Home / Natureza / Tudo Sobre a Rosa do Deserto: Características e Nome Científico

Tudo Sobre a Rosa do Deserto: Características e Nome Científico

A rosa do deserto recebe esse nome pelo fato de ter presença proeminente e ter origem em regiões africanas sem muita vegetação, contrapondo o visual árido e rasteiro das regiões quase desérticas do Continente.

A rosa do deserto chama atenção por sua beleza característica das rosas, mas também é muito atrativa devido à forma de seu caule, que a reveste como um recipiente natural, dando um aspecto arbóreo à planta.

O fato da rosa do deserto ter esse caule proeminente ocorre devido por ela nascer em regiões rasteiras e áridas, onde é necessário uma forte fixação ao solo devido as fortes e recorrentes lufadas de vento, não obstante a escassez de água, assim, a rosa do deserto usa parte de seu caule como pequenos reservatórios de água.

Muitas plantas de regiões desérticas possuem formas de reter o líquido da chuva para passarem por dias de seca, tal como os cactos, por exemplo, por isso é muito plausível encontrar regiões secas, porém, com bastante vida.

Características da Rosa do Deserto

A rosa do deserto é uma planta extremamente bonita e é preferência na hora de decorar ambientes, pois sua beleza é ímpar.

É possível cultivar exemplares menores em pequenos vasos, enquanto outros exemplares só podem ocupar o solo, pois as raízes podem assumir tamanhos desproporcionais, como pode ser observado nas imagens.

O tipo de rosa do deserto mais comum é a rosa com folhas verdes e a flor de coloração rosa escuro ou vermelho, mas ainda é possível encontrar coloração de um rosa bem claro, vermelho-sangue e até mesmo exemplares amarelos. Geralmente, quando a rosa do deserto adquire coloração mais clara, significa que suas flores estão morrendo e precisam ser podadas.

Para se ter ideia, é possível encontrar rosas do deserto com mais de 4 metros de altura em algumas regiões onde elas crescem naturalmente, porém, com a poda e cuidados ideais, é possível fazer com que a mesma tenha uma estatura baixa ou mediana.

Uma das principais características da rosa do deserto é o fato da mesma lembrar uma árvore, e muitas vezes lembra um bonsai, pois seu tamanho e formato de diferem bastante de outras rosas mais convencionais.

Nome Científico e Família da Rosa do Deserto

A Adenium obesum (nome científico da rosa do deserto) possui esse nome devido ao fato de ser uma planta robusta com um caule que pode chegar a quase um metro de circunferência.

A Adenium obesum faz parte do gênero Apocynum, que são plantas que dão flores, e fazem parte da família Apocynaceae, que possui uma extensão que chega próxima aos 5 mil exemplares.

A rosa do deserto da família Apocynaceae, é uma das poucas do gênero que conseguem sobreviver a climas inóspitos, com pouca irrigação, e além de ter levado anos para se adaptar aos climas desérticos, a mesma ainda conseguiu outras formas de que sua espécie permanecesse viva.

Rosa do Deserto no Vaso
Rosa do Deserto no Vaso

As rosas, assim como outras flores, passam pelo processo de polinização e dessa forma se espalham por todas as partes, e o mesmo acontece com a rosa do deserto, no entanto, em uma quantidade muito mais baixa, já que as regiões desérticas não são habitats de muitos animais, principalmente aves.

Dessa forma, a rosa do deserto, quando desabrocha, deixa suas pétalas o mais aberto possível, pois assim o vento forte das regiões que a fizeram ter caules firmes são os responsáveis por levar seu pólen a outras regiões.

Forma Ideal de Plantar e Cuidar da Rosa do Deserto

É possível ter uma rosa do deserto dentro de casa? Com certeza, assim como qualquer rosa que exista. O importante é saber como cuidar de cada determinada espécie de flor e planta.

A rosa em questão (rosa do deserto), precisa ter alguns aspectos ressaltados para que seu desempenho obtenha 100% de aproveitamento, e os principais aspectos são aqueles absorvidos de seu local de existência natural.

Isto é, a rosa do deserto vive em climas extremamente quente e com pouco acesso à água, dessa forma é necessário seguir esse padrão de cultivo.

A rosa deve ficar em um lugar com sol incidente e seco, com substrato de alta absorção, pois ela não suporta umidade e vem a morrer em pouco tempo.

A rega da rosa do deserto deve ser limitada, mas não excluída. O substrato deve ser encharcado, pois assim a raiz irá absorver o necessário para durar a semana toda, por isso o substrato deve ser de alta absorção, pois não deve sobrar nem um pouco de água no vaso ou no solo.

A água nunca pode ser jogada nas folhas ou na flor, bastando molhar o solo. Outro aspecto importante para que a rosa do deserto cresça de forma abundante, é podar os galhos secos e as folhas e flores mortas, ou as flores que estão perdendo a coloração.

Se a ideia for a de que a rosa do deserto não cresça tanto, será necessário fazer poda dos galhos para que elas não percam a proporção desejada.

Informações Adicionais e Curiosidades Sobre a Rosa do Deserto

A rosa do deserto é uma flor exótica, por isso precisa de cuidados especiais diferentes dos cuidados com flores e plantas mais comuns.

Apesar de ser uma planta advinda da África, de regiões extremamente quente, ela consegue dar flores o ano inteiro, e a primavera é a estação ideal para que elas desabrochem e floresçam mais do que o normal.

A rosa do deserto é uma planta que não suporta o frio (abaixo de 10 graus ela morre) e a regiões encharcadas.

As principais espécies de rosas do deserto que existem são as Adenium obseum, a verdadeira rosa do deserta descrita aqui.

Adenium multiflorum

Adenium Multiflorum
Adenium Multiflorum

Conhecida como rosa do deserto e lírio-impala, também nasce em regiões desérticas da África, porém, a flor nasce em árvores. As pétalas possuem formato estrelar e são bem mais raras do que a própria rosa do deserto.

Adenium Somalense

Adenium Somalense
Adenium Somalense

Tem esse nome pelo fato de crescer de forma sucinta na Somália, e é uma planta que pode chegar a 15 metros de altura, apesar de se assemelhar em alguns aspectos com a rosa do deserto devido a seu formato.

Adenium socotranum

Adenium Socotranum
Adenium Socotranum

Essa é uma espécie rara dentre as Adenium. Originalmente essas plantas ultrapassam 1 metro de altura e são extremamente largas, porém, sua floração é baixa e possui poucas folhas. Atualmente, essa espécie passou a ser criada como Dwarf Adenium socotranum, que é uma espécie de árvore-anã do gênero.

Veja também

Armillaria Ostoyae

Tipos De Fungos: Espécies Com Nomes, Fotos E Curiosidades

Os fungos são organismos eucarióticos, ou seja, possuem, em suas células, material genético (DNA e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *