Home / Plantas / Banho de Cravo de Defunto Benefícios

Banho de Cravo de Defunto Benefícios

O cravo-de-defunto (nome científico Tagetes erecta) é uma planta cujas flores são coloridas e de fácil cultivo. O odor forte emitido por elas também é capaz de espantar insetos e, por essa razão, é uma espécie muito empregada na agricultura como repelente contra pragas que assolam espécies vegetais em cultivo.

O cravo de defunto é nativo do México e, mesmo o Tagetes erecta sendo a espécie mais conhecida, há cerca de 30 espécies já descritas e registradas pelas pesquisas botânicas, das quais 11 delas possuem maior acervo bibliográfico a respeito.

Considerando o gênero Tagetes como um todo, há 56 espécies contidas neste gênero, cujas plantas são herbáceas, anuais e perenes. A família taxonômica é a mesma família dos girassóis (Asteraceae).

O cravo de defunto também pode ser chamado de clavel de índias, tagetes-anão, botões-de-solteirão, cravo-francês, rosa-da-índia, marigold, tagetes, cravo e Fench marigold. Outras denominações incluem flor-dos-mortos, cravo-amarelo, cravo-da-índia e cravo-africano; em Portugal, uma denominação muito comum é “cravo-de-burro”.

Esta planta é originária do México e tem predileção por climas tropicais, logo se adaptou com muita facilidade ao Brasil.

Além da beleza de suas flores, o cravo de defunto possui uma variedade de propriedades medicinais, permitindo que seja empregado em chás, xaropes e banhos corporais.

Neste artigo, você conhecerá importantes características sobre esse vegetal e quais os benefícios do banho de cravo de defunto para a saúde.

Então venha conosco e boa leitura.

Cravo de Defunto Taxonomia

O cravo de defunto pertence ao Reino Plantae, Sub-reino Tracheobionta, Superdivisão Spermatophyta, Subclasse Asteridae, Ordem Asterales, Família Asteraceae e Gênero Tagetes.

Cravo de Defunto Espécies Mais Famosas

Além do Tagetes erecta, na literatura há menção a espécies como o Tagetes filifolia, Tagetes lacera, Tagetes lemmonii, Tagetes lucida, Tagetes micrantha, Tagethes minima, Tagetes minuta, Tagetes patula, Tagetes pusilla e o Tagetes fenuifolia.

Cravo de Defunto Características

As flores podem ser de cor amarela, laranja ou vermelha. A maioria delas possui odor forte. Essas flores despontam apenas uma vez ao ano. Em geral, há apenas uma flor em cada ramo ou apenas uma pequena quantidade delas. Essas flores são frequentemente empregadas na decoração de ambientes. Na cidade de Gramados-RS, elas são encontradas ao longo dos canteiros e contribuem para dar mais vida e beleza às ruas.

Os ramos atingem o comprimento de 20 a 30 centímetros. A planta também possui frutos discretos, os quais possuem coloração escura.

O cravo de defunto é extremamente fácil de cultivar, pois bastar plantar o seu fruto, o qual funciona como semente. O solo não precisa ser muito fértil e, em quaisquer condições, a planta se propaga com rapidez, sendo até mesmo considerada como detentora de características invasoras.

O Cravo de Defunto e a Fitoterapia

O cravo de defunto é bastante empregado na fitoterapia como calmante, em alívio a dores reumáticas, refriados e tosses; ele também possui propriedades laxativas, vermífugas, antiespamósdica, sudorífera e imunoestimulante.

A planta é rica em vitamina C e possui entre os princípios ativos substâncias como o ocimeno, possuidor de ação antifúngico e odor perfumado característico; os carotenoides, substâncias químicas pigmentares presentes em bactérias, algas, fungos, vegetais e até mesmo alguns animais; os fenóis, substâncias cristalinas, tóxicas, cáusticas e pouco solúveis em água; a carvona, presente em muitos óleos essenciais de extração vegetal; a quercetagina; o linalol, componente químico aromático também bastante presente em óleos essenciais, muito empregado na cosmetologia e com potencial ação repelente contra o mosquito Aedes aegypti; o destralimoneno; o eugenol, substância que frequentemente é isolada e comercializada com o nome de óleo de cravo, possui ação bactericida, antiviral e antisséptica contra as dores de dente; e o anetol, composto cujo aroma e o sabor são semelhantes ao anis, e, estando isolado, pode ser percebido pelo paladar humano como doce, visto que o seu poder edulcorante é 13 vezes maior do que a sacarose, no entanto, ele é um pouco tóxico e, em grande concentrações, pode irritar as mucosas.

Jardim de Cravo de Defunto
Jardim de Cravo de Defunto

Aplicações Terapêuticas do Cravo de Defunto

Aplicações Terapêuticas do Cravo de Defunto: Chá

Os benefícios do cravo de defunto podem ser obtidos através da realização de infusões. Chá de cravo de defunto pode auxiliar no combate à acne, bronquite, cólicas menstruais, problemas pancreáticos, angina, dor no ouvido, falta de apetite e vermes.

Para preparar o chá, basta adicionar 1 colher (sobremesa)  de folhas secas a uma xícara de água fervente, e misturar bem. Após a mistura, é preciso que o líquido fique tampado por aproximadamente 10 minutos, de modo a concentrar as características. Após o tempo estimado, é necessário coar.

Preparando Chá de Cravo de Defunto na Panela
Preparando Chá de Cravo de Defunto na Panela

Para consumir, pode ser adicionada uma colher de mel. A sugestão de ingestão é de 1 vez ao dia.

Aplicações Terapêuticas do Cravo de Defunto: Xarope

Em casos de gripe ou tosse, uma opção é consumir o chá de cravo de defunto como xarope. O seu preparo é bem parecido ao preparo do chá citado acima, no entanto há certas particularidades no preparo que diferenciam uma receita da outra.

Após desligar o fogo, é necessário coar imediatamente e acrescentar duas xícaras de mel, ou até mesmo açúcar. Além disso, a ingestão do xarope não é de apenas uma vez ao dia (como ocorre com o chá), mas de 3 vezes ao dia.

Aplicações Terapêuticas do Cravo de Defunto: Compressas

Em relação ao uso externo, o cravo de defunto pode ser empregado na forma de compressas, repelente ou banho.

As compressas são realizadas a partir do contato de folhas e flores secas com o vapor de água (como acontece no caso dos cozimentos em banho-maria). O material vaporizado deve ser envolvido com um pano e mantido sobre o local afetado, frequentemente articulações ou outros focos de dor.

Aplicações Terapêuticas do Cravo de Defunto: Repelente e Inseticida

Substâncias e compostos ativos presentes no cravo de defunto tem sido isolados em laboratório para comercialização de repelentes, os quais possuem eficácia comprovada contra larvas do mosquito Aedes aegypti. Da mesma forma, esse óleo essencial pode atuar como inseticida, e ser aplicado através de pulverização.

Tagetes Cravo de Defunto
Tagetes Cravo de Defunto

A grande vantagem do cravo de defunto é que este se trata de um produto natural, diferentemente da maioria dos produtos químicos utilizados inadequadamente, os quais causam prejuízos á saúde humana e ambiental, assim como um aumento na resistência dos mosquitos.

Aplicações Terapêuticas do Cravo de Defunto: Banho

Mesmo com inúmeras fontes na internet indicando este banho com propriedades relacionadas ao misticismo, sua aplicabilidade para a saúde também é muito grande, embora não tão famosa quanto à aplicabilidade na forma de chá, por exemplo.

Banho de Cravo de Defunto Benefícios

Problemas de infecções ao nível da pele são tratados com eficácia, a partir destes banhos; assim como problemas articulares, dor generalizada e até mesmo gota.

Para obter os benefícios, é importante que o banho seja de banheira, ou bacia, conforme a disponibilidade, de modo que o paciente fique algum tempo com boa parte do corpo submersa.

Como Preparar Banho de Cravo de Defunto

O preparo é bem simples, a cada litro de água fervente, deve ser adicionado 3 colheres (sopa) de flores e folhas secas.

Para submersão, é importante que esse material esteja a uma temperatura morna, tolerável à pele. O teste de temperatura pode ser realizado com o dedo ou cotovelo. Temperaturas muito elevadas podem causar descamações na pele ou até mesmo queimaduras leves.

Pode ser realizada a submersão de todo o corpo ou apenas da área afetada (como por exemplo, os pés ou as mãos). O tempo de submersão é de 10 a 15 minutos.

Cravo de Defunto Recomendações Terapêuticas Gerais

Mesmo o cravo de defunto, em todas as suas aplicabilidades, ainda não ter apresentado reações adversas no organismo humano, seu uso é contraindicado para grávidas, lactantes e crianças menores de 12 anos.

Também convém lembrar que o seu uso não substitui o tratamento terapêutico convencional, e que a ingestão dele também deve ser informada ao médico. Mesmo sendo um produto natural, sua utilização em grande quantidade também pode trazer o risco de intoxicação.

*

Agora que você já conhece os benefícios do banho, do chá e de outros preparos a partir do cravo de defunto, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Benefícios das Plantas. Cravo de defunto. Disponível em: < https://www.beneficiosdasplantas.com.br/cravo-de-defunto/>;

BEZERRA, K. Aumente o apetite com chá de cravo de defunto. Disponível em: < https://www.chabeneficios.com.br/aumente-o-apetite-com-cha-de-cravo-de-defunto/>;

Britannica Escola. Cravo-de-defunto. Disponível em: <https://escola.britannica.com.br/levels/fundamental/article/cravo-de-defunto/481837>;

Coisas da Roça. Cravo-de-defunto além de belo é repleto de propriedades terapêuticas. Disponível em: < https://www.coisasdaroca.com/paisagem/cravo-de-defunto.html>;

SEMESP. Óleo essencial de cravo de defunto contra Aedes Aegypti. Disponível em: < http://www.semesp.org.br/imprensa/oleo-essencial-de-cravo-de-defunto-contra-o-aedes-aegypti/>.

Veja também

Arroz Tem Glúten ou Não? É Bom Para Emagrecer?

Uma pessoa pode ter um estilo de vida sem glúten porque tem doença celíaca, alergia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *