Home / Plantas / Como Cultivar Mini Rosas em Vasos

Como Cultivar Mini Rosas em Vasos

O cultivo de plantas ornamentais, iniciou uma importante caminhada de sucesso no final do século XIX com a maciça imigração de japoneses para nosso país. Estes passaram a implantar importantes técnicas de manejo e cultivo agrícolas do qual se beneficiaram, também os floricultores,  amantes destas belíssimas espécies que tanto nos apraz através da contemplação de suas infinitas formas e cores.

O mercado da floricultura tem driblado as constantes crises econômicas, mantendo um bem fundamentado crescimento anual em oposição a queda de outros setores e abrindo novas perspectivas de crescimento a medida que o negócio tem conquistado o interesse de novos empreendedores e criado oportunidades de renda e emprego a medida que se expande atuando em novos segmentos, com o advento das mídias sociais.

Holambra, o polo produtor e comercial mais destacado deste nicho de mercado, nos revela que entre as múltiplas variedades comercializadas ali, as rosas ainda ocupam o topo do ranking das flores mais comercializadas.

Tal interesse popular tão relevante pelas rosas, nos leva a considerar o cultivo e os cuidados necessários no manejo de um exemplar singular desta espécie, as mini rosas (rosa chinensis).

O Cultivo de Mini Rosas

Não há muito mistério envolvido no cultivo de mini rosas. Seu arbusto atinge em geral, pouco menos de meio metro, apresenta flores belíssimas  praticamente inodora quando comparada com a rosa de tamanho normal, entretanto manda muito bem como ornamento para ambientes diversos, com iluminação adequada, regas regulares e fertilização criteriosa.

Variedades de Mini Rosas

O primeiro passo para o cultivo da mini rosa tem a ver com a escolha da variedade a ser plantada, abaixo algumas características das seis mais comuns:

Hakuun – apresentam flores pequenas de laranja amareladas para brancas;

Hakuun
Hakuun

Little Flirt– apresentam flores pequenas em vermelho alaranjado e reflexos dourados;

Little Flirt
Little Flirt

La White Pet – apresentam um aglomerado de flores brancas, com muitas pétalas;

La White Pet
La White Pet

Mister Bluebird – apresentam flores em tons que vão do magenta ao roxo, com branco ao centro;

 Mister Bluebird

Mister Bluebird

Robin Red Breast – apresentam um aglomerado de flores vermelho cereja, com tons de branco ao centro;

Robin Red Breast
Robin Red Breast

Sweet Fairy – apresenta uma belíssima flor rosa clara;

Sweet Fairy
Sweet Fairy

Tendo escolhido sua mini rosa a ser cultivada, em geral analisando a cor, altura e largura da roseira, com base em minuciosa pesquisa, o próximo passo é adquirir sua matriz num viveiro de plantas ou numa floricultura, que certamente vira plantada em um vaso pequeno destinado ao replantio ou adorno para presente.

Ao empreender a obtenção de suas matrizes para cultivo, tenha em mente evitar datas comemorativas, como dia dos namorados ou dias das mães, quando em virtude da maior demanda provavelmente seu fornecedor não terá disponível algumas espécies.

Como Plantar Mini Rosas

Mantenha sua roseira adquirida em repouso durante mais ou menos dez dias em seu novo ambiente, se possível em local de boa disponibilidade de luz solar, ou caso não seja possível, envolta numa embalagem plástica que lhe possibilite ao mesmo tempo boa temperatura e ventilação, como se fosse uma estufa.

Após este período de aclimatação ao novo ambiente e eliminação do stress causado pela mudança, retire cuidadosamente sua roseira do pequeno vaso de transporte, e ponha de molho durante umas duas hora antes do replantio.

A mistura de esterco de galinha, farinha de osso e húmus de minhoca é bem recomendada misturada em porções de 1 pra 4 de argila para o plantio de sua roseira. Utilize esta composição pra forrar o fundo do vaso escolhido para o replantio, que deve ser compatível com sua planta, não pequeno demais para espremer as raízes, nem grande demais, comprometendo o desenvolvimento da sua roseira, recomenda-se de 5 a 7 cm. de distância entre a planta e os limites do vaso, cuidando que o conjunto final ofereça boa drenagem, portanto dê preferência a vasos com furos nos fundos.

Posicione sua muda centralizada no vaso, cuidando que haja espaço suficiente entre as raízes e a mistura colocada no fundo do vaso a fim de que estas não encontrem dificuldade ao se desenvolverem. Vá lentamente cobrindo os espaços laterais internos do vaso com a mistura previamente preparada, exercendo leve pressão que propicie a fixação da planta. Ao final deste procedimento regue bem sua roseira, certificando-se que o conjunto ofereça a drenagem necessária.

Como Fazer Mudas De Mini Rosas

 Caso tenha obtido uma muda de mini rosa para o plantio, providencie que o galho tenha em torno de quinze cm. que esteja saudável e viçoso, este não deverá ser quebrado e sim cortado da matriz em viés dos dois lados, daí retire as folhas do sentido da raiz, proceda na preparação do vaso da mesma forma do replantio, e introduza o lado sem as folhas para o fundo do vaso.

Providencie regas regulares, conforme necessidade, ao passo que mantiver o vaso envolto em plástico transparente, como se fosse uma estufa em ambiente meio sombra e meio sol, durante 30 dias, fim dos quais sua muda estará enraizada, com pequenos brotos e apresentando folhas novas.

Cuidados Com Sua Mini Rosa

A incidência de luz solar direta é fundamental para o desenvolvimento das roseiras, portanto cuide de fixá-las em locais que atendam a esta necessidade, quanto a necessidade de rega o toque com o dedo no substrato revela a necessidade ou não de rega dependendo da umidade, igualmente recomenda-se a aplicação de fertilizantes a cada novo ciclo manifesto pela planta, além da frequente limpeza das folhas e flores com o uso de um borrifador.

Ao efetuar as podas necessárias das flores quando estas murcharem ou perderem a cor e galhos e folhas mortas utilize um objeto cortante e esterilizado antes e depois da utilização, a fim de evitar doenças. Ao podar plantas adultas cuide de cortar os galhos em ângulos de 45 graus e ha cerca de um cm. dos gomos no caule, onde as flores são produzidas (gemas), verifique a quantidade de botões existentes na planta por ocasião da poda, cuide que a poda não exceda os dois terços de botões existentes.

Durante os meses de frio intenso cubra o substrato com húmus (pelo menos 5 cm.) caso sua mini rosa esteja exposta ao tempo, vasos contendo roseiras devem permanecer dentro de casa em meses frios de preferência próximos de janelas onde haja alguma incidência de sol.

Observe cuidadosa e diariamente suas plantas, remova pacientemente pragas como pulgões, moscas e demais insetos, manualmente se possível, ou então crie uma barreira natural borrifando uma porção de uma colher de vinagre diluído em um litro d’água, nas folhas e no caule de sua planta e delicie-se com a linda recompensa que há de receber em virtude de seus cuidados…

by [email protected]

Veja também

Como Fazer e Preparar Chá de Guabiroba de Folha

É hora do chá! Deixe a velha Camomila de lado e venha conferir uma dica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *