Home / Plantas / Arroz Pré-Germinado: O Que é Isso e Qual a Sua Principal Vantagem?

Arroz Pré-Germinado: O Que é Isso e Qual a Sua Principal Vantagem?

Arroz pré-germinado? O que é isso? Existe alguma vantagem em adotar essa técnica? E se existe, qual seria? Na verdade podemos definir essa técnica como um sistema especialmente elaborado para o cultivo do arroz irrigado, por meio do qual utilizamos sementes no início das suas germinações. E essas sementes deverão ser semeadas “a lanço”, em um terreno previamente aplainado e alagado.

Talvez as principais vantagens desse cultivo de arroz pré-germinado sejam o aumento da produtividade, a possibilidade de planejar melhor o plantio, o controle mais eficaz do famigerado “arroz-vermelho”, a facilidade com que essa técnica se adapta a quase todos os tipos de clima, economia no uso de água para irrigação, entre outros benefícios.

Mas, como toda “novidade”, o arroz pré-germinado também apresenta as suas dificuldades de cultivo, geralmente relacionadas com a pouca disponibilidade de trabalhadores capacitados para esse tipo de técnica e com o fato de que as sementes pré-germinadas são mais atrativas para roedores, pássaros, entre outras pragas de lavouras.

Também ao fato de que ele exige um investimento bem maior no começo e um solo que deverá ser preparado de forma sistemática; sem contar que nem todo o tipo de arroz se presta bem a essa técnica, e o uso da água torna-se, digamos, mais complexo e precisa ser melhor manejado, além de vários outros inconvenientes.

Arroz Pré-Germinado
Arroz Pré-Germinado

No entanto, na opinião dos adeptos dessa curiosa técnica, a produtividade alcançada com o uso da estratégia de cultivo do arroz pré-germinado supera todos os seus inconvenientes. Essa, na visão deles, é a sua principal vantagem; e saber o que exatamente isso significa e como levá-la a bom termo devem ser as primeiras preocupações de quem quer que pretenda enveredar-se por esse novo caminho.

Arroz Pré-Germinado: O Que É E Quais as Suas Principais Vantagens

Concorrência predatória com outras nações do Mercosul, chuvas devastadoras, altos custos, queda no valor da saca, entre outros fatores, como não poderia ser diferente, também vieram com força sobre o produtor brasileiro de arroz; dessa forma, torna-se urgente o desenvolvimento de novas técnicas e sistemas capazes de fazer frente a tamanhas dificuldades. E é nesse contexto que surgem “novas” expressões, métodos e modelos agriculturáveis, como o do cultivo do arroz pré-germinado.

Mas, o que é exatamente isso? Quais as suas vantagens? Será mesmo que o Brasil possui condições de enveredar-se por uma técnica tão singular e exótica?

A resposta da maioria dos agricultores é que sim!, é possível, sim, caminhar nessa direção, especialmente tratando-se do cultivo do arroz no Brasil, uma das culturas mais importantes para o país e para o mundo (se não a mais importante em alguns países), já que, quando se trata do cultivo do arroz, nos gabamos de figurar entre os 10 maiores produtores do planeta.

Logo, o cultivo do arroz pré-germinado surge como uma alternativa cujo principal objetivo é aumentar a produtividade, minimizar os impactos das infestações por arroz-vermelho, tornar os custos menos pesados para o bolso do produtor, e ainda incrementar o Know-how brasileiro com esse tipo de tecnologia.

Mas é importante atentar para o fato de que o cultivo do arroz pré-germinado possui determinadas exigências que o diferenciam de outros tipos. Ele exige, por exemplo, uma área toda ela desenhada em um sistema, que envolve a produção de lodo, quadros regulares (separados entre si), controle da irrigação, cultivo em curvas de nível (desejável), além de, obviamente, a utilização de sementes de altíssima qualidade.

Além Das Vantagens E Saber O Que Ele Significa, O Que Mais Pode Nos Interessar Sobre O Arroz Pré-Germinado?

“Sistematização”: assim pode ser definida essa técnica de cultivo de arroz pré-germinado. Há que sistematizar o solo. E essa sistematização consiste em separá-lo em níveis, preferencialmente próximo de zero, afim de tornar mais racional os processos relativos à drenagem, irrigação, semeadura e colheita.

Cultivo De Arroz Pré-Germinado
Cultivo De Arroz Pré-Germinado

Nesse sistema, utiliza-se a técnica da taipa, que pode ser definida como uma compactação da terra de forma a que ela transforme-se em uma grande caixa. Esta deverá separar os compartimentos, e com isso facilitar a drenagem e irrigação de forma independente.

Mas esse tipo de formato também facilita a utilização do espaço para a rotação de culturas, entre outras práticas que aproveitem o solo o máximo possível sem retirar-lhe a vida.

Segue aos processos de sistematização do solo, o seu preparo; e podemos definir esse preparo como acabamento e adubação, que deverão ser realizados com o solo seco. Essa adubação deverá ser a clássica composição à base de potássio e fósforo, com o complemento de uma adubação nitrogenada.

Lembrando que ela deve ser feita metade após completar 40 dias de plantio (fase em que a planta desenvolve espécies de ramos subterrâneos) e a outra metade após as características da floração apresentarem-se totalmente diferenciadas.

Solo preparado, sistematizado e adubado, agora é só escolher as sementes que apresentem melhor qualidade, que adaptam-se bem ao cultivo pré-germinado, que facilitem o manejo e que respondam bem à agressão por Pyricularia grisea, ao sombreamento (ou acamamento), à agressão por ferro e ao arroz-vermelho.

Entre outras características que as sementes devem possuir para que o cultivo do arroz pelo método pré-germinado realmente configure-se como uma vantagem para o produtor rural.

Semeadura

Semeadura de Arroz
Semeadura de Arroz

Agora que já sabemos o que é o arroz pré-germinado e qual a sua vantagem, atentemos para os processos relativos à sua semeadura. E já que a região sul é a grande produtora de arroz do Brasil, recomenda-se que esta seja feita entre os meses de setembro e dezembro, com cerca de 150 kg por hectare.

Mas antes dessa semeadura, as sementes deverão ser induzidas a um processo de pré-germinação. Para tal, basta mergulhá-las (entre 20 e 30kg) em um saco apropriado com água durante pelo menos 1 dia. Logo após, o processo de incubação, que consiste em reservar essas sementes em um local com bastante sombra por pelo menos 1 dia e meio.

Mas não é só isso! Essas sementes deverão ser pulverizadas com água sempre que necessário, até que toda a sua estrutura apresente entre 2 e 4mm. Esse será o sinal de que já temos o arroz pré-germinado, e de que ele já poderá ser plantado no terreno previamente nivelado, com uma lâmina d’água entre 6 e 10 cm, por meio de semeadoras a lanço ou até mesmo de forma manual.

E, por fim, a irrigação; um passo importante para o sucesso de qualquer cultura; mas para que essa irrigação verdadeiramente contribua para o sucesso da empreitada, recomenda-se manter uma lâmina d’água (logo após o preparo do terreno) de pelo menos 8 ou 10 cm 25 dias antes da semeadura.

E ao final dessa, é só realizar uma eficiente drenagem, que é o que irá impedir a manifestação do controverso arroz-vermelho, mas também a ação de moluscos, insetos e demais parasitas; cuidando para que seja mantida essa lâmina com 8 ou 10 cm de água durante todo o desenvolvimento ulterior do arroz.

Caso queira, deixe a sua opinião sobre esse artigo. E aguarde as nossas próximas pulicações.

Veja também

Qual é a Flor Símbolo da Amizade? Do Amor Platônico?

Ao escolher uma flor que simboliza a amizade, até mesmo os amigos mais tímidos podem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *