Home / Plantas / Características Do Alface

Características Do Alface

A Lactuca sativa, ou a popularmente conhecida “alface”, tem como principal característica (aqui em nosso meio) ser a hortaliça folhosa mais presente na mesa dos brasileiros.

Ela foi um presente trazido pelos portugueses que desembarcaram no Brasil no séc. XVI, mas estudos apontam que a sua origem é muito mais remota. Acredita-se que ela já era conhecida pelos sumérios, egípcios, mesopotâmios e chineses (2.500 a.C.), e de lá seguiu em direção ao sul da Europa, para espalhar-se por praticamente todos os rincões desse imenso planeta.

Ela é uma planta herbácea, pertencente à família das asteráceas, extremamente consumida no mundo, graças à facilidade com que pode ser cultivada. No Brasil é considerada a hortaliça folhosa mais consumida, especialmente na região sul e sudeste, mais especificamente ainda em São Paulo —, sem dúvida, o maior consumidor do vegetal no país.

A alface possui folhas bastante sensíveis ao toque e um caule da mesma forma delicado, que formam a principal estrutura a ser consumida.

Ela não tolera bem as temperaturas mais altas. Nesses casos, o seu florescimento é prejudicado e a sua cor verde, tão característica, não revela toda a sua exuberância — sem contar a baixa produtividade, que pode comprometer toda a lavoura.

Canteiro de Alface
Canteiro de Alface

Suas folhas costumam apresentar um tom de verde-claro, mas em algumas regiões do Brasil elas podem ser encontradas em tons de verde-escuro, arroxeadas, com uma textura lisa ou crespa, entre outras características, que geralmente são influenciadas pelo clima, manipulação genética, forma de cultivo, entre outras particularidades.

O resultado dessas várias experiências de cultivo, é a produção de alfaces com inúmeras características e variedades, tais como: mimosa, crespa, romana, americana, entre outras, que diferenciam-se pelo formato, mas guardam praticamente as mesmas propriedades nutricionais e características biológicas.

Características da Alface

Uma característica marcante desse vegetal, é o fato de ele, de certa forma, confundir-se com o próprio caule. Daí o fato de ser uma das hortaliças folhosas mais nutritivas que existem.

Ela também é uma das preferidas da indústria da manipulação genética. E o resultado dessa preferência é a produção de variedades com cores e formas exóticas, desde um aspecto liso ou crespo, a uma coloração entre vários tons de verde, até mesmo um formato que pode ser folhoso ou de uma cabeça, semelhante à da cebola.

É um vegetal relativamente sensível aos excessos, sejam eles de luminosidade, calor, agrotóxicos, entre outras perturbações, que podem comprometer, razoavelmente, os seus níveis de cálcio, magnésio, potássio, vitaminas A, B e C, além de ferro, fósforo e uma excelente quantidade de fibras.

Por ser uma espécie sensível às altas temperaturas, a alface desenvolve-se com mais facilidade em trechos das regiões sul e sudeste do país, especialmente onde elas possam encontrar temperaturas entre 17 e 26°C, baixas altitudes, chuvas razoáveis, entre outras condições.

No entanto, como já dissemos, várias instituições envolvidas no processo de aperfeiçoamento das espécies vegetais brasileiras têm realizado um importante trabalho, especialmente com relação à sua resistência a altas temperaturas, tolerância à micro-organismos patológicos, entre outros benefícios, que pretendem ajudar a aumentar, ainda mais, o cultivo dessa hortaliça em todo o país.

Principais Propriedades do Alface

O alface é um verdadeiro “presente dos deuses”, extremamente rico em vitaminas A,B,C e E, betacaroteno, fibras, cálcio, ferro, fósforo, potássio, além de ser praticamente um sinônimo de clorofila.

Nesse último caso, ela funciona como um excelente parceiro do figado, graças à sua ação diurética, capacidade de aumentar a secreção de bilis e realizar uma verdadeira limpeza nesse órgão.

A capacidade que tem as suas altas concentrações de clorofila de desintoxicar o fígado é conhecida no mundo todo, mas também as suas funções alcalinizantes (que equilibra a acidez do sangue), anti-cancerígenas, digestivas, sedativas, calmantes, entre outras, não ficam atrás nessa longa lista de benefícios do alface.

Em algumas regiões do país, as sopas e os caldos à base do vegetal são tradicionalíssimos. Mas também uma mesa que não contenha o alface cru certamente estará incompleta.

Atualmente essa hortaliça vem sendo bastante utilizada também em chás, batida no liquidificador, entre outras formas de retirar o seu sumo ou mesmo as suas propriedades.

Graças às suas não mais do que 15 calorias para cada 100g — de um vegetal repleto de nutrientes —, a alface vem recebendo o status de celebridade entre homens e mulheres que precisam livrar-se, o mais rapidamente possível, do excesso de peso.

Indivíduos diagnosticados com depressão, ansiedade, insônia, entre outros distúrbios típicos dos tempos modernos, também estão sendo estimulados a utilizarem-se de algumas das principais características do alface, como os seus maravilhosos efeitos relaxantes e calmantes. Já outros, com graves deficiências de ferro, podem utilizá-la como coadjuvante desse tipo de tratamento.

No entanto, para que se possa aproveitar o máximo das suas qualidades, o recomendado é que se observe bem o apecto da hortaliça antes de levá-la para casa. O ideal é que elas sejam tenras, limpas, vistosas e com o seu brilho característico, para que só assim possam, verdadeiramente, contribuir com todos os seus nutrientes para a saúde de um indivíduo.

Curiosidades de Alguma das Características do Alface

Reza a lenda que o alface e as suas principais características já eram bastante apreciados no continente asiático e no norte da África, principalmente pelas suas propriedades digestivas e desintoxicantes.

Reis, rainhas, príncipes e princesas de antigas dinastias egípcias, persas, chinesas, babilônias, entre outras, já tinham o hábito, bastante comum, de cultivar a hortaliça em seus imensos e exuberantes jardins, para ajudar a compor a belíssima paisagem dos seus palácios e castelos imponentes.

A Europa a conheceu a partir das poderosa expedições de Vasco da Gama, Américo Vespúcio, Cristovão Colombo, entre outros, que, em viagens pelo oriente, tiveram a oportunidade de conhecer as maravilhas do “leite precioso” extraído das suas folhas e utilizado para os mais diversos fins cosméticos e medicinais.

No Brasil, ela é a número 1 em vegetais folhosos, e estima-se que só em São Paulo (onde ela reina absoluta) o seu consumo varie entre 120 e 130 mil toneladas anuais.

Na medicina estética, a alface possui características que a tornam uma das mais recentes novidades em tratamentos naturais.

Descobriu-se, por exemplo, que o ácido ascórbico, presente nas folhas, possui a capacidade de produzir colágeno— uma proteína cuja capacidade de rejuvenescimento facial é incontestável.

Os seus inúmeros nutrientes associados a altos níveis de clorofila, também têm feito da hortaliça uma das alternativas mais aceitáveis de cosméticos à base de produtos 100% naturais.

Enfim, um vegetal altamente recomendado para fins de desintoxicação do fígado, mas também extremamente eficiente como coadjuvante em tratamentos contra insônia e ansiedade.

Dieta de Alface Para uma Pele Perfeita
Dieta de Alface Para uma Pele Perfeita

E, como se não bastasse, pode ser utilizada de todas as formas possíveis, desde o seu aproveitamento em infusões, passando por um tradicional acompanhamento de lanches, contribuindo com a indústria de cosméticos, entre outras utilizações impossíveis de serem descritas em tão poucas linhas.

Gostou desse artigo? Tem algo que gostaria de acrescentar? Faça-o por meio de um comentário. E aguardem as próximas publicações do blog.

Veja também

Cactos no Vaso

Para Que Serve o Cacto? O Que Simboliza Cacto?

O reino das plantas prospera onde a luz do sol e a água se interligam. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *