Home / Plantas / Como Plantar Caju Anão Em Vaso?

Como Plantar Caju Anão Em Vaso?

Uma das vantagens de espécies como o caju-anão-precoce é justamente a facilidade com que se pode plantá-lo em vasos, devido ao seu porte, que dificilmente ultrapassa os 3 m de altura, em comparação com o cajueiro tradicional, que pode atingir até os respeitáveis 12 m. Mais isso não é, de forma alguma, o que há de mais excepcional e digno de nota nessa espécie. Nada disso!

O caju-anão-precoce é o resultado de um elaborado processo de separação de mudas para um trabalho de engenharia genética, que resultou numa variedade altamente resistente à seca, pragas, alterações climáticas, entre outras condições adversas.

E o que se diz é que o resultado disso foi a constituição de uma verdadeira preciosidade, capaz de resistir à terrível seca que se abateu sobre a região Nordeste, entre 2011 e 2017, praticamente insensível aos rudes protestos da natureza.

O cajueiro-anão simplesmente florescia em meio ao caos, ainda com a vantagem de ser uma espécie bastante modesta em sua estrutura, o que facilita, inclusive, o manejo, permite as melhores práticas de poda, torna a colheita bem mais simples, permite à planta receber as quantidades de sol e luminosidade necessárias, entre outras inúmeras vantagens.

Mas o objetivo desse artigo é fazer uma lista com o passo a passo do cultivo ou plantio de caju-anão em vasos. Um conjunto de técnicas, aparentemente simples, mas que, no entanto, é da sua mais estrita observância que depende um resultado satisfatório para esse tipo de cultivar.

1.Ofereça Bastante Espaço

Talvez a primeira dica para quem deseja plantar cajueiro-anão em um vaso é, sem dúvida, oferecer-lhe espaço. Bastante espaço!

E nesse quesito o cajueiro-anão leva uma vantagem incomparável quando se leva em consideração a sua altura, que não ultrapassa os 2 ou 3 m, em relação ao tradicional (o Anacardium occidentale), que é capaz de ultrapassar facilmente os 10 m de altura.

Mas apesar de possuir uma altura ideal para o plantio em vaso, certifique-se de que poderá lhe oferecer um espaço na sua casa com pelo menos 1,5m x 1,5 m; essa é uma espécie de medida padrão, o suficiente para que a planta possa receber os raios do sol de forma satisfatória, além de luminosidade, oxigênio – e também, obviamente, poder compor melhor o ambiente.

2.Utilize Vasos Adequados

Apesar de possuir uma estrutura bastante discreta, não podemos esquecer que os vasos são ambientes não naturais para o plantio de espécies vegetais, que originariamente desenvolvem-se livres e exuberantes em imenso campos, ou no ambiente rico e diversificado das florestas, cerrados, matas, bosques, entre outras vegetações.

Por isso, o recomendado para quem pretende saber como plantar caju anão em vasos é utilizar um que tenha no mínimo 70 litros; pois, dessa forma, irá garantir que as raízes da planta desenvolvam-se adequadamente – o que é indispensável para que uma espécie dê frutos fortes, vigorosos e saudáveis por muito tempo.

3.Escolha Um Bom Substrato

Espaço oferecido, vaso escolhido, agora é hora de escolher um bom substrato capaz de ajudar a planta a desenvolver-se com todas as suas principais características.

Este pode ser à base de fibra de coco, húmus de minhoca, cascas de arroz carbonizadas, solo hidromórfico, bagana de carnaúba seca – na combinação que for mais fácil encontrar.

No fundo do vaso, será necessário acrescentar também um material de drenagem; algo como cascalhos, argila expandida, pedriscos, britas, entre outros materiais que possa encontrar com facilidade, e que facilitem a drenagem (ou escoamento) da água e evitem o encharcamento da planta.

Substrato
Substrato

4.A Correção do Solo

Juntamente com o substrato, não é escusado a utilização de um composto à base de fósforo, nitrogênio e cálcio, na forma de uma adubagem, que pode ser a da tradicional farinha de ossos, complementada com torta de mamona e esterco de galinha.

Logo após, separe uma muda de caju-anão (ou realize o plantio em vasos por meio das suas sementes), fixe-a no vaso, e aguarde até que ela esteja com uma altura entre 40 e 60 cm caso queira transplantá-la para um local aberto, ou então deixe que ela floresça naturalmente no vaso, até atingir os seus exuberantes 2m de altura.

5.A Adubação de Reforço

1 mês após o plantio, também se recomenda uma espécie de “adubação de reforço”, com o objetivo de munir a planta dos nutrientes necessários para a fase mais dramática do seu desenvolvimento, que é justamente essa entre a germinação e uma altura de cerca de 50 cm; quando a planta necessita de mais energia na forma de nutrientes.

Esse reforço pode ser feito com uma adubação à base de NPK 10-10-10, a cada 60 dias; que poderá ser complementada com um bom fertilizante, sempre na proporção de 2 gramas para cada 2 litros de substrato.

6.As Características Do Clima

Também é preciso não esquecer das regas diárias, pelo menos duas ao dia, de forma a que a planta recebe a quantidade de água suficiente, mas sem encharcar-se.

Além disso, não custa lembrar que o cajueiro é uma espécie típica (ou mesmo um símbolo) das regiões quentes, áridas e quase desoladas da região Nordeste do país.

Por isso mesmo, para a garantia da vitalidade e exuberância de uma muda de caju-anão plantada em vasos, você terá que oferecer a ela um ambiente ensolarado, com ventos moderados, boa luminosidade, temperaturas médias entre 25 e 28°C, entre outras condições típicas do semiárido nordestino.

5.Colhendo as Frutas

E por fim, para um melhor resultado do plantio de mudas de caju-anão em vasos, recomenda-se a aquisição de mudas enxertadas, pois estas apresentam um desenvolvimento surpreendente e são capazes de dar frutos a partir de 1 ou 2 anos de vida. Diferentemente do que ocorre com o cajueiro tradicional, que exige longos e quase intermináveis 5 ou 6 anos para que comecem a dar as suas belas infrutescências.

Isso sem contar a praticidade de colher os frutos – sem o menor esforço – , e que ainda apresentam as mesmas características físicas e biológicas da tradicional, como uma verdadeira fonte de vitaminas (em especial a vitamina C), além de carboidratos e sais minerais.

Essas foram as nossas dicas de como plantar caju-anão em um vaso. Mas, e as suas? Deixe-as na forma de um complemento a esse artigo, em um comentário, logo abaixo. E não deixe de compartilhar com os amigos os nossos conteúdos.

Veja também

Framboesa Adubação e Substrato para Planta: Qual o Melhor?

Cultivar plantas pode ser algo extremamente interessante, principalmente porque por meio desse cultivo podemos fazer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *