Home / Plantas / Begonia Elatior: Características, Como Cuidar, Mudas e Fotos

Begonia Elatior: Características, Como Cuidar, Mudas e Fotos

Você gostaria de ter um jardim colorido e original, mas não sabe por onde começar? Então escolha por flores simples de cuidar, mas que também sejam muito bonitas, como as Begônias. Elas são flores apreciadas no mundo todo, possuem uma aparência única, porém atraente. Vamos conhecer agora um pouco mais sobre essa planta!

A Begônia

As begônias são flores que pertencem ao gênero Begonia, da família das Begoniaceae. Surgiram no final do século XIX e seu nome é uma homenagem do naturalista francês Charles Plumier a seu amigo Michel Begol, que foi governador da colônia francesa de Santo Domingo e era um entusiasta da botânica.

Características da Begônia

As begônias são plantas ornamentais, ou seja, são cultivadas unicamente por sua beleza. Têm 1500 espécies, com cerca de 2000 cultivares híbridas. Existem três grupos de begônias: as begônias tuberosas, as de raízes fibrosas e as de rizoma (caule subterrâneo do qual brotam as folhas e flores). Seu gênero é considerado um dos dez maiores grupos das plantas classificadas como angiospermas. 

As pétalas das Begônias têm uma infinidade de formatos e texturas. São muito flexíveis e apresentam cores claras ou quentes (podem ser cor-de-rosa, vermelhas, brancas, amarelas e laranjas. Algumas possuem tons intermediários). Suas folhas podem ser orbiculares (redondas) ou espessas, de coloração verde ou avermelhada, garantindo uma decoração original e exuberante ao ambiente.

Espécies de Begônia

Dentre algumas de suas espécies e híbridos, estão:

  • Begônia de Cera
  • Begonia rex
  • Begonia maculata
  • Begonia grandis
  • Begônia-Cruz-de-Ferro
  • Begonia boliviensis 
  • Begônia Caracol
  • Begônia Merry Chrismas
  • Begônia Asa-de-anjo
  • Begonia erythrophylla
  • Begonia cheimantha 
  • Begônia Obliqua
  • Begonia listada
  • Begonia peltatifolia
  • Begonia fimbristipula

Uma espécie híbrida bastante utilizada por decoradores e paisagistas é a begônia do tipo Begonia elatior.

Aparência da Begonia Elatior

Begonia Elatior no Vaso
Begonia Elatior no Vaso

Como o resto das begônias, as pétalas da Begonia elatior também são delicadas, mas têm a estrutura dobrada e são especialmente grandes (em comparação a outros híbridos). Têm a coloração alaranjada, por isso, se assemelham às rosas (flores da família das Rosacae). 

São do tipo tuberosas, pois suas raízes são bastante grossas e, no caso dessa espécie, suas folhas são totalmente verdes, sem o característico avermelhado. Sua aparência é resultado de uma grande variedade de cruzamentos.

Como Plantar Mudas de Begonia elatior

Ela floresce na maior parte do ano, por isso, é perfeita para ser cultivada em jardins ou em vasos decorativos pela casa. A melhor época para seu plantio é no outono, período em que o clima está mais ameno. São plantas que gostam de bastante luz, mas sem exposição ao sol de maneira direta. Normalmente precisam, somente, de três a quatro horas de luz solar, em uma temperatura entre 17 e 23 graus célsius.

Mudas de Begonia Elatior
Mudas de Begonia Elatior

Para o solo, faça uma mistura de matéria orgânica com areia, terra, húmus e esterco; prefira um que seja ácido para esse plantio. Ao semear, coloque as sementes de modo a não enterrá-las, mas “empurrando” a terra, criando uma pequena cova de 1 a 2 cm. É necessário manter o solo úmido até a germinação.

Após crescerem, transfira as mudas para o local onde elas crescerão em definitivo, seja em vasos ou jardim. Após cerca de quatro meses as flores começarão a dar seus primeiros sinais. É importante atentar-se que a maioria da begônias tem caules frágeis e macios que quebram com facilidade. Por isso, mantenha as plantas longe do vento e de lugares em que elas possam ser derrubadas.

Como Cultivar a Begonia elatior

Variedades de Cores de Begonia Elatior
Variedades de Cores de Begonia Elatior

As begônias devem ser regadas regularmente em períodos mais quentes, e no frio, é desejável reduzir as regas. Caso perceba folhas marrons na begônia, pode ser um sinal de que a planta está sofrendo com pouca água, providencie, portanto, uma melhor umidade do solo. 

Por outro lado, é importante que não se molhe as folhas, somente o solo; sendo que os vasos devem ter aberturas para escoar a água. Caso a planta fique encharcada, ácaros e os fungos podem atacar as begônias. Se isso acontecer, você deve procurar o auxílio de um jardineiro especializado.

Para que ela continue crescendo retire folhas secas e doentes que, porventura, aparecerem: isso evita que elas caiam no solo, caso contrário, este será contaminado. Ocasionalmente, realize uma poda geral: corte na diagonal e sempre acima de uma folha. Além disso, faça a adubação a cada dois meses utilizando torta de mamona, nitrocálcio ou NPK.

Como e Onde usar as Begônias?

Presente

Algumas pessoas acreditam que ter begônias em casa ou em um jardim, é sinônimo de bons fluidos o que atrai felicidade, prosperidade, cordialidade e delicadeza. Além de muito belas, essas flores carregam energias positivas com elas. Por isso, essas flores podem ser usadas como um presente ideal em ocasiões especiais, como no Dia dos Namorados, Dias das Mães, dentre outras datas importantes.

Vaso de Begonia de Presente
Vaso de Begonia de Presente

Ornamentação

A grande variedade de cores e formatos das begônias permite que você combine a planta com o estilo de decoração que predomina no seu ambiente, seja em casa ou no jardim. Por exemplo, espécies de begônias com as pétalas brancas são muito bem-vindas em ambientes clássicos, elegantes e cleans. Já as begônias vermelhas e amarelas ficam ótimas em propostas rústicas e acolhedoras de decoração.

Para Comer

Algumas espécies de begônia são propícias para consumo, como o caso das begônias Asa-de-dragão (porque suas folhas reticuladas remetem à “asas de dragão”). Elas são muito apreciadas por sua acidez agradável e vão bem em saladas, mousses e geleias. Para consumi-las é necessário envolvê-las em papel toalha umedecido e colocá-las em um pote fechado dentro da geladeira por até 10 dias.

Esteja atento ao tipo de begônia que for consumir. As begônias tuberosas (como a Begonia elatior) podem provocar irritação na boca, língua e lábios, causando dificuldade em engolir e sensação intensa de queimadura.

Remédio

Como muitas plantas, a begônia não fica de fora quando o assunto é o tratamento natural no combate a doenças. A planta pode ser usada para tratar diversos problemas de saúde, como resfriados, bronquite, asma, reumatismo, sangramentos e disenteria. Apesar de efetiva como opção de tratamento, é muito importante que antes de seu uso, o indivíduo consulte um médico.

Já algumas espécies de begônia, como a begônia-cerosa, podem filtrar gases como o benzeno e o tolueno. Além de ser uma bela planta, ela também é uma opção acessível para promover trocas gasosas positivas para o ambiente. Fumantes-passivos que desejam acabar com o cheiro desagradável do cigarro, podem encontrar na begônia uma forte aliada.

Veja também

Aloe Arborescens

Lista de Tipos de Babosa Comestíveis: Nome, Características e Fotos

A babosa é uma planta bastante popular em razão de suas propriedades medicinais. É oriunda …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *