Home / Natureza / Siri Amarelo: Características e Fotos

Siri Amarelo: Características e Fotos

Algumas vezes, confundimos certos animais que são bem parecidos. Caso do siri e do caranguejo, por exemplo. E, tem uma espécie de um desses crustáceos (o caranguejo amarelo) que é frequentemente confundida com um siri. Só que não existe nenhuma espécie de siri amarelo. Mas, de caranguejo, sim.

E, é sobre ele que vamos falar a seguir (mas, não sem antes mostrar algumas diferenças básicas entre esses tipos de crustáceos).

Siri é Diferente de Caranguejo: Saiba Quais as Diferenças

Essa é uma pergunta que pode pegar muitos de surpresa, mas acredite: é bem fácil de entender. Na verdade, todo siri é, em suma, um caranguejo. Isso porque o nome siri não passa de uma mera designação popular para indicar animais pertencentes à família Portunidae, uma das mais numerosas de caranguejos. Ambos (o siri e o caranguejo em si) fazem parte de um grupo bem maior de crustáceos, os decápodes, cuja principal característica é possuir dez patas, o que inclui também camarões e lagostas.

Já entre siris e algumas espécies de caranguejos, há uma distinção muito clara: o formato das duas patas traseiras. Nos siris, essas patas não são mais pontiagudas, e sim, achatadas e amplas. Por sinal, é devido a essa característica que o siri é o único caranguejo com a habilidade de nadar. Não é à toa, por exemplo, que nos EUA esses animais sejam chamados de swimming crabs (“caranguejos nadadores”).

Outro aspecto importante a ser observado, no entanto, é o tamanho: os maiores siris não chegam a 20 cm de comprimento, enquanto que alguns caranguejos podem, facilmente, chegar a 50 cm. Isso sem contar que os siris, naturalmente, “andam de lado”, enquanto que os caranguejos só fazem isso quando se sentem bastante ameaçados. E, isso é devido a algo básico: os siris estão mais adaptados para o nado, ao passo que os caranguejos, para terra firme, por isso, têm patas ideais para “andarem”.

E pra completar, podemos citar um hábito bem peculiar: ao contrário da maior parte dos caranguejos, os siris são animais completamente marinhos, não vivendo, portanto, em águas doces. Entretanto, eventualmente, entram em manguezais.

Agora que já elucidamos essas diferenças, vamos aos aspectos gerais do caranguejo amarelo.

Caranguejo Amarelo: Características

Essa espécie de crustáceo (também conhecida como caranguejo-ladrão), e de nome científico Johngarthia lagostoma, possui uma carapaça amarelada e patas alaranjadas, sendo encontrada nas ilhas brasileiras de Trindade, Fernando de Noronha e Ascensão. Nesses locais, inclusive, o caranguejo amarelo é um predador voraz de filhotes de tartarugas marinhas. Os hábitos desse crustáceo são noturnos, sendo terrestres na fase adulta, e apresentando polimorfismo ao longo de seu desenvolvimento, incluindo não somente a coloração amarela que lhe dá nome, mas também pode se apresentar nas cores violeta e vermelha.

Devido ao turismo desenfreado, à destruição de seus habitats naturais, e à introdução de espécies exóticas nas ilhas de Trindade e Fernando de Noronha, é um animal que se encontra ameaçado de extinção. Em nosso país não existem muitas ações que visem a sua preservação, no entanto, a espécie pode ser facilmente encontrada em locais específicos de preservação, como o Parque Nacional e Área de Proteção Ambiental de Fernando de Noronha.

Nessas ilhas, gosta de ficar em tocas em meio à vegetação local. Quando anoitece, emerge delas (que podem ter até 1 m de profundidade) para se alimentar.

Desenvolvimento

O ciclo de vida do caranguejo amarelo é basicamente o mesmo de tantas outras espécies de caranguejos. Ou seja, quando jovens e adultos, são animais totalmente terrestres, enquanto que as larvas são marinhas e planctônicas. Porém, em época de reprodução, migram para o mar, com as fêmeas carregando os ovos em meio à água, até que estes, finalmente, eclodem. Pelo fato desses ovos estarem entre os maiores dessa família de animais, eles são colocados em “pouca” quantidade pelas fêmeas. Dizemos “pouca”, porque, mesmo assim, a quantidade deles ainda impressiona: cerca de 72 mil de uma só vez!

Em geral, a migração para o mar coincide com a estação chuvosa (entre janeiro e março), o que acaba gerando um risco de dessecação do animal. Pra se ter uma ideia, esses caranguejos viajam, em média, 450 m por dia, com o acasalamento podendo ocorrer em qualquer lugar ao longo dessa trajetória. Interessante notar que a proporção de machos na migração vai diminuindo à medida que o grupo avança. E, isso sem contar que, durante essa jornada, esses crustáceos estão sujeito à toda sorte de predadores.

Aspectos Físicos e Alimentação

Siri Amarelo na Areia
Siri Amarelo na Areia

Quando adulto, o caranguejo amarelo pode medir entre 70 e 100 milímetros. Nessa família de animais, as espécies são diferenciadas pela forma do primeiro polipódio, usado pelos machos durante o acasalamento. No entanto, em se tratando do caranguejo amarelo, a diferenciação entre as espécies do gênero não é pelo polipódio, e sim, pela forma do maxilar, onde tem uma espécie de fissura bem estreita.

Já seu cardápio não é lá muito variado, e inclui, por exemplo, folhas, sementes de amendoeiras, restos de animais e (como já dito antes) até ovos e filhotes de tartarugas.

Conservação da Espécie

Sendo uma espécie insular e endêmica de algumas ilhas oceânica brasileiras, o caranguejo amarelo vem ficando cada vez mais vulnerável à extinção devido a diversos fatores. De todos os que foram citados anteriormente, talvez o pior seja a introdução de espécies que acabam sendo predadoras do crustáceo, ou simplesmente tirando o seu espaço, através da agricultura e da urbanização.

Inclusive, a coisa, em outros tempos, foi tão grave, que no século XIV chegou a ter uma recompensa pela captura dessa espécie de caranguejo devido à destruição das lavouras provocada por eles. Nessa época, estima-se que cerca de 80 mil caranguejos amarelos tenham sido mortos. Já na ilha de Ascensão, antes da colonização chegar por lá no século XIX, o caranguejo amarelo era o único grande animal terrestre do lugar. Hoje, compete o espaço com ratos e coelhos, por exemplo. Não à toa, com o passo do tempo, a população desses crustáceos vem diminuindo consideravelmente.

Agora que você já sabe a diferenciar siris de caranguejos, e conhece mais um pouco do caranguejo amarelo, não tem mais porque confundir um e outro, não é verdade?

Veja também

Óleo de Soja na Pele

Quais os Benefícios do Óleo de Soja Para a Pele?

Óleo de soja  é o óleo vegetal extraído das sementes da soja. Ele contém altas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *