Home / Plantas / Chá de Barbatimão Para HPV Funciona? Ele Cura HPV?

Chá de Barbatimão Para HPV Funciona? Ele Cura HPV?

Você conhece as propriedades do chá de barbatimão? Neste artigo, saiba tudo sobre essa planta.

As plantas do gênero Stryphnodendron pertencem à família Fabaceae, a qual compreende mais de 200 gêneros.

O barbatimão (Stryphnodendron adstringens) é a planta brasileira mais utilizada no tratamento de feridas e infecções.

Conhecendo a árvore do barbatimão, assim como a composição da planta e seus usos medicinais, é possível tirar maior proveito de suas diversas propriedades.

O chá de barbatimão já tem sido utilizado por diversas gerações no tratamento de variadas doenças e problemas de saúde. No entanto, um de seus usos mais conhecidos é no tratamento do papilomavírus humano, o HPV. Mas será que chá de barbatimão para HPV funciona? é possível se curar de HPV com o barbatimão?

Barbatimão: Características

A partir das cascas e caules do barbatimão, são preparados diversos compostos utilizados para tratar infecções e cicatrizar feridas. No entanto, o efeito abortivo da planta pode ser amplamente observado até mesmo em animais de grande porte, sendo seu uso não recomendado para certos grupos de pessoas.

Outros nomes populares para o barbatimão incluem “barbatimão-verdadeiro”, “barba-de-timão”, “chorãozinho-roxo” e “casca-da-virgindade”.

Atualmente, existem 42 espécies do gênero Stryphnodendron, presentes desde a Costa Rica até o Brasil, sendo que a maioria das espécies presentes no Brasil estão localizadas nas florestas tropicais ou no Cerrado.

Seja em misturas caseiras com extratos naturais ou sintéticos ou compostos farmacêuticos, o barbatimão pode vir na forma de folhas, cascas, pós, sabonetes, pomadas, cremes, pastas, entre outros para ser empregado no tratamento de infecções, incluindo o HPV (papilomavírus humano) em diferentes regiões do corpo.

O valor medicinal do barbatimão, que diz respeito às propriedades cicatrizantes, anti-inflamatórias, antioxidantes e antimicrobianas, foi relacionado à presença de compostos da classe dos taninos, principalmente proantocianidinas. Estuda-se as propriedades da planta no combate aos protozoários e vírus e no tratamento da hipoglicemia.

A ingestão de grandes quantidades de barbatimão pode causar alguns efeitos colaterais, como irritação no estômago, intoxicação e aborto. Portanto, é importante seguir as recomendações e realizar acompanhamento médico ao começar a ingerir barbatimão.

O chá de barbatimão não é indicado para mulheres grávidas, lactantes e pessoas com problemas estomacais graves, como úlceras ou câncer de estômago.

Barbatimão: Uso Medicinal

O uso medicinal de barbatimão se baseia principalmente em duas substâncias: os taninos e os flavonóides. Os primeiros atuam contra os microrganismos e os segundos protegem o DNA das células dos efeitos oxidativos.

A planta é empregada para tratar condições relacionadas ao HPV, inflamações vaginais, diarreias, conjuntivite, inflamação de garganta, gastrite, entre outras.

Pesquisas históricas indicam o uso tradicional de cascas de barbatimão no tratamento de feridas ao longo de séculos no Brasil. Portanto, conforme os pesquisadores confirmam hoje as propriedades medicinais do barbatimão e muitas pessoas ainda fazem uso da planta para diversos propósitos, concluímos que ela é de fato eficaz e possui características notáveis.

O Que é HPV?

O papilomavírus humano é um vírus de DNA da família Papoviridae, a qual conta com mais de 100 tipos de vírus identificados, sendo alguns deles responsáveis ​​por verrugas genitais, no ânus, na garganta, no nariz e na boca.

O HPV atinge o núcleo das células basais através de micro-relações com o epitélio, e os primeiros sinais de contaminação aparecem 4 semanas após a infecção. O período de incubação dura entre 3 e 18 meses, e as lesões podem permanecer por semanas, meses ou anos.

À medida que a célula se diferencia, a produção de antígenos e a replicação de vírus nas células da superfície aumentam, assim como a quantidade de DNA na superfície do epitélio. Durante esse processo, proteínas genômicas e proteínas estruturais relacionadas ao capsídeo se acumulam. Por essas razões, aumentam as chances de um paciente com HPV desenvolver câncer.

A infecção pelo HPV é caracterizada por lesões aparentes, vascularizadas e com múltiplas projeções papilares. A doença geralmente ocorre em pacientes que possuem de 16 a 25 anos de idade.

HPV
HPV

A imunidade, o nível de nutrição do paciente e a presença de hábitos como o fumo e a excessiva ingestão de álcool influenciam tanto na progressão da doença quanto em seu tratamento.

Chá De Barbatimão Para HPV Funciona?

O chá de barbatimão é proveniente da árvore de barbatimão, a qual geralmente mede entre 4m e 6m de altura. Ela se adapta bem a terrenos arenosos ou argilosos com baixa fertilidade mas boa capacidade de drenagem. O chá de barbatimão possui propriedades tônicas e adstringentes, sendo indicado para o tratamento das seguintes condições:

  • Úlceras;
  • HPV (tratamento alternativo e controle);
  • Corrimento vaginal;
  • Inflamações no útero e nos ovários;
  • Pressão alta;
  • Diarréia;
  • Cicatrização de feridas.

Como o chá de barbatimão se trata de um medicamento natural, não é possível afirmar sua eficácia na cura de doenças como o HPV. Mas certamente, a ingestão equilibrada de compostos naturais como o barbatimão contribui para o melhor funcionamento do corpo humano, sendo possível prevenir doenças e problemas de saúde dessa forma.

Chá De Barbatimão: Como Fazer

  • Misture 2 colheres de sopa do chá em 1 litro de água;
  • Ferva a mistura por cerca de 10 minutos;
  • Após esse período, desligue o fogo e deixe esfriar por 5 minutos;
  • Passe a mistura na peneira e beba em seguida.

Para melhores resultados, é recomendado tomar de 2 a 3 xícaras do chá de barbatimão por dia.

Barbatimão Picado
Barbatimão Picado

Barbatimão: Conservação E Sustentabilidade

Para conservar a composição química e as propriedades biológicas do barbatimão, são empregadas diferentes técnicas de cultivo, além de serem conduzidos estudos genéticos. É grande o interesse para o cultivo sustentável da árvore do barbatimão, visto que diversos fatores, incluindo a expansão agrícola desordenada e o desmatamento, ameaçam a permanência da planta e a continuidade da aplicação de seus múltiplos usos medicinais.

Outra preocupação é a extração desordenada das cascas da árvore, constituindo um tipo de exploração que prejudica a regeneração da planta e compromete o desenvolvimento de cascas saudáveis. Portanto, o cultivo e a extração sustentável do barbatimão são fundamentais para que seja possível usufruir dos benefícios da planta no futuro.

Gostou do artigo? continue navegando no blog para aprender mais e compartilhe este artigo em suas redes sociais!

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *