Home / Plantas / Como Fazer o Chá da Folha Santa?

Como Fazer o Chá da Folha Santa?

As plantas medicinais são fundamentais para a sociedade. Isso porque, além de servirem de base para a produção de chás naturais, muitas delas ainda são usadas para a criação de remédios quimicamente tratados. Logo, de uma forma ou de outra, as plantas estão nas vidas das pessoas. Um belo exemplo disso é a chamada folha santa, uma planta muito comum em todo o Brasil e que serve para curar uma série de problemas de saúde.

Pode ser que você a conheça como saião ou folha-da-costa, mas trata-se do mesmo remédio natural. Assim, a folha santa está presente em um dos chás medicinais mais antigos e eficientes de todo o Brasil, que ajuda no combate a lesões na pele e ainda pode ser eficaz quando se trata de acabar com problemas pulmonares.

Além disso, a folha santa serve também para curar uma longa lista de outras enfermidades, algo importante quando se trata de cuidar da saúde. Se você deseja saber mais sobre a folha santa, aprendendo a fazer o chá medicinal que possui participação da planta, veja abaixo a principal receita para a sua produção. Ademais, conheça todos os efeitos positivos do chá de folha santa ou chá de saião.

Fazendo o Chá de Folha Santa

Folha Santa no Vaso
Folha Santa no Vaso

Para fazer o chá de folha santa, antes de tudo você precisará da folha da planta. Assim, trate de encontrar a planta, seja comprando em um supermercado ou loja verde, ou pegando com algum vizinho.

Como muitas pessoas plantam a folha santa, pode ser que algum dos seus vizinhos tenha essa cultura em casa. Depois, tenha em mente que você usará as folhas do saião e trate de destacá-las do restante da planta. Deixe as folhas ao lado e foque nos ingredientes:

  • 250 mililitros de água fervente;

  • 3 colheres de sopa de folhas picadas.

Em seguida, você terá apenas que ferver a água. Uma vez que ela já esteja perto de evaporar, trate de adicionar as folhas de saião. Deixe o conteúdo repousar por cerca de 5 minutos, pois esse é o tempo ideal para que a água absorva todos os nutrientes da folha santa.

Dessa forma, você poderá tomar um chá realmente forte e eficiente. Não deixe as folhas por muito mais tempo, pois assim você apenas terá uma bebida mais carregada em sabor e mais amarga. Como não se deve adicionar açúcar, o chá mais amargo pode ser mais complicado de ingerir.

Contraindicações do Chá de Folha Santa

Como qualquer tipo de remédio, o chá de folha santa possui algumas contraindicações. Dessa maneira, é essencial que você conheça quem pode ou não ingerir o chá. Mulheres grávidas ou que estejam em fase de amamentação, por exemplo, não devem tomar a bebida. Isso porque não se sabe ao certo quais são os efeitos colaterais do chá de folha santa em bebês, pois não é possível realizar testes.

Mas, por uma questão de segurança, não é apropriado colocá-los em contato com o chá. Ademais, crianças com menos de 12 anos também não devem fazer uso do popular chá de saião, pois ainda estão em plena fase de formação e precisam estar em contato apenas com os nutrientes mais conhecidos.

Antes de tudo, é sempre importante que você conserve com o seu médico, pois apenas ele terá o necessário para indicar se você pode ou não ingerir o chá de folha santa. Assim, esse artigo não funciona como aconselhamento médico, mas apenas como uma fonte de informações que podem ou não ser usadas por você. Tenha muito cuidado ao fazer chás medicinais desse tipo e sempre tente saber, antes de tudo, quais são os efeitos.

Conheça Os Benefícios do Chá de Folha Santa

Chá de Folha Santa
Chá de Folha Santa

O chá de folha santa possui alguns benefícios, como se pode ver pelo fato de muitas pessoas tomarem a bebida com frequência. Nesse sentido, o chá é bom, por exemplo, para cuidar de lesões na pele. Isso mesmo, o chá de saião pode ser aplicado de forma muito eficiente para acabar com problemas como dermatites e verrugas.

Até mesmo as picadas de insetos podem ser curadas com um bom uso do chá de folha santa. Ademais, a bebida pode ser boa também para tratar de problemas nos pulmões, uma vez que asma, bronquite e tosse podem ser aliviadas com o chá. Outra questão que pode ser controlada a partir do chá de folha santa é o cálculo renal, a popular pedra nos rins.

Os cálculos podem ser eliminados mais facilmente com a ajuda do chá de saião, que estimula a liberação de substâncias. Dessa forma, caso você sofra do problema no rim, pode ser bom ingerir de 500 mililitros a 1 litro da bebida da folha santa todos os dias. No longo prazo, é muito provável que você seja capaz de acabar com o problema. Mas, junto disso, a alimentação deve ser melhorada.

Chá de Folha Santa Contra Diabetes

O chá de folha santa é muito bom para combater a diabetes tipo 2, sabia? Na verdade, mais recentemente muitas pessoas têm usado essa bebida como uma forma de diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Assim, consumir o chá de folha santa por um período mínimo já pode ter efeitos muito positivos para a saúde do ser humano. Como a bebida estimula a liberação de substâncias, a glicose que está muito concentrada no sangue pode finalmente deixar o corpo. Para tal, basta utilizar o chá de saião que você aprendeu a fazer anteriormente.

Chá de Folha Santa na Xícara
Chá de Folha Santa na Xícara

Chá de Folha Santa Para Eliminar Líquidos

O chá de folha santa pode ser bom também para quem quer eliminar líquidos. Como se sabe, a retenção de líquidos pode ser um problema grave para certas pessoas. Assim, eliminá-los tende a ser um problema.

Como o chá de folha santa estimula a produção de urina, se torna mais simples acabar com alguns pontos de inchaço localizados no corpo. Vale lembrar que o chá de folha santa pode ser ingerido de forma contínua, desde que com pequenas doses por dia. Portanto, o seu uso no longo prazo tende a ser muito eficaz para acabar com os problemas de inchaço.

Veja também

Como Germinar Sementes de Peônias? Passo a Passo

Com ampla distribuição nas porções temperadas do Hemisfério Norte, as peônias são vegetais correspondentes a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *