Home / Plantas / Classificação Botânica da Acerola e Nome Científico

Classificação Botânica da Acerola e Nome Científico

Para quem morava ou passava um tempo em sítio, a coisa mais comum do mundo era passar a tarde comendo frutas direto do pé. Nesses locais normalmente há uma enorme quantidade de plantas com frutos deliciosos, e que ficam ainda melhores quando o catamos e comemos na hora. Um dos frutos presente na vida de muitos é a acerola.

Conhecida popularmente por esse nome, esse não é seu nome científico. Essa fruta é cheia de benefícios para nosso corpo, além de ser completamente interessante de ser estudada. E é sobre ela que iremos falar no post de hoje. Continue lendo para aprender mais sobre suas características gerais, seu nome científico e classificação botânica.

Nome Científico da Acerola

Apesar de ser popularmente conhecida aqui no Brasil pelo nome acerola, e outros como azerola, cerejeira do Pará e até cerejeira de barbados, esse não é exatamente o nome dela. Cientistas utilizam o nome científico para conseguir classificar uma determinada planta ou animal de forma organizada, sendo mais fácil o estudo dela posteriormente.

No caso da acerola, seu nome científico é Malpighia emarginata. Sendo o primeiro nome a família em que essa planta está inserida, no qual há outras plantas que possuem características semelhantes com a acerola. E o segundo nome, é em relação à sua espécie, o diferencial dela com o restante da sua família. Cada tipo de ser vivo possui um nome de espécie diferente.

Malpighia Emarginata
Malpighia Emarginata

No Brasil, o termo acerola veio do árabe “az-zu’rur”.

Classificação Botânica da Acerola

Para classificar uma planta, é preciso dividi-la em diversas categorias. Cada categoria vai conter outras espécies que possuem semelhanças entre si. A forma utilizada mundialmente, tanto para plantas quanto animais, é: Reino; Filo; Classe; Ordem; Família; Gênero; Espécie. Há também outras subcategorias, como a subordem, porém requerem mais estudos.

A acerola, como já dissemos, faz parte da família das mapighiáceas, mas também está dentro de diversos outros grupos. Veja a seguir de forma organizada a classificação da acerola:

  • Reino: Plantae
  • Divisão: Magnoliophyta
  • Classe:Magnolignific
  • Ordem: Malpighiales
  • Família: Malpighaceae
  • Gênero: Malpighia
  • Espécie: Malpighia emarginata

Características Gerais da Acerola

Agora que você entendeu sua classificação e nome científico, podemos nos ater em algumas de suas características mais gerais. Começando pela sua origem, que é dada nas Antilhas, mas que rapidamente se espalhou pela América Central e Norte da América do Sul. É cultivada em larga escala por Porto Rico, Havaí, Jamaica e Brasil. Esses países são os únicos que exportam a fruta. No Brasil, foi introduzida no ano de 1955, sendo até então, uma fruta bem recente.

A acerola vem da árvore arbustiva aceroleira, que é perene e cresce até 4 metros de altura. Sua estrutura é bastante ramificada, e é de fácil cultivo, sendo bastante presente em quintais e sítios. Recentemente, está sendo escolhida de preferência para o seu cultivo como bonsai, que é basicamente a planta em miniatura. Essa árvore é bem densa, com folhas pequenas e de um verde escuro, quando está em época de florescer, suas flores brancas, rosas ou violetas deixam o visual ainda mais bonito.

Para quem nunca viu uma acerola, ela tem um formato arredondado. Sua coloração varia entre vermelha, roxa e amarela, assim como seu sabor varia entre essas três. Quando estão maduros, esses frutos caem com muita facilidade, por isso, quem tem no jardim deve se espertar para não deixar apodrecer e perder as frutas. A fruta é utilizada em sucos, sorvetes, geleias, diversos tipos de doces e até mesmo xaropes e licores. Também é muito recomendada para quem está com falta de vitamina C, já que foram criadas cápsulas que as tem como componentes para esse propósito.

Essa planta tem uma boa adaptação, e consegue sobreviver em temperaturas próximas de até 0 graus Celsius. Porém, preferem climas mais tropicais ou subtropicais. Se desenvolve muito mais na região Nordeste do país. E é de lá que ela é enviada para outros países, sendo bem forte na economia da região.

Benefícios da Acerola

Como demonstrado, a acerola é um fruto que é bem popular em uma parte do país. E como a grande maioria das frutas, elas possuem muitos benefícios para o nosso corpo, além, é claro, de ser natural. Vamos listar alguns de seus maiores benefícios para os seres humanos:

  • Fonte de vitamina C. Como dito anteriormente, ela é bastante utilizada para o tratamento da falta dessa vitamina. Ela fica na polpa da fruta, e é considerado um dos frutos que mais contém vitamina C. Sendo 2294,55 mg a cada 100 gramas de sua polpa. Infelizmente, quanto mais madura a fruta está, menos vitamina ela possui.
  • Previne o escorbuto, que é uma doença crônica ou aguda causada pela falta de vitamina C. Essa doença pode causar hemorragias e deixar a imunidade bem baixa.
  • Fonte de vitamina A.
  • É rica em antioxidantes, que trabalham para eliminar os radicais livres. Dessa forma, é possível evitar diversas doenças, tanto imunológicas, quanto cardíacas e várias outras.
  • Ajuda na prevenção de gripes e resfriados, aliando-se a imunidade de forma excepcional.
  • Possui propriedades que ajudam a construir o colágeno, uma das proteínas responsáveis pela elasticidade da pele.
  • Ajuda na redução do envelhecimento precoce, graças aos tipos de antioxidantes que a fruta possui.

Esperamos que o post tenha te ajudado e ensinado um pouco mais sobre a acerola, seu nome científico, classificação botânica e características. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre frutas e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Benefícios e Malefícios da Acerola Para a Saúde do Homem

A acerola, como toda espécie vegetal comestível, costuma trazer excelentes benefícios, tanto para a saúde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *