Home / Plantas / Como Cuidar de Orquídeas em Vaso de Vidro

Como Cuidar de Orquídeas em Vaso de Vidro

Se existe uma decoração de interior que ganha pontos em originalidade e elegância, essa sem dúvida é a que envolve uma linda orquídea adornada em vasos de vidro. Porém, para que essa beleza perdure saudável e magnífica, é preciso compreender as sutilezas desse tipo de recipiente e a adequada comunhão entre vidro e flor.

Considerações Iniciais

Esse tipo de flor em um recipiente de vidro adiciona maravilha a sua decoração interna, e certamente causará uma linda impressão tanto em sua residência ou ambiente de trabalho. Um vaso de vidro oferece uma estética característica, onde a luz perfilará valorizando a planta do vaso, criando um belo destaque.

Vasos de vidro para flores estão disponíveis na maioria das formas e tons: altos e alongados, com uma extensão para baixo, arredondados em forma de copos, de um sombreamento completamente transparente à luz, em tons azul claro, verde claro ou amarelo claro. Essa variedade disponível ajudará você a escolher aquela forma que dará melhor envasamento a uma orquídea específica.

Você já encontra orquídeas sendo vendidas em belos vasos de vidro transparente, mas muitas vezes eles são apenas bom por um tempo. Após a aquisição, a planta deve ser transplantada para um recipiente adequado: alto e estreito em cima e larga o suficiente em baixo. Também vale a pena prestar atenção que o vaso de vidro não seja excessivamente estreito, para evitar quebrar as folhas.

As orquídeas podem ser plantadas em vidro, observando algumas regras simples: escolha uma planta adequada para o plantio (deve ser saudável), um recipiente de vidro da forma correta e um bom solo. Depois disso, você só terá que observar atentamente a rega.

Vantagens e Desvantagens

Uma das maiores vantagens em se utilizar este tipo de recipiente obviamente está na estética, no aspecto decorativo, já que oferece uma maravilhosa aparência ornamental para a orquídea. Outra grande vantagem no vidro para a orquídea está na passagem perfeita de luz nos frascos, o que acaba beneficiando a planta. Uma terceira vantagem é que, além de luz e calor, a flor receberá muito ar.

Além disso um amplo sortimento, apresentado nas lojas, permite escolher a capacidade para todos os gostos e todas as dimensões da planta. E também, por causa do seu peso em comparação com potes de plástico, o vidro é bastante estável. A ausência de paletes permitirá também reorganizar a instalação com facilidade e rapidez.

Já o maior ponto negativo em usar vidros, frascos e outros de material semelhante é que não tem como criar furos no recipiente de vidro para fins de drenagem. Se você não teve esse cuidado ao escolher o vidro, pecará no excesso de umidade para a planta. Dependendo da forma de seu vidro, muito estreito ou alto, corre o risco de restringir a planta de receber ou umidade adequada, ou ar suficiente, o que refletirá negativamente em seu desenvolvimento.

Os mais freqüentemente encontrados e amplamente utilizados para orquídeas são Vasos de diferentes formas e alturas, incluindo quadrados e esferas, abóbadas de vidro, garrafas ou modelos em forma de pequenos copos, taças e jarros. Esses recipientes de vidro parecem muito elegantes e impressionantes. Eles complementarão facilmente qualquer interior e se tornarão o destaque da sala.

Características da Escolha do Vidro

Para plantas altas, é importante escolher um vaso com base no crescimento da orquídea, certificando-se de que suas folhas se sintam menos livres, e que o fundo do vaso seja bom, mas não excessivamente largo. Certifique-se de ventilar para que não haja estagnação do ar. Os potes para orquídeas devem ser de tamanho médio.

No caso em que as raízes são saudáveis, recomenda-se tomar um pote com um pequeno diâmetro de cerca de 1 cm, a quantidade de caldo para as raízes, enquanto é melhor plantar as raízes tão bem contra as paredes quanto possível para evitar a estagnação da umidade. Para pequenas orquídeas em miniatura, diferentes tipos de copos e garrafas são adequados.

Vaso de Vidro
Vaso de Vidro

Como no caso de um vaso, os frascos devem ser escolhidos de acordo com o crescimento da planta, e por causa da forma bastante estreita, podem ser utilizadas plantas com raízes fracas. A aeração também é necessária. Importante é o tipo de planta. Por exemplo, os mais adequados para o plantio no vidro são phalaenopsis e vanda. O transplante é melhor após a floração.

A escolha do volume de envasamento depende do tamanho das raízes e da altura, o crescimento da planta. É possível plantar várias orquídeas em um recipiente se o volume e o tamanho do recipiente forem suficientes.

O ideal é a escolha de um vidro com formato e estética que permita as raízes da planta ficarem perfeitamente acondicionadas no interior, com uma certa liberdade mas bem ajustadas, e com folhas e flores pra fora do vidro. Será mais prático para a própria flor, e mais fácil para uma pessoa cuidar dela.

Como Cuidar de Orquídeas em Vaso de Vidro

Apresentamos instruções passo a passo sobre como plantar uma orquídea em um vaso de vidro, frasco ou outro recipiente. Antes do procedimento de plantio, é necessário tratar o recipiente derramando-o com água fervente e, assim, desinfetando-o.

Traga uma jarra de vidro de sua escolha, lembre-se de que uma orquídea gosta de ficar espremida em seu ambiente. Não escolha um pote grande demais. Escolha uma orquídea em boa saúde preferencialmente, retire-a do pote de plástico e faça uma boa limpeza: corte os caules secos e as raízes ou folhas mortas.

Coloque uma camada espessa de cascalho no fundo: argila, pequenos pedaços de pedras, seixos, cascalho e assim por diante. Será drenagem. Você pode adicionar uma camada de esfagno no topo. Em seguida, adicione um bom substrato, preenchendo todo o espaço.

Utilize a água, aqueça levemente para purificar e preencha o conteúdo do vaso. Depois de meia hora, despeje a água e coloque sua orquídea no substrato. Aplique uma fina camada de espuma úmida na superfície da casca, certificando-se de que o gargalo da raiz não esteja cheio dela.

Um dos mais importantes cuidados a ter neste tipo de envasamento está na irrigação, onde as raízes devem ser imersas em água quente pré-construída por meia hora. Evite de todas as formas molhar a flor e as folhas neste momento. É importante alimentar e fertilizar a planta conforme ela cresce , adicionando fertilizantes minerais e nutrientes à água durante a irrigação.

Mulher Cuidando de Orquídeas em Vaso de Vidro
Mulher Cuidando de Orquídeas em Vaso de Vidro

A melhor opção para regar uma planta de orquídea é, sem dúvida, a pulverização. A umidade de seu ambiente é que determinará quando ou quanto será necessário acrescentar ou diminuir para a planta. O clima e outros fatores em seu ambiente interno influenciarão na quantidade de vezes que precisará pulverizar sua orquídea.

Se as raízes são secas por qualquer motivo, e este problema é freqüentemente encontrado em orquídeas compradas em frascos de vidro, elas devem ser mantidas em água quente por 10-15 minutos uma vez por dia, repetindo o processo. procedimento diariamente.

A transparência de um vaso de vidro te oferece a facilidade de analisar o nível da água. Poderá controlar com mais facilidade o grau de umidade. Porém, não esqueça que um recipiente de vidro tende a fazer evaporar mais rápido a água no interior, então é impreterível estar sempre atento pra não permitir a planta secar.

Veja também

Quais São Os Benefícios E Malefícios Da Framboesa?

A framboesa é uma fruta doce, levemente ácida e suculenta. De cor vermelha escura, a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *