Home / Plantas / Clerodendro-da-China: Características, Nome Científico e Fotos

Clerodendro-da-China: Características, Nome Científico e Fotos

A Clerodendro-da-china ou Clerodendrum bungei (seu nome científico), como podemos ver nessas fotos, possui as características de uma espécie exótica, e por isso mesmo bastante utilizada como “cerca viva”, para a ornamentação de fachadas, jardins, chácaras e sítios – como uma típica variedade arbustiva.

A planta também possui as características de uma espécie semi-lenhosa, do tipo ornamental, com folhas exuberantes, com coloração verde escura, além de opostas, obovoadas, com um topo pontudo e base com um formato semelhante a um coração.

Os ramos da Clerodendro apresentam-se serrilhados em suas bordas. As flores aparecem, magníficas, em meados de dezembro, e exibem a sua beleza até o início de cada geada.

Mas não é somente a sua beleza o que se pode contemplar nesse período; um singular perfume almiscarado logo identifica a espécie entre as variedades que disputam com ela em beleza e extravagância nos seus habitats naturais.

Ainda com relação às suas inflorescências, o que chama a atenção na Clerodendro é a sua constituição em forma de “cachos” ou buquês de flores, que unem-se em uma quantidade exuberante, com o seu belo formato dividido em 5 lados, além de rosadas e afuniladas a partir do centro.

A Clerodendro-da-china permanece com todo o seu vigor até o início do inverno. Nessa fase, ela costuma perder a sua folhagem – como uma típica espécie caducifólia – , para só recuperar o seu antigo aspecto no início de setembro, como uma das espécies mais singulares do continente asiático.

Características, Fotos, Nome Científico e Outras Peculiaridades da Clerodendro-da-China

A Clerodendrum bungei é uma espécie da família das Lamiaceaes; aquela mesma que abriga membros ainda mais ilustres, como o alecrim, a hortelã, a sálvia, a lavândula, entre outras variedades que costumam ser apreciadas como espécies ornamentais.

Isso porque a maioria dessas espécies chamam a atenção pelos seus perfumes destacados, bastante originais e marcantes.

Mas não é só iso! Elas também estão entre aquelas variedades das quais se pode extrair um óleo essencial valiosíssimo, comumente utilizado na indústria de cosméticos, perfumaria, medicinal e até mesmo na alimentícia.

Clerodendro da China Características

Essa variedade é também conhecida como “flor-da-glória”, “hortênsia-mexicana, entre outras denominações; e as suas origens podem ser apontadas nas distantes e exóticas paragens da China, onde há milênios as suas propriedades antissépticas, cicatrizantes, aromáticas e sedativas são bastante valorizadas.

O que se diz é que uma “cerca viva” formada por uma Clerodendro é uma verdadeira extravagância! Na forma de renques, maciços e em uma distribuição abundante em fachadas, ela comporta-se de forma admirável!

E, aliás, sobre essa sua exuberância, o que os especialistas recomendam é que, em hipótese alguma, a Clerodendrum seja cultivada em composição com outras espécies mais frágeis e delicadas, pois ela simplesmente as sufocará com todo o vigor de um crescimento típico de uma variedade rústica e ornamental.

Além das Características e Nome Científico, o que Mais Saber Sobre a Clerodendro-da-China?

Como essas fotos nos mostram, a Clerodendrum bungei (o nome científico da Clerodendro-da-china) possui as características de uma planta rústica. Logo, o recomendado é dar preferência por cultivá-las em lugares que suportem o seu crescimento vigoroso.

Isso porque em composição com variedades de rosas, orquídeas, margaridas e azaleias, o que teremos é a Clerodendro funcionando como uma verdadeira inimiga dos seus respectivos desenvolvimentos.

Por isso é necessário cultivá-las em locais onde você possa ter acesso, e dessa forma proceder aos trabalhos de contenção do seu crescimento, por meio de podas, limpezas constantes, retiradas de ervas daninhas, entre outros cuidados que garantam o seu desenvolvimento de forma saudável.

Uma curiosidade sobre essa planta é o fato de que boa parte da sua floração desenvolve-se já a partir das suas raízes; o que lhe garante ainda mais vigor, exuberância e um potencial de crescimento estimulado pela sua conexão com elas.

Portanto, dê preferência por um cultivo em canteiros, vasos e jardineiras; dessa forma, você terá melhores condições de realizar a manutenção periódica.

Enquanto, por outro lado, irá deliciar-se com o perfume almiscarado que exala das suas inflorescências, além de um néctar preciosíssimo, que fazem a festa de uma variedade infinita de beija-flores, bem-te-vis, borboletas, entre outras espécies que correm em busca dos seus magníficos predicados.

Sementes de Clerodendro da China

Mas se não bastasse tamanho vigor e exuberância, a Clerodendro ainda notabiliza-se por quase não exigir grandes cuidados. Água com moderação, algumas podas regulares e adubagem correta serão suficientes para que ela desenvolva-se da forma como é comum entre as espécies rústicas e exóticas dos climas temperado e subtropical do planeta.

O Cultivo da Clerodendro-da-China

Como dissemos, a Clerodendro é uma planta essencialmente rústica. E por isso o que ela gosta mesmo é de sol pleno, com alguns períodos à meia sombra, em um solo rico em nutrientes, bastante fértil, com boa drenagem, e ainda com as melhores práticas de irrigação, especialmente na fase inicial do seu crescimento.

Para que a Clerodendro-da-china (ou Clerodendrum bungei, seu nome científico) desenvolva-se com todas as características que podemos observar nessas fotos, será necessário realizar podas regulares, especialmente no inverno, que é quando você deverá retirar galhos, ramos adoecidos, bagas que não se desenvolveram, e até mesmo ervas daninhas.

Uma outra coisa importante a saber sobre essa espécie é que ela não resiste ao excesso de água. Na verdade a Clerodendro comporta-se perfeitamente bem durante longas estiagens.

Mesmo durante esse período você perceberá como as touceiras enraizadas e os brotos desenvolvem-se abundantemente em um ambiente relativamente hostil.

Com relação ao cultivo, a técnica da estaquia costuma ser a mais recomendada para esse gênero de plantas. E, para tal, basta separar um galho ou ramo com 8 ou 10 cm, retirar todas as folhas da metade para baixo, e fincá-lo em um substrato que facilite a aeração, como a casca de arroz vermiculita e a terra preta.

E, por fim, regue a planta regularmente, diminua a oferta de água quando ela já estiver suficientemente crescida e continue a oferecer-lhe os cuidados que todas as espécies florais, rústicas e ornamentais costumam exigir.

Esse artigo foi útil? Foi o que esperava encontrar? Tem algo que queira acrescentar a ele?  Deixe a resposta na forma de um comentário e aguarde as nossas próximas publicações.

Veja também

Tudo Sobre a Planta Cíclame: Características da Flor e Fotos

Cíclame, também conhecida como cyclamen ou cíclame-da-pérsia, é uma planta que tem origem nos continentes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *