Home / Plantas / Como Fazer Arranjo com Astromélia e Gérbera?

Como Fazer Arranjo com Astromélia e Gérbera?

Astromélia

Astromélia tem suas folhas torcidas e pétalas muito coloridas, são flores com significado muito especial para presentear amigos e até sua namorada. Essa planta que tem um toque exótico e também é conhecida como lírio inca, por conta do seu habitat natural: as cordilheiras geladas dos Andes no Chile, Brasil e Peru e alguns outros países da América Latina.

Com mais de cinquenta espécies diferentes, a astromélia é popular por conta da sua facilidade em ser cultivada e cuidada, uma curiosidade interessante é que as astromélias podem durar até duas semanas em um vaso e suas flores de fragrância leve são ótimas para compor projetos decorativos florais, em casamentos ou outros tipos de recepção.

Características das Astromélias

Por serem muito parecidas com os lírios, as astromélias são conhecidas como “lírio inca” ou “lírio peruano”. A astromélia têm suas raízes grossas e também profundas, enquanto seus caules são bastante delicados e finos, e podem facilmente se quebrar se não forem manuseados muito delicadamente. Entretanto, com uma manutenção frequente e correta, podem chegar a quase um metro de altura.

Podemos destacar que suas sementes levam de duas semanas a um ano para germinarem e florescem muito bem em pleno sol, por conta disso seu preço não é tão acessível como algumas flores que nascem mais rápido e por essa questão pode ser vendida logo após, como as rosas. Embora precise de dias ensolarados, o calor extremo pode ter efeito contrário, fazendo com que a planta não cresça direito. Uma dica muito utilizada em períodos de inverno é deixa-las em estufas ou em um vaso dentro de casa ou outro ambiente aquecido e replanta-la na primavera para que possa florescer no verão.

Gérbera

A Gérbera assim como a astromélia é uma flor muito colorida, tendo cerca de vinte tonalidades, que vão do branco ao vermelho, essa se torna uma flor ideal para embelezar ambientes com suas cores intensas e vibrantes. Pode ser plantada em vasos ou disposta em arranjos florais, como veremos mais abaixo, ela decora tanto salas de casas quanto locais comerciais, como também, espaços para eventos, como casamentos e outras recepções. Por isso a gérbera é muito procurada por decoradoras e arquitetos, além de centrais de abastecimento e gôndolas de flores disponíveis em supermercados, o que demonstra que seu cultivo não é tão difícil e pode ser uma ideia rentável para quem quer investir nesse mercado de flores.

A gérbera é uma planta herbácea, delicada e fácil de ser cultivada, seja em vasos, jardins, canteiros ou floreiras. Não exige muitos cuidados e tem boa adaptação em regiões de clima mais seco, por conta de ser rústica, tolera solos mais secos, porém, em períodos de pouca chuva, como no inverno, deve-se rega-la algumas vezes por semana, de uma a duas vezes por semana.

Características da Gérbera

O cultivo da gérbera deve ser realizado em local arejado e ensolarados. Propagada por sementes, a sua segunda floração tem a aparência mais vistosa do que a primeira, sendo um fato importante para quem irá vende-la. Com quase cinquenta centímetros de altura, ela conta com variedades para corte e para plantio em vasos.

A gérbera pode ser encontrada em vários países a partir de cultivos oriundos da hibridização na África do Sul. Os japoneses, nos anos oitenta, foram os primeiros a desenvolver variedades da flor para plantio em vasos, os tipos que citamos acima, o que trouxe um avanço para a distribuição de plantas pelo mundo todo. Essa alternativa em relação ao cultivo no solo evita a ocorrência de doenças e facilita a nutrição da planta, além de conseguir cuidar de várias espécies em solos diferentes.

Pertencente à família das Asteraceae, família do famoso girassol e da margarida, a gérbera possui uma haste mais longa e reta que dá sustentação ao que é chamado em botânica de capítulo, a inflorescência formada de outras pequenas flores protegidas por folhas com algumas modificações, denominadas brácteas. Quando ligadas e mais desenvolvidas que as floretas reunidas em uma base circular, como na gérbera, as brácteas assumem forma, textura e cores e acaba sendo comum confundi-las com suas pétalas, além de poder ser utilizada como um diferencial para enfeitar os locais também com suas folhas, fazendo uma espécie de composição.

Para que Servem os Arranjos?

Ultimamente, nos casamentos, as flores têm tido um papel principal na decoração, deixando os ambientes com um toque único de acordo com a personalidade de cada casal, por conta da sua variedade, além de muitas vezes também perfumar o ambiente.

Essa moda foi cresceu graças ao casamento de famosas e blogueiras, e hoje em dia são poucos os casamentos que não as utilizam, sendo quase um item essencial e indispensável.

Arranjo de Astromelia
Arranjo de Astromelia

Recepções em casas com a família, como Natal, Ano Novo ou em eventos de estabelecimentos comerciais também utilizam muitos arranjos como meio de alegrar o ambiente e torna-lo mais aconchegante. Alguns locais as utilizam como decoração normalmente, e não somente em ocasiões especiais. Veremos mais abaixo como fazer arranjos das duas plantas que abordamos acima, essas plantas são especiais e lindas para quem gosta de festas coloridas e tem uma personalidade mais alegre e ousada, saindo do comum.

Como Fazer Arranjo com Astromélia e Gérbera?

Para fazer arranjos não é necessário muito dinheiro, e sim muita criatividade e delicadeza. Também é importante utilizar flores que são facilmente encontradas na mesma estação, como o caso das flores acima, que são encontradas no Verão.

Para fazer um arranjo você precisa de uma faca, uma tesoura de jardinagem, vasos, borrifador de água e outros itens de decoração.

Astromélia e Gérbera
Astromélia e Gérbera

Depois de tira-las da terra, primeiro limpe as raízes das flores com delicadeza, tirando o excesso de terra de seus caules, depois corte até uma altura que fique boa de acordo com seu arranjo, por exemplo para buquês deixe o caule um pouco maior, para compor a mesa pode ser cortado quase na altura da flor, assim por diante. Intercale sempre uma flor com a outra, essencial que se acrescente algo em uma cor mais neutra como verde ou branco para ornamentar os lados de seu arranjo e o deixe com a impressão de mais cheio. Pode ser colocado em mesas em pequenos vasos com terra, em um suplair com uma vela no meio, ou até mesmo em vasos maiores com um pouco de água e um laço segurando os caules.

Veja também

Cactos no Vaso

Para Que Serve o Cacto? O Que Simboliza Cacto?

O reino das plantas prospera onde a luz do sol e a água se interligam. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *