Home / Plantas / Bela-Emília: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Planta

Bela-Emília: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Planta

A bela-emília é uma planta extremamente confiável e resiliente, que é popular nas hortas domésticas e nas paisagens comerciais há muitos anos. Ela pode ser encontrado em jardins de todo o mundo e aparentemente era popular como planta padrão na Europa.

Como é, de fato, muito interessante, reunimos as informações mais curiosas sobre ela nesse artigo. Confira!

Descrição da Bela-Emília

Na natureza, a planta de nome científico P lumbago auriculata  é um arbusto que chega a medir cerca de 3 m x 3 m, crescendo em matagais.

Quando a planta é nova, se mostra de coloração verde brilhante, mas quando é mais velha, fica mais escura. As folhas são de textura fina e possuem pequenos pontos nas glândulas. O talo da folha é alado na base e se aperta no caule. Debaixo das folhas nota-se um tom verde acinzentado, às vezes, com escamas esbranquiçadas, aparentemente para reflexão da luz.

No verão, o arbusto da bela-emília é coberto por bonitas treliças de flores de tonalidade azul clara, embora muitas vezes haja flores em outras épocas do ano.

O período principal de floração é entre os meses de novembro até maio. “Royal Cape” é uma forma azul mais escura que está disponível em muitos plantios. Há também uma forma branca que é muito atraente. É um pouco menos vigorosa que o azul normal, mas é uma floração prolífica e maravilhosa para os jardineiros.

A bela-emília é visitada por borboletas e é uma das plantas larvares para a borboleta azul comum (Cyclyrius pirithous), que aparentemente é bastante comum em jardins.

Usos da Planta

Essa planta não é usada apenas para adorno de jardins. Ela tem a utilização tradicional na medicina natural para tratar ossos quebrados, verrugas e feridas.

A Planta Bela-Emília
A Planta Bela-Emília

É fumada como um tabaco para dores de cabeça e como um emético para dissipar pesadelos. Um galho da planta é colocado na palha das cabanas para evitar raios.

O Crescimento da Bela-Emília

O bela-emília faz uma cobertura informal ou formal muito boa, pois responde bem à poda. Florescerá profusamente após ser cortada ou após um crescimento, à medida que produz flores em ramos novos.

Pode ser necessário reduzir o tamanho após o inverno para mantê-la arrumado, mesmo que isso não seja feito todos os anos.

A planta se funde com outras árvores, se permitido e, dependendo do tamanho e estilo do seu jardim, você pode precisar controlar a propagação. É muito útil em grandes paisagens, pois é plenamente capaz de formar e cobrir áreas bastante grandes.

É de crescimento rápido, resistente à seca e abundante, crescendo em qualquer solo, mas terá melhor desempenho se plantada com bastante adubo. Os ramos são é um tanto sensíveis à climas muito frios, mas crescerá rapidamente se podado, como citado anteriormente.

Uma tendência para quem curte esse tipo de planta é atrair pássaros e outros animais selvagens para os jardins, criando o habitat certo. A bela-emília é uma planta de “zona de exclusão” boa ou de rápido crescimento para atrair pássaros como os pisco de peito ruivo que gostam de denso crescimento de vegetação.

Essa espécie é propagada facilmente a partir de sementes, estacas e ventosas. Deve-se semear na primavera em vasos relativamente grandes. Use uma boa mistura de terra e cubra as sementes levemente. Não deixe secar, portanto, regue regularmente. O método mais fácil de propagação é remover ramos enraizados da planta mãe.

Curiosidades Sobre a Espécie

  • A bela-emília, ou plumbago auriculata é uma videira perene que se estende a um arbusto que ostenta uma profusão de belas flores azul-celeste;
  • Ela tem cinco lóbulos em forma de trombeta;
  • A planta floresce livremente da primavera ao verão, ou quase todo o ano em locais quentes e sem muito frio;
  • As flores são carregadas nas pontas de hastes esbeltas e escassas com folhas verdes claras em forma de colher;
  • Os galhos graciosamente arqueados caem um sobre o outro, produzindo uma forma semelhante a um arbusto;
  • As belas-emílias também podem ser plantadas em uma treliça como uma videira ou usadas como cobertura de solo;
  • Quando estão penduradas, mostram um deslumbrante derramamento sobre as bordas de grandes recipientes ou em cascatas em um muro de contenção, mostrando as incomuns flores azuis;
  • Ela recebeu o prestigiado Prêmio de Mérito do Jardim da Royal Horticultural Society;
  • Ela cresce até 3 metros de altura e também se estende em largura por mais ou menos 3 metros;
  • É facilmente cultivada em solos organicamente ricos, férteis e bem drenados em pleno sol ou sombra parcial;
  • Os locais de plantio devem ser protegidos de ventos fortes;
  • Solos consistentemente úmidos são melhores durante a estação de crescimento;
  • Ela é bem tolerante à seca, uma vez plantada corretamente;
  • É ótima para decorar bordas de vasos, paredes, contêineres e jardins mediterrâneos;
  • Não está livre das diversas doenças que atingem as vegetações. Deve-se ficar atento a cochonilhas, mariposas, moscas-brancas e ácaros-vermelhos em plantas de interior;
  • Deve-se reduzir os ramos laterais para cerca de três a quatro botões da estrutura permanente dos galhos para promover um crescimento mais compacto e obter mais flores;
  • A propagação por sementes precisa ser feita na primavera ou fazendo estacas semilenhosas no meio do verão, se estiver com muito calor;
  • É uma planta nativa da África do Sul.

Instruções para o Plantio Correto

  • Plantio – A bela-emília não é exigente e cresce em quase todo o solo do jardim, embora se beneficie de material orgânico adicional. Cavar um buraco de 60 cm quadrado e profundo. Misture dois terços do solo superficial com um terço de composto no fundo do buraco, adicione uma xícara de farinha de ossos ou superfosfato e misture bem. Também pode ser plantada em vasos, mas estes precisam ser grandes;
  • Rega e fertilização – Regue quando a terra estiver seca e fertilize durante a primavera com um fertilizante geral para plantas com flores;
  • Poda – A poda deve ser curta para controlar o tamanho e promover o crescimento de novos galhos.

E então? Gostou de conhecer um pouco mais da bela-emília? Satisfez a sua curiosidade à respeito dessa planta diferente?

Veja também

Qual a Matéria Prima do Algodão? Onde Ele é Produzido ?

A matéria-prima do algodão é o próprio algodão, ou seja, a fibra produzida pelo algodoeiro. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *