Home / Plantas / Como Plantar Girassol Anão em Vaso?

Como Plantar Girassol Anão em Vaso?

Os girassóis – entre eles a variedade anã, a mais recomendada para ser plantada em vasos – são, sem dúvida, algumas das espécies mais exóticas e extravagantes da natureza.

Cultivados há milênios por povos indígenas habitantes da América do Norte, a espécie atravessou várias gerações para chegar até os nossos dias como um dos símbolos de alimentação saudável e de planta ornamental.

Das suas sementes é possível produzir um óleo com caraterísticas bem mais nutritivas do que as dos óleos tradicionalmente conhecidos, sem contar o fato de elas nos presentear com quantidades exorbitantes de vitaminas A, B, D e E, além de magnésio, ferro, cálcio, cobre e fibras! Muitas fibras! Fibras em abundância – sem dúvida uma das suas principais características.

Como Plantar Girassol Anão em Vaso

Os admiradores desse tipo de arte (sim, podemos chamar de arte o cultivo de girassóis) são categóricos ao afirmar que a primeira preocupação que se deve ter ao enveredar-se por essa prática de cultivo de girassóis anões é com relação às suas sementes.

É preciso ter a certeza de que elas realmente são espécies anãs; e para tal, o melhor método é comprá-las em uma casa de produtos rurais, berçários ou lojas de jardinagens que sejam referências no segmento, e, principalmente, bem avaliados pelos seus clientes.

As espécies adequadas geralmente possuem flores médias; atingem entre 30 e 50cm de altura; produzem uma belíssima flor, com um encantador tom de amarelo “vivo” e reluzente; costumam ser bastante resistentes a pragas – devido às suas características e pelo fato de serem espécies “melhoradas geneticamente; entre outras características.

Como primeiro passo, você deverá utilizar um vaso com cerca de 40cm de largura. Esse tamanho é o suficiente para que não tenha que transplantar os girassóis várias vezes durante o seu desenvolvimento – o que pode resultar num transtorno, já que os girassóis não são muito simpáticos a esse tipo de movimentação.

Outros recipientes adequados para o cultivo do girassol são as jardineiras, engradados, ou mesmo um tambor ou tonel dividido ao meio. Nesse caso, você só precisará atentar para as mudas com pouco desenvolvimento, que deverão ser retiradas. Mas, em compensação, não precisará preocupar-se com transplantes recorrentes.

O Passo a Passo para o Plantio de Girassol Anão em Vaso

Em primeiro lugar, acrescente, no fundo do vaso ou recipiente escolhido, uma camada de material para drenagem da água (pedras, britas, cascalhos, etc). Logo após, acrescente a terra vegetal e o substrato, de forma a que falte entre 2 ou 3cm para enchê-lo.

Para a garantia de que um girassol anão, plantado em vaso, consiga germinar e se desenvolver com as suas principais características, considere a possibilidade de utilizar um composto orgânico de qualidade, à base de farinha de osso, torta de mamona, esterco de galinha, etc., além de alguns cristais para retenção de água, a fim de ter a certeza de que a planta sempre receberá a quantidade de água necessária para o seu desenvolvimento.

Agora é a hora de semear! Coloque no máximo 1 semente para cada 10cm de largura do vaso. Certifique-se de que esse buraco tenha entre 2 e 2,5 cm, para que as sementes acomodem-se adequadamente e possam germinar nas melhores condições.

Aqui a luta pela sobrevivência também será o motor indutor da vida!, pois algumas espécies menos adaptadas não germinarão a contento, e deverão ser descartadas, a fim de que não consumam, em vão, a água e os nutrientes requeridos pelas mudas mais fortes.

Agora um passo importante: a rega! É preciso saber que os girassóis (inclusive os anões plantados em vasos) estão entre as espécies que mais apreciam esse líquido precioso!

Portanto, prepare-se para oferecer a eles entre 20 e 30ml de água a cada 48 horas, para a garantia de que durante todo o período, antes da germinação, o solo esteja sempre úmido e corretamente adubado.

Os Cuidados Durante o Processo

Os materiais foram escolhidos; sementes, também. O plantio foi realizado de acordo com o que convencionou-se ser o melhor para o plantio em vasos de espécies como os girassóis anões.

Agora é só aguardar, com ansiedade, obviamente, pela germinação da planta, que deverá acontecer entre 4 e 7 dias – ou um pouco mais, em situações excepcionais. Mas nunca após duas semanas, pois, nesse caso, dificilmente ela ocorrerá.

Semete de Girassol Anão em Vaso
Semete de Girassol Anão em Vaso

Faça, nesse momento, uma verdadeira limpeza em seu canteiro, retirando os exemplares mal formados, observando uma possível proliferação de pragas (que nesse período são bem mais agressivas), entre outras preocupações.

Esse é o momento, também, de realizar um único transplante (não mais do que isso), e ainda aumentar a quantidade de água durante a rega para pelo menos 50ml a cada 48horas (quando a planta já tiver uns 30cm de altura).

O Surgimento dos Primeiros Botões Florais

A partir desse momento, é hora de oferecer-lhe a sua principal companhia: o Sol. Bastante sol! Sol durante todo o dia! Pois o girassol, como se sabe, é uma daquelas espécies que não toleram, em hipótese alguma, o excesso de sombra.

O que eles preferem mesmo é passar os seus dias a contemplar o Astro-Rei, acompanhar os seus movimentos, segui-lo em busca dos seus raios vigorosos – o que, na verdade, configura-se como a sua principal característica, e o motivo pelos quais eles tornaram-se espécies tão populares como variedades ornamentais no Brasil e no resto do mundo.

Como símbolos de festa, vigor, alto astral, prosperidade financeira, dinheiro, entre outros significados geralmente associados à abundância material, para um consequente conforto da mente e da alma.

Após observar esse tamanho de cerca de 30cm, a planta só precisará de mais uns 15 dias para obter as suas características tão conhecidas (com o surgimento dos seus primeiros botões florais). E nesse período, as quantidades de água da rega deverão ser aumentadas para 75ml a cada 48horas.

E após mais 30 dias, para cerca de 100ml a cada 48horas. Até que, dentro de 15 dias, a flor obtenha todas as suas características da fase adulta.

Gostou desse artigo? Deixe a resposta na forma de um comentário. E continue aproveitando e compartilhando os nossos conteúdos com os seus amigos.

Veja também

Como Fazer e Preparar Chá de Guabiroba de Folha

É hora do chá! Deixe a velha Camomila de lado e venha conferir uma dica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *