve estar situado próximo ao nó que vai ramificar.
  • Depois, é só passar uma pasta cicatrizante ou própolis nos locais cortados.
  • Se não tiver nenhum dos dois, faça uma mistura com duas colheres de sopa de azeite e uma de canela em pó e aplique com um pincel pequeno.

Como Plantar

A clúsia é uma planta fácil de propagar. Veja o passo a passo para fazer uma boa muda:

  1. Corte um galho de clúsia de 15 a 20 centímetros na diagonal. Deve conter de três a quatro nós.
  2. Retire as folhas até a metade do galho, deixando apenas as folhas da ponta.
  3. Prepare um vaso pequeno de plástico, com furos e pedregulhos embaixo para a drenagem.
  4. Coloque nele uma mistura de húmus de minhoca e vermiculita, na proporção de 50% cada um, e terá um composto areado e fofo, onde as raízes se desenvolverão melhor.
  5. Espete a parte nua do galho neste vaso, até ver enterrado o primeiro nó.
  6. Molhe todos os dias, pois esta planta requer umidade para enraizar.
  7. No prazo de três a quatro semanas já começarão a surgir novas folhas, sinal de que sua muda já criou raízes. Se quiser acelerar o enraizamento, mergulhe a estaca da planta em uma solução enraizante por uma hora, antes de plantá-la.
  8. Pressione um pouco de cada lado do vaso para a muda soltar-se sem danificar as raízes e plante no lugar definitivo, protegido do vento.
  9. Escolha um local longe de encanamentos e fossas, pois a clúsia tem raízes fortes e agressivas.
  10. Pode ser plantada também por sementeira, mas como é um método muito demorado, a maior preferência é por estaquia.
    Muda de Clúsia
    Muda de Clúsia

Como Cuidar

  • Solo – Gosta de solos ricos em matéria orgânica, úmidos, mas não encharcados. Na fase de crescimento da planta, deve receber adubo equilibrado todos os meses.
  • Temperatura – Adapta-se a diversas condições climáticas e suporta temperaturas que beirem a Zero Grau, mas não suporta ventos fortes e geadas.
  • Luz – Como é uma planta sem muitas exigências, a clúsia adapta-se bem em lugares de pleno sol ou de meia sombra. Pode ser cultivada em interiores, desde que receba luz direta ou indireta de alguma janela ou porta.
  • Regas – Recomenda-se regá-la periodicamente, de acordo com a luminosidade a que é exposta, cuidando para que não resseque nem encharque. O excesso de água pode amarelar suas folhas, assim como a falta de luminosidade.
  • Cuidados – A seiva da clúsia é um látex tóxico, por isso deve-se ter cuidado ao manuseá-la e não permitir que crianças e gatos brinquem com ela. Como suas raízes são agressivas, evite plantá-la próximo a construções sensíveis, fossas e canalização.

Curiosidades

  • A clúsia é uma espécie dióica, e assim, para obter-se sementes é necessário a fecundação da flor feminina, o que só acontece com a presença da planta masculina e da planta feminina no mesmo local.
  • É uma planta que faz fotossíntese noturna, ou seja, ela consegue absorver dióxido de carbono durante a noite, ao contrário da maioria das plantas.
  • Quando se encontra em seu habitat natural, as sementes de clúsia germinam sobre as outras árvores, pois são carregadas pelas aves. Aí se tornam invasoras, pois as raízes das novas plantas crescem dependuradas em suas hospedeiras até tocar o chão, onde se enraízam, crescem e matam a antiga planta. Por esse motivo, em muitos lugares é conhecida como matapalo (mata pau).
  • As folhas da clúsia são muito parecidas com as folhas de jade, e assim as duas plantas são confundidas frequentemente. A diferença entre uma e outra é que a jade é uma planta suculenta de menor porte, com caule grosso e marcado por nós. Já e a clúsia é arbustiva, suas folhas são carnosas e espessas, e não é uma planta suculenta.

Classificação Científica

  • Nome Científico – Clúsia fluminensis
  • Reino – Plantae
  • Divisão – Magnoliophyta
  • Classe – Magnoliopsida
  • Ordem – Malpighiales
  • Família – Clusiacease
  • Gênero – Clúsia

Veja também

Como Cuidar da Flor Heléboro, Fazer Mudas e Podar

As flores fazem parte da vida de todas as pessoas, mesmo daquelas que dizem não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *