Home / Plantas / Como Acabar Com Uma Moita de Bambu?

Como Acabar Com Uma Moita de Bambu?

O bambu tem uma aparência muito bonita, e pode até ser usado no paisagismo. Porém, dependendo da situação, essa planta também pode ser uma verdadeira erva daninha. Ela se torna muito invasiva. E o maior problema é que eliminá-la não é tão fácil quanto parece.

Dependendo do grau de infestação do bambu, acabar com as moitas pode levar anos.

Se você está com esse problema, e não sabe como acabar com uma moita de bambu, continue lendo que ensinaremos 3 técnicas para você aprender de uma vez como matar ou conter o bambu. Confira!

Três Formas de Matar ou Conter Bambu

É bem difícil acabar com uma moita de bambu, mas não é impossível. Existem métodos químicos e métodos não-químicos que podem ser a solução para o problema. Abaixo, listamos 3 formas para você acabar com uma moita de bambu. Acompanhe:

Usando Produtos Químicos Para Acabar Com Uma Moita de Bambu

  • O primeiro passo é cortar o bambu até chegar no nível do solo. Feito isso, espere até que cresçam novos brotos. Os herbicidas para bambu não agem com eficácia se as varas do bambu já estiverem desenvolvidas.

A melhor época para cortar o bambu é durante o inverno. Assim, no fim da primavera ou início do verão, quando a planta já estiver com novos brotos, você já poderá aplicar o produto.

  • O próximo passo é partir todos os rizomas subterrâneos (talos da raiz que crescem na posição horizontal por debaixo do solo), assim que novos brotos nascerem. Para isso, você pode usar uma pá bem afiada, ou algum utensílio de jardinagem que esteja afiado, para que possa cortar todos os rizomas ou caule. É importante partir a maior quantidade possível de aglomerado de rizomas.
  • Depois disso, você pode aplicar o herbicida glifosato no caule, nas folhas e nos brotos do bambu. Esse herbicida só irá matar a planta se entrar em contato direto com a mesma. Por isso, tome muito cuidado, e aplique o produto somente no bambu.

A maior parte dos herbicidas de glifosato deve ser pulverizada sobre caules, folhas e brotos das plantas. Além do mais, também é importante dar um tempo para que o produto penetre. Uma dica importante é não aplicar o herbicida no solo, em volta do bambu, pois não surtirá efeito.

Caso esteja usando o produto químico próximo a alguma fonte de água, como rios e lagos, por exemplo, é importante se certificar de que o produto é indicado para matar plantas próximas de fontes de água, para não correr o risco de contaminar as mesmas.

  • Será preciso repetir a aplicação, pois o bambu é muito resistente. À medida com que novos brotos forem surgindo, você deve reaplicar o herbicida, até matar a moita da planta. Esse método, que utiliza produto químico, deve ser feito ao mesmo tempo em que os rizomas são arrancados, para evitar que eles continuem dando origem a novos brotos.

Importante!

Antes de usar todo e qualquer herbicida, é fundamental ler todas as instruções da embalagem do produto. Inclusive, é possível que algumas instruções sejam diferentes dessas que apresentamos aqui. Nesse caso, siga as orientações da embalagem do produto.

Aplique o produto somente nas plantas que deseja matar, para que ele não prejudique outras plantas do local.

E, sempre que for usar herbicidas, não deixe de usar luvas, para não causar nenhum tipo de irritação na sua pele.

Como Acabar Com Uma Moita de Bambu Sem Produto Químico

  • Uma das principais formas de matar uma moita de bambu sem usar produto químico é cavando a planta. Para isso, utilize uma pá bem afiada, uma enxada, ou uma serra para que possa cortar e arrancar as plantas. Assim como em todo método, é preciso ficar atendo ao pé de bambu, e cortar os vários rizomas e caules da planta.
  • A área onde está o bambu deve ser aparada regularmente, sempre que novos brotos surgirem. O bambu não liga para podas ocasionais. No entanto, ele não gosta de podas frequentes, pois elas ajudam a diminuir os talos, principalmente de plantas que ainda não cresceram muito.
    Forma de Matar o Bambu
    Forma de Matar o Bambu

Além do mais, as podas constantes ajudam a diminuir os rizomas, pois acaba com a sua maneira de obter alimentos, que provém do sol, e é absorvido através das folhas da planta.

  • Outra maneira de acabar com o bambu é destruindo a comida que a planta armazenou. Corte os caules situados no solo, abaixo da superfície. Depois, é preciso colocar uma lona escura sobre a área. Pode ser um pedaço de plástico com uma espessura mais grossa também. Dessa forma, a planta não receberá sol, chuva e nem ar.

Como Manter Uma Moita de Bambu Contida

  • Você deve fazer uma barreira com uma abertura lateral. Essa barreira pode ser de metal, de concreto ou de plástico. O ideal é que ela seja feita com cerca de 60 a 90 centímetros de profundidade, que costuma ser mais profundo do que a maior parte dos rizomas. É importante manter, pelo menos, 5 cm de barreira visível, por cima do solo, para acompanhar se não há nenhum rizoma querendo fugir.
  • Faça uma barreira fechada por completo com as mesmas medidas que a barreira com abertura lateral (60 a 90 cm de profundidade). Esse tipo de barreira cercará a moita de bambu por completo, impedindo o escapamento de qualquer rizoma. O principal benefício dessa barreira fechada é conter a moita de bambu inteira. Mas é preciso sempre verificar se não há nenhum rizoma escapando.
    Moita de Bambu
    Moita de Bambu

Da mesma forma que a primeira barreira, essa também deve conter cerca de 5 cm de estrutura por cima do solo, para vigiar os rizomas, para não escaparem.

Dicas Importantes!

1 – Se você quer plantar um bambu para enfeitar o seu jardim, considere o plantio em um vaso grande. Assim, além de manter a planta contida, você evita o problema de proliferação e não perde espaço no seu quintal ou jardim.

2 – Uma dica para quem quer ter um bambu no quintal, é optar pelo bambu de moita, ao invés do bambu corredor, que é bem mais invasivo. Por isso, fica mais complicado se livrar dele.

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *