Home / Plantas / Bambu Metake: Como Cultivar, Características e Fotos

Bambu Metake: Como Cultivar, Características e Fotos

O bambu metake é um tipo de bambu muito denso, de tamanho médio, com folhagem brilhante. Muito resistente e decorativo, adapta-se bem a vários ambientes e possui muitas vantagens.

Pode ser usado em campo aberto, bem como em vasos, levando um toque exótico a jardins, terraços e varandas. Se você está curioso para conhecer mais dessa variedade, que tal ler o artigo que segue?

Origem e Características do Bambu Metake

Esta é uma espécie do gênero Pseudosas e pertence à família Poaceae. Nativo da Coréia, China e Japão, é encontrado em quase toda a Europa. Também é encontrado sob o nome antigo, Arundinaria japonica, ou como bambu de flecha. Isso porque os japoneses usavam suas hastes para fazer flechas.

O bambu metake é vigoroso e rizomatoso, mas pouco traçado, por isso é conhecido por suas qualidades decorativas. De tamanho médio, mede, em altura, até 4,50 metros e em largura 2,50 quando adulto.

Bambu Metake Características

Possui grandes folhas verdes de até 30 cm de comprimento, oblongas, lanceoladas e muito pontiagudas. Tem um belo verde escuro brilhante no topo e verde azulado no fundo. Seus colmos, com cerca de 3 cm de diâmetro, ficam amarelados ao longo dos anos. Eles crescem em apertados e muito retos.

Plantações de Bambu Metake

O bambu metake gosta de solos úmidos, mas bem drenados. Gosta particularmente dos terrenos neutros com tendência ácida. Terrenos com muito calcário ou inundados não são recomendados.

A planta precisa de sol ou sombra parcial. É muito resistente ao frio, que pode chegar até a – 25 ° C.

Plantio em Campo Aberto

Prefira os meses de setembro a novembro para plantar seu bambu metake, evitando os períodos de geada. Organize para que a distância seja de 1,50 metros entre as duas mudas.

Mergulhe a planta em uma bacia de água para umedecer a raiz. Cave um buraco para plantio 2 vezes maior que ela. Desembale a parte inferior usando uma pá.

Acrescente areia ou terra para compor o solo, se for um pouco pesado demais, e argila. Coloque um pouco de fertilizante e cubra com terra.

Retire os bambus do recipiente sem que a raiz quebre. Se a raiz aderir ao recipiente, corte-o para evitar danos. Coloque a planta bem no centro do buraco. A parte superior precisa estar cerca de 5 centímetros para baixo do solo de forma que fique coberta. Não se esqueça de regar bem.

Plantio em Vasos

A cultura em vaso é muito bem recebida pelo bambu metake. A drenagem continua sendo a regra de ouro desse tipo de plantação. Água regular e cobertura morta durante o verão, manterão o bambu bem hidratado.

Tenha um recipiente fundo de bom tamanho (60 cm de diâmetro, no mínimo), suficientemente estável e pesado. Escorra o fundo, colocando uma cama de cascalho.

Bambu Metake em Vasos

Umedeça a terra embebendo o bambu em uma bacia de água. Encha metade do vaso com terra de plantio ou uma mistura de:

  • 50% de turfa;
  • 20% de barro;
  • 20% de casca de pinheiro compostada;
  • 10% de areia.

Ponha o bambu dentro do vaso e encha com o restante da mistura, afofando bem. Molhe abundantemente.

Manutenção do Bambu Metake

O bambu metake quase não requer manutenção quando plantado corretamente.

Rega

Regue o bambu regularmente, mesmo no inverno. No verão, apesar das plantas jovens terem terminado de crescer, ainda assim precisam de água para garantir o crescimento dos rizomas. Dessa forma, criarão reservas para o ano seguinte.

O bambu em vasos requer rega mais frequente e abundante. Em tempos de seca, é melhor fornecer suprimentos hidratantes abundantes.

Adubo

No solo, o suprimento de fertilizante não é útil. Para plantio nos vasos, fertilize na primavera com um fertilizante orgânico com alta concentração de nitrogênio ou um fertilizante químico de liberação lenta.

Poda

É necessário fazer apenas no final do inverno e apenas a cada 2 anos. Esse tipo de “limpeza” é necessária para incentivar o aparecimento de brotos jovens, dando-lhes mais ar e luz.

Lembre-se de proteger as raízes de bambu metake durante o frio, colocando-as em uma tábua de madeira. É possível também cerca-las com plástico bolha e fazer a proteção da superfície com cobertura vegetal.

Bambu Metake Poda

Se achar mais conveniente, coloque o vaso em um canto do seu jardim e cubra a superfície com cobertura morta.

Esta planta é bastante resistente a doenças. No entanto, pode ser suscetível ao ataque de certas pragas. Com exceção dos ratos de campo, nenhum outro animal coloca o bambu em risco, mas é bom colocar algumas joaninhas por perto para prevenir.

Sua Utilização Como Decoração

Em termos de paisagismo e decoração, o bambu japonês mostra ser de uma enorme versatilidade. Assim, ele invariavelmente acaba criando uma atmosfera tropical e zen.

Ele tem a possibilidade de ser usado de forma isolada, tal como um destaque. Pode também ser usado em grupos, o que forma uma espécie de base para as outras diversas espécies de plantas.

Sua utilização se torna bem interessante quando se encontra em renques ou em formato de cerca viva. Isso proporciona um efeito decorativo lindo e com o aspecto bem informal. Uma mudança no visual, levando para o lado mais formal, pode ser obtido com podas de formações.

Bambu Metake Utilização Como Decoração

A cerca viva um tanto mais densa se mostra como sendo um excelente material para conter boas quantidades de poeiras e de barulhos. Além de formar uma linda e perfeita barreira de cunho visual, confere a privacidade ideal para vários tipos de espaço.

Sem contar que este tipo de bambu se dá muito bem se plantado em vasos, o que confere o poder de decoração de espaços externos. Se o colocar em uma área interna, deixará tudo até bem iluminado.

Sendo uma planta altamente que resiste com grande facilidade aos ventos marítimos, é tida como ideal para os litorais. Deve-se cuidar somente para que o bambu metake seja contido nos canteiros, por meio dos anteparos subterrâneos. Isso porque ele pode acabar se tornando invasivo em variadas situações.

Veja também

Como Usar a Canela Para Emagrecer?

A canela, assim como o cravo, noz-moscada, gengibre, açafrão, pimenta-do-reino, cúrcuma e outros, é considerada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *