Home / Plantas / Cajueiro do Campo: Características, Nome Científico e Fotos

Cajueiro do Campo: Características, Nome Científico e Fotos

O cajueiro do campo (nome científico Anacardium nanum ) também chamado de cajueiro rasteiro, cajuaruna ou cajuí é um vegetal arbustivo endêmico de localidades como São Paulo, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Esta espécie, assim como o cajueiro do cerrado (nome científico Anacardium humile) também é típica do bioma cerrado.

Assim como todas as espécies de caju (as quais estão inclusas no gênero Anacardium), o cajueiro do campo concentra importantes propriedades nutricionais, inclusive com a prevenção de quadros clínicos como a diabetes e o câncer. O caju também é conhecido pelo seu sabor adstringente, o qual permite que o pseudofruto seja consumido in natura, bem como empregado no preparo de doces, geleias e compotas.

Assim como o caju (considerado o pseudofruto ou pedúnculo floral), a castanha (fruto verdadeiro) também pode ser consumida e encerra importantes propriedades medicinais, no entanto, o seu consumo deve ser na forma assada ou torrada, uma vez que crua libera uma substância tóxica e prejudicial de nome uroshiol.

Neste artigo você conhecerá um pouco mais sobre essa fruta tropical, originalmente nativa do Brasil.

Então venha conosco e boa leitura.

Cajueiro do Campo: Conhecendo a Classificação Botânica

A classificação científica para o cajueiro do campo obedece à seguinte estruturação:

Reino: Plantae;

Divisão: Magnoliophyta;

Classe: Magnoliopsida;

Ordem: Sapindales;

Família: Anacardiaceae;

Gênero: Anacardium;

Espécie: Anacardium nanum.

Cajueiro do Campo: Características, Nome Científico e Fotos

Assim como o cajuzinho do cerrado, o caju do campo (nome científico Anacardium nanum) é de porte muito pequeno, sendo considerado uma planta arbustiva.

Possui um porte físico compreendido entre 30 a 60 centímetros de altura. Uma parte e seu cale e início da raiz (denominada xilopódio) é hipertrofiada, subterrânea e espessa. Essa estrutura possui a finalidade de armazenar água e dimensões estimadas em 0 a 30 centímetros de diâmetro, bem como 20 a 60 centímetros de comprimento.

Neste vegetal também é possível encontrar ramos finos com coloração em tom castanho metálico.

As folhas possuem uma consistência semelhante ao couro (sendo denominadas como coriáceas), são alternadas, simples e elípticas; não possuem pêlos e se agrupam na porção apical dos ramos. As folhas possuem entre 6 a 17 centímetros de comprimento, bem como 1.5 a 2.5 de altura.

Em relação às flores, estas se dispõem em panículas (ou seja, em cachos de formato piramidal) com localização terminal. Em meio às panículas, existem de 15 a 45 flores, as quais seguem a proporção de 1 flor masculina para 4 flores femininas.

Em relação às características individuais das flores, a coloração exterior é esverdeada. Internamente, as flores apresentam sépalas esbranquiçadas e pétalas rosadas.

O caju em si é conhecido comercialmente como fruta, porém ao nível da botânica, este é um pedúnculo floral. O caju do cajueiro do campo é caracterizado por possuir dimensões compreendidas entre 3 a 6 centímetros de comprimento, assim como 2 a 4 centímetros de diâmetro. A principal diferença entre o caju do cerrado e o caju do campo é a coloração, visto que no primeiro esta é vermelha e no segundo amarela.

Cajueiro do Campo Características

A castanha do caju é o fruto verdadeiro, o qual entra para a classificação de arquênio, ou seja, fruto seco com semente única. A castanha possui comprimento compreendido entre 1,2 a 2,2 centímetros.

Cajueiro do Campo: Dicas Para Cultivo

Uma consideração importante relacionada às condições de solo é que estas plantas apreciam solos com pelo menos 35% de areia dissolvida, fator que possibilita uma rápida drenagem. O pH do solo deve estar compreendido entre 4,5 a 6,5. O plantio deve ser feito em locais protegidos por ventos e em pleno sol.

Durante o plantio de sementes, uma dica importante é dispô-las em posição vertical, com a ponta voltada para baixo. O ideal é semear 1 semente por vez, a qual deve estar depositada em saquinhos individuais com presença de substrato na fórmula 20% de matéria orgânica, 30% de areia saibro e 50% de terra vermelha.

Para o plantio comercial, as covas devem ser abertas com espaçamento compreendido entre 2 x 2 ou 3 x 3 metros.

A germinação das sementes ocorre dentro do período de 20 a 30 dias, e aos 8 meses de idade, as plantas já atingem uma altura compreendida em 10 centímetros.

O período de frutificação do vegetal ocorre entre os meses de Outubro a Novembro.

Benefícios do Consumo do Caju e Estratégias de Utilização

O consumo do caju de qualquer espécie tem demonstrado um efeito positivo no controle do colesterol, o que se reflete em uma melhor saúde cardiovascular.

A ação antioxidante do pseudofruto auxilia na saúde da pele e prevenção de doenças hematológicas. Convém lembrar que o caju contém Cobre, o qual otimiza a produção de hemoglobina.

Os minerais como o Magnésio e o Cálcio são excelentes para assegurar boa saúde dos dentes, gengivas e ossos.

O Magnésio é altamente favorável à saúde do sistema nervoso e a inclusão do caju na dieta colabora para minimizar as mudanças de humor, principalmente manifestadas durante o período pré-menstrual (no caso das mulheres).

Consumo do Caju

Curiosamente, o consumo de caju também melhora o desempenho sexual.

Uma das principais vantagens relacionadas ao consumo do pseudofruto é a prevenção contra o câncer, uma vez que há substâncias com ação antioxidantes e antinflamatórias.

As fibras contidas no caju auxiliam em um melhor funcionamento da flora intestinal, reduzindo inchaços e desconfortos abdominais. Essas mesmas fibras, aliadas ao baixo percentual de gordura encontrada na ‘fruta’ possibilitam que a inclusão da mesma na dieta auxilia no processo de emagrecimento.

Existem diversas receitas que incluem o caju como ingrediente, entre elas a rapadura, e até mesmo uma bebida não alcoólica chamada cajuína. Após removido o bagaço, a casca do caju também pode ser aproveitada na composição de pratos salgados.

Depois de conhecer importantes características sobre o cajueiro do campo, o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

A planta da vez. Caju (Anacardium spp.). Disponível em: <http://www.aplantadavez.com.br/2017/02/caju-anacardium-spp.html>;

Anacardium nanum. Família dos Anacardiaceae. Disponível em: <https://www.colecionandofrutas.org/anacardiumnanum.htm>;

Cerratinga. Cajuí. Disponível em: <http://www.cerratinga.org.br/cajui/>;

Mundo Boa Forma. 10 Benefícios do Caju- Para Que Serve e Propriedades. Disponível em: <https://www.mundoboaforma.com.br/10-beneficios-do-caju-para-que-serve-e-propriedades/>.

 

 

 

Veja também

Abacate Com Mel Hidrata O Cabelo? O Que Ele Faz?

O abacate com mel ajuda a hidratar os cabelos, e o que ele faz é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *