Home / Natureza / Tipos de Alimentos para Maritacas: Como É Sua Alimentação?

Tipos de Alimentos para Maritacas: Como É Sua Alimentação?

A maritaca é um tipo de pássaro da espécie psitaciforme, assim como as araras, papagaios e periquitos, e apesar de serem bem parecidas com os papagaios, as maritacas possuem características únicas que as diferem das demais aves psitaciformes.

As maritacas são aves que vivem em todas as regiões do Brasil, e algumas ainda se encontram em outros Países, principalmente na América do Sul, e algumas espécies habitam a América Central e o sul da América do Norte.

As espécies de maritacas, atualmente, não sofrem com o risco de extinção, tal como as araras, por exemplo, pois sua reprodução obtém maior êxito devido a capacidade de adaptação das maritacas em ambientes diferentes, pois elas vivem em quaisquer áreas que forneçam alimentos e ninhos.

Muitas pessoas ainda possuem maritacas em casa, presas em gaiolas, ato esse que é tido como crime ambiental, a não ser que o processo de adoção seja feito através do IBAMA, com regulamentação e documentação.

Ao mesmo tempo, muitas pessoas confundem maritacas com papagaios, pois os mesmos são quase idênticos, exceto pelo tamanho e comportamento, onde as maritacas são menores que os papagaios e demonstram um comportamento mais agitado, além de gritarem mais alto que os papagaios e não reproduzir sons, como os papagaios fazem.

Alimentos Selvagens que as Maritacas Comem

Na natureza, as maritacas possuem inúmeras fontes de alimento, onde as principais são as frutas maduras, tais como a goiaba, laranja, mamão, abacate, caju, manga, banana e várias outros tipos de frutas doces. Pode se considerar que as maritacas são aves frugívoras, pois as mesmas também se alimentam de pinhões, figos, cocos e outros frutos que não são necessariamente doces.

Ao mesmo tempo, algumas biólogos concluem que as maritacas são, na verdades, herbívoras, já que algumas espécies foram analisadas comendo pétalas de flores, assim como lambendo o pólen adocicado de algumas espécies.

Nesse ponto é importante entender a diferença entre as maritacas e os papagaios, pois alguns tipos de papagaios podem ser até mesmo insetívoros, ou seja, podem alimentar-se a alimentar os filhotes com insetos, como minhocas, por exemplo.

A maritaca tende a viver perto de árvores que fornecem seus alimentos preferidos, não tendo que alçar voos distantes para poder se alimentar, restringindo sua área de convivência para, também, evitar predadores, além de poder observar o ninho de mais perto e não se preocupar na hora de ir procurar comida.

A procura pelo ninho ideal é uma fase importante na vida da maritaca, que sempre procura por troncos ocos em regiões com pés de goiaba ou banana, principais frutos dados aos seus filhotes recém-nascidos.

Alimentos em Cativeiro que as Maritacas Comem

Quando as maritacas são tratadas em cativeiro, a alimentação das aves adultas é baseada exatamente naquilo que elas comem na natureza, ou seja, uma variedade enorme de frutas, até mesmo frutas que elas nunca tenham comido anteriormente.

As maritacas demonstram um grande apetite for sementes também, como castanhas, assim como os pinhões, fruto dos pinheiros. Na região Sul do Brasil, uma dos locais em que se pode observar a presença de maritacas, são nas árvores de araucárias.

Quando filhotes, a alimentação das maritacas precisa ser preparada se dado ao filhote em forma de papa, como pequenos mamíferos.

Geralmente, os cuidadores e biólogos que resgatam ou cuidam dos filhotes de maritaca, usam o auxílio de seringas para alimentar os recém-nascidos, misturando grãos de aveia com água, e nunca com leite, pois a maioria das aves é intolerante a lactose, e a ingestão de leite pode leva-los a morte, e no caso dos recém-nascidos, há quase 100% de chances de óbito.

É comum, em cativeiros, que as maritacas venham a consumir, quando adultas, algumas doses de alpiste, ocasionalmente, de forma bastante controlada, pois é necessário cuidar com a obesidade, que é outro fator que pode levar a morte precoce da ave.

Como Alimentar uma Maritaca Filhote e Adulta?

Muitas pessoas possuem a maritaca em casa, de forma doméstica, mesmo essa ação sendo irregular, pois manter aves como os papagaios e maritacas e araras presas, configura crime ambiental, a não ser que haja documentação comprobatória cedida pelo IBAMA.

Povos indígenas já possuíam maritacas em gaiolas pelo fato delas serem aves alarmantes; o grito da maritaca é bastante estridente, e, após de habituarem ao convívio com as pessoas comuns, elas reagem com gritos a pessoas estranhas, atuando como um alarme.

Maritaca Filhote
Maritaca Filhote

Muitas pessoas possuem a maritaca com esse propósito, enquanto outras pessoas simplesmente confundem a maritaca com um papagaio, por exemplo, e acabam se decepcionando pelo fato delas apenas gritarem e não serem capazes de reproduzir os sons que um papagaio reproduz (lembrando que algumas espécies de papagaios não reproduzem sons também).

Por fim, qualquer que seja o caso, a maritaca precisa ser alimentada com frutos maduros e saudáveis quando estão na fase adulta, porém, na fase recém-nascida, é necessário muita atenção, e apenas papas através de seringas ou mamadeiras podem ser eficazes.

As papinhas podem ser compradas e não precisam, necessariamente, serem produzidas de forma caseira. A mesma pasta que alimenta os papagaios pode ser usada para as maritacas, tal como para outras aves também. Confira um tipo de papinha clicando aqui.

Dicas Importantes para Alimentar as Maritacas

Quando são filhotes, as maritacas não podem consumir nada que seja sólido, nem pedaços de frutas voláteis, como bananas, por exemplo; tudo tem que ser em forma de papinha, em uma temperatura ambiente, sem estar quente ou gelado.

A forma correta de alimentar a maritaca filhote é fornecer cerca de 200ml de papinha diária, podendo ser divido em duas refeições ou apenas em uma. A quantidade pode variar dependendo da voracidade do filhote, mas não pode ser muito mais, pois pode engordar a ave e leva-la a óbito por obesidade.

Quando as maritacas estão adultas, basta colocar um alimento maduro para as mesmas, ou até mesmo uma salada de frutas, e elas comerão por conta própria.

As maritacas possuem domínio sobre suas patas, podendo agarrar os alimentos e manuseá-los, portanto, não necessitam que o alimento esteja descascado, por exemplo.

É importante dar castanhas e cocos para que a maritaca não perca o costume de usar suas patas e bicos para quebra-los, pois assim saberão se virar melhor quando precisarem encontrar alimentos por conta própria.

 

Veja também

O Que São Células Epiteliais no Exame de Urina?

A presença de células epiteliais na urina é um fenômeno que é encontrado com bastante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *