Home / Plantas / Azaleia Lilás: Características, Nome Cientifico e Fotos

Azaleia Lilás: Características, Nome Cientifico e Fotos

De tempos em tempos, alguma flor ou planta, vira a queridinha de todos. Atualmente, a azaleia ocupa esse lugar. Sendo usada para presentear, para decorar ou para criar cercas-vivas, a azaleia é uma flor incrível, que possui variados tipos para todos os gostos, e pode ser plantada fora ou dentro de casa.

Sua origem é chinesa, e ao redor da azaleia, existem milhares de mitos, histórias e curiosidades, que você irá aprender tudo hoje mesmo nesse artigo.

A azaleia é relacionada com a Deusa da Sabedoria e das Artes, ou seja, a Minerva. Com essa relação tão poderosa e famosa, não é de se estranhar que a azaleia esteja tão famosa hoje em dia.

Sendo uma planta considerada rústica, a azaleia suporta diversas condições climáticas, por conta da sua resistência e fácil adaptação.

Essa planta pode proporcionar flores de diversas cores, tamanhos e jeitos, e a azaleia lilás é apenas uma das possibilidades. Por isso, hoje você irá conhecer mais a fundo as características, nome científico, história e mitos e como plantar a azaleia lilás seja na sua casa, no seu quintal, ou no seu escritório.

Características

Uma das características principais da azaleia lilás é que a sua floração acontece nos meses de inverno, ou seja, enquanto as outras flores estão hibernando, em repouso, a azaleia está cheia de flores alegrando o ambiente em que se encontra.

Em São Paulo, por exemplo, a azaleia é usada em decorações nas praças, em cercas vivas, e por ser bastante resistente, consegue suportar as mudanças climáticas que a cidade proporciona. Foi, inclusive, declarada símbolo da cidade de São Paulo, pelo prefeito Jânio Quadros na época de seu mandato.

A planta da azaleia proporciona, diferente das outras, uma única flor por talo. No entanto, nascem tantos talos com flores que a azaleia pode formar diversas cores, como branca, lilás, amarelo, laranja, rosa, entre outros.

Azaleia Lilás Característica

As azaleias também possuem algumas flores híbridas, ou seja, que tem o dedo humano alterando alguns genes. Isso permitiu que mais de 10 mil espécies diferentes de azaleia pudessem existir e serem cultivadas. As sementes também podem ser germinadas ou recolhidas.

No Brasil, a variação da azaleia mais popular é a Rhododendron indicu, que produz as flores lilás que tanto conhecemos. Com as alterações humanas, podem se transformar também em brancas, rosas, roxas e até vermelho brilhante.

Nome Científico e Fotos

A azaleia faz parte do gênero rododentro, e da família Ericaceae. Essa família, também conhecida como família das ericáceas ou charnece, possui várias plantas que fazem parte dos climas temperados, e são, na sua maioria, calcífugas, ou seja, conseguem prosperar em solos ácidos.

O Rododentro é um gênero bastante populoso, podendo abrigar mais de mil espécies, sendo que a maioria possui sua flor sendo bastante exposta.

Em um ponto da história, a azaleia, foi considerada um gênero próprio, mas as diferenças entre elas e outras espécies não são tão grandes, a não ser pelo fato das flores nascerem em apenas um caule.

Sua classificação científica é:

  • Reino: Plantae
  • Divisão: Magnoliophyta
  • Classe: Magnoliopsida
  • Ordem: Ericales
  • Família: Ericaceae
  • Género: Rhododendron
  • Subgénero: Pentanthera e Tsutsusi

No Japão, seu nome significa “árvore de rosas”, pode atingir até 2 metros de altura e pode ser encontrada em outros tamanhos também, como médio ou pequeno, dependerá do tipo de criação que ela tiver.

Suas flores normalmente são consideradas mais finas, ou pontiagudas, que as outras, e também elas nunca possuem escamas na parte debaixo da flor.

História e Mitos

A sua origem vem da China e do Japão, países que costumam usar a azaleia para milhares fins. Em São Paulo, foi declarada um símbolo da cidade.

Sua história começou quando o Lineu, em 1735, deu o termo em latim de azálea, que é uma palavra de origem grega que significa “árido” ou “seco”. Isto, porque, provavelmente, antes da azaleia florescer, a planta é apenas um arbusto com alguns ramos secos, dando essa aparência de seca e árida.

As espécies nativas do Japão e da China foram transportadas para Holanda e para a Bélgica, e partir de então, as mudanças genéticas começaram a ser feitas. Da azaleia, foi possível criar outras variações de cores como já citamos aqui.

Sua principal histórica mitológica é uma associação com uma lenda chinesa. A lenda conta a história de um imperador chinês, que apesar de ganhar muitas guerras e ter muito poder, não era feliz.

Um dia esse imperador conheceu um vendedor e foi dito a ele que a azaleia traria amor e felicidade para a sua vida.

O imperador, prontamente, plantou em sua casa. Após algumas semanas, conheceu o amor da sua vida. A partir de então, ele e sua amada passaram a beber chá feito das pétalas da flor e viveram felizes para sempre.

Por isso, hoje em dia a azaleia também pode ser muito usada como presente para dia dos namorados, primeiros encontros ou demonstração de amor.

Como Plantar

Os adoradores da planta azaleia a cultivam há milhares de anos. As modificações genéticas produzidas pelos humanos, foram capazes de criar mais de 10.000 plantas para cultivar diferentes.

As azaleias são propagadas por algumas estacas, e as suas sementes podem ser tanto coletadas como também germinadas.

O melhor tipo de solo para a plantação da azaleia lilás é o solo muito bem drenado, em um local fresco e com bastante sombras.

O fertilizante é totalmente opcional, e algumas espécies pode ser necessário uma poda regular.

As azaleias podem ser plantadas tanto em ambiente interno como externo. Os cuidados com a planta não diferem muito nessas duas opções.

Enquanto na parte externa a azaleia precisa de sol, sombra e solo úmido, a azaleia de parte interna vai precisar de bastante luz, um solo drenado e sempre úmido.

O melhor horário para regar a planta é no período matinal, para que dessa forma, a planta possa absorver toda a água durante o restante do dia.

Em casos onde as flores murcham, com um adubo e uma nutrição extra, e uma troca de ambiente caso o atual esteja ruim, já deverá resolver os seus problemas.

No entanto, não há tantas regras ou muitos segredos. A azaleia precisa de pelo menos alguns pontos: observação atenta do solo e das folhas, iluminação e regar nas horas corretas.

E agora você já sabe tudo sobre a azaleia lilás e suas variações. E você? Possui alguma azaleia? Deixe nos comentários as suas dicas!

 

 

Veja também

Glicínia Doenças Mais Comuns e Como Tratar

As glicínias são a decoração principal de qualquer jardim. Afinal, seus perfil alongado, multicoloridas (das …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *