Home / Plantas / Como Plantar Orquídeas em Vasos de Cerâmica e Barro

Como Plantar Orquídeas em Vasos de Cerâmica e Barro

As orquídeas são umas das flores mais conhecidas e populares em jardins por todo o mundo. Sua variedade, beleza e facilidade de ser cultivada chamou a atenção de muitas pessoas, e agora pode ser vista em qualquer local. Antigamente, era comum que as pessoas plantassem-na diretamente no solo, pois os quintais eram maiores. Hoje, sabemos que os espaços de quintais estão menores, e a melhor solução para não perder suas plantas, é a utilização dos vasos.

E no post de hoje iremos ensinar como plantar orquídeas direto em vasos de cerâmica e barro. Continue lendo para aprender!

Como Plantar Orquídeas em Vasos de Cerâmica e Barro

Para quem quer ter uma orquídea em casa, às vezes plantar diretamente no solo não é viável. Principalmente pelo fato de que muitos não possuem um quintal grande. Para isso, a utilização de vasos é perfeito para solucionar o problema, e as orquídeas se adaptam bem. Primeiramente, é preciso escolher qual tipo de orquídea você irá plantar. Apesar de a maioria delas se adaptar facilmente em qualquer tipo de clima, é interessante você pesquisar qual dará melhor para o seu tipo de local.

 

A maioria delas, a florescência ocorre uma vez no ano, mas nas híbridas, pode ocorrer até mais. Você consegue uma muda em qualquer floricultura ou próprios orquidários comerciais. Certifique-se de que você está comprando de um lugar correto, pois é ilegal pegar plantas da natureza. Depois, é hora da escolha do vaso. O tamanho é extremamente importante, e deve ser dois dedos maior que o bulbo da planta. Evite vasos muito grandes, pois ele retêm mais umidade, fazendo com que as raízes da orquídea apodreçam.

Depois de escolher seu vaso, que pode ser de cerâmica ou barro, é preciso cuidar da raiz de sua orquídea. Com uma tesoura esterilizada, para evitar a transmissão de doenças, você deve cortar as raízes mortas. Essas normalmente tem uma coloração mais escura e são ocas. É interessante utilizar uma pinça, também esterilizada, para retirar o substrato antigo que estava presente.

Agora é hora de escolher onde você vai deixar seu vaso com sua planta. A primeira coisa a se pensar é em relação a iluminação do local. É preciso que haja uma boa luminosidade boa parte do dia, para que haja o florescimento, entretanto sem exagero. Quando em local com pouca luz, as folhas ficam em uma coloração verde garrafa. Já quando estão em locais com muita luz, ficam amarelas. O ideal é que elas peguem sol direto somente até as 9 horas da manhã ou depois das 16 horas, que é quando o sol está mais fraco, e não sofrerá queimaduras.

Outro ponto importante é em relação ao adubo. A adubação pode ser química ou orgânica, apesar de uma forma geral, a orgânica ser mais recomendada. Se você escolher fazer a adubação sólida, com base de farinha de osso e/ou torta de mamona, você aplica diretamente no vaso. A proporção é de uma colher de chá por mês. Nunca jogue o adubo direto nas raízes, pois isso causará queimaduras nelas.

No fundo do vaso, é ideal ter uma camada de pedra e cacos de telhas, pois elas permitem uma drenagem mais rápida e eficiente. Depois, você enche todo o vaso com o substrato, comprimindo-o, para que possa segurar e firmar a orquídea. Não esqueça de que a cada dois anos, você deve fazer o replantio, para que o substrato não acabe apodrecendo.

Dicas Para Plantar Orquídeas em Vasos

  • O vaso deve sempre permitir ventilação das raízes, por isso precisa ter furos no fundo e nas laterais.
  • Apesar de não serem tão exigentes, é interessante que você escolha um bom substrato. Ele precisa ter boa drenagem, boa aeração, além de fornecer todos os nutrientes necessários. Ele deve manter a planta úmida, além de garantir a sustentação dela. Alguns dos melhores e mais utilizados para as orquídeas são:
  • Fibra de coco, muito barato e ótimo para as plantas. Seu único porém é que absorve pouca água, sendo assim, você precisaria realizar mais regas.
  • Casca de pinus ou pinheiro. Esse material também tem um preço interessante, e possui os mesmos benefícios e malefícios da fibra de coco.
  • Esfagno, esse está se tornando mais popular agora, e é bem caro. Ele vem de musgos importados, e possui uma grande retenção de água, diferente dos anteriores.
    Para Plantar Orquídeas em Vasos
    Para Plantar Orquídeas em Vasos
  • Uma coisa importante é que nunca se deve usar o Xaxim. O xaxim é uma planta pteridófita que é cerrada até ficar em pequenos sedimentos. Foi muito utilizada, gerando uma queda brusca da população dessa planta, fazendo com que ela entrasse para a lista de ameaçadas de extinção. Então, criou-se uma lei que proíbe a utilização dela.
  • Há uma forma correta de regar a orquídea, e é sempre por cima. A água deve escorrer completamente. Nunca deixe o substrato ficar completamente seco e nem ficar encharcado, em ambos os casos, a planta sairá prejudicada. Quando notar que está seco, regue com moderação e cuidado.

Fotos de Orquídeas em Vasos de Cerâmica e Barro

Veja a seguir algumas ideias de orquídeas em vasos para você se inspirar e botar a mão na massa!

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender como plantar uma orquídea em vaso de cerâmica e barro. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em responde-las. Você pode ler mais sobre orquídeas e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Como Cultivar Flor Coreópsis Margaridinha-Amarela e Tirar Mudas

O nome coreópsis vem da combinação de duas palavras gregas: “koris”, que significa percevejo, e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *