Home / Natureza / Reprodução do Camaleão: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Camaleão: Filhotes e Período de Gestação

Os camaleões fazem parte da família dos sauropsídeos, ou seja, dos répteis escamosos. Eles vivem na África, ao sul do Saara e existem em aproximadamente 161 espécies. A reprodução do camaleão é bastante peculiar, chegando a dar a luz a quase 30 filhotes.

Esses animais, conhecidos por sua capacidade especial de mudar de cor, podem chegar a 80 cm de comprimento, dependendo da espécie. Eles também são caracterizados por:

  • Ter olhos com movimentos independentes um do outro;
  • Língua comprida;
  • Ausência de audição;
  • Protrusões nasais;
  • Cristas no topo da cabeça;
  • Machos mais ornamentados que as fêmeas.

Quanto ao seu comportamento, deve-se dizer que é uma espécie cuja maior atividade é registrada durante a manhã e o crepúsculo. Os exemplares não são caçadores ativos, e em cativeiro, se alimentam de frutas, bananas e pequenos filhotes de roedores.

Quer saber mais sobre a reprodução do camaleão e suas peculiaridades? Leia o artigo e se divirta!

Pele com Muitas Cores

Antes de entrarmos no mérito da reprodução do camaleão, vamos comentar sobre sua característica mais famosa. Mudar a tonalidade da pele faz parte da importante comunicação entre camaleões. Sua pele altera a cor em resposta a diversas emoções, como medo ou raiva, mudanças de luz, da temperatura ou da umidade.

Quanto mais a cor é brilhante, mais o macho é dominante e mais ele é atraente para as muitas fêmeas. O macho submisso geralmente é cinza e marrom. As fêmeas utilizam suas cores no intuito de rejeitar ou aceitar um pretendente, sendo que também é um indicativo de gravidez.

Estudos recentes descobriram que o camaleão pode mudar de cor rapidamente ajustando as células especiais, que se chamam células iridóforas. Estas estão em cada uma das camadas.

Esses animais são capazes de mudar os arranjos estruturais das camadas superiores das células estimulando ou relaxando a pele. Isso leva a mudanças na cor.

Habitat do Camaleão

Algumas espécies vivem na África, em Madagascar, Espanha, Ásia ePortugal, nas florestas tropicais, semi-desertos, savanas e estepes.

Os exemplares geralmente ficam nos arbustos e nas árvores, embora alguns morem no chão.

Hábitos do Animal

A maioria dos exemplares de camaleões possui a cauda preênsil que usam para se envolver nos galhos de árvores. Seus pés e mãos têm grandes dedos que auxiliam a se agarrar aos galhos.

Além da mudança no tom da pele, eles têm outras características que animal nenhum possui. Os olhos se movem independentemente um do outro, permitindo-lhes olhar nas duas diferentes direções ao mesmo tempo. Assim, a visão completa é de 360º. Esses animais são mesmo capazes de focar os olhos rapidamente, ampliando o que enxergam como a lente das câmeras.

É estranho comentar sobre a reprodução do camaleão, sendo que ele é solitário. De fato, na maior parte das vezes, fêmeas não aceitam que machos se aproximem.

Durante os momentos raros onde a fêmea se dispõe a ser tocada, os machos se aproximam para acasalar. Um camaleão macho, com a cor mais brilhante, tem mais probabilidade de convencer a pretendente a acasalar que o macho com as cores mais sombrias.

Dietas dos Camaleões

Camaleões comem pássaros e insetos. Para pegar suas presas, eles acabam se arrastam muito lentamente. Quando a presa fica ao alcance, a língua da ventosa se projeta e gruda no inseto.

As línguas podem chegar ao dobro do comprimento dos seus corpos quando estão esticadas a fim de capturar presas. O inseto, então, é atraído para a boca do lagarto novamente para que possa ser digerido por ácidos estomacais fortes.

Camaleão Comendo
Camaleão Comendo

A água também é bem importante para a saúde e o crescimento dos animais. Eles bebem a água utilizando a língua ou também a inalando.

Reprodução do Camaleão

A reprodução do camaleão é diferente de vários répteis, pois algumas espécies nascem de maneira normal. Eles podem parir de 8 a 30 filhotes por vez após a gestação de 4 a 6 meses.

As mamães camaleoas incubam seus ovos dentro de seu corpo, ao invés de colocá-los no ninho, o que chamamos de ovovivíparos. Outras espécies põem ovos com o período da incubação entre 4 até 24 meses, dependendo do animal. O tamanho dos camaleões preveem quantos ovos porão. As espécies dos camaleões pequenos depositam 2 a 4 ovos, enquanto os maiores depositam 80 a 100 ovos por vez.

Não importa a espécie, dentro da reprodução do camaleão podemos dizer que ele amadurece com 1 ou 2 anos de idade. Como exceção tem-se o camaleão malgaxe. Ele foi rotulado de “vertebrado” com a vida mais curta do mundo, segundo a Enciclopédia Britânica.

Seus ovos acabam eclodindo em novembro. Seus filhotes se tornam adultos no mês de janeiro, põem os ovos no mês de fevereiro. Em seguida, todos os adultos morrem após apenas 3 meses de vida.

Os camaleões recém-nascidos parecem uma versão em miniatura de um animal adulto. Suas marcações ocorrem de não ser coloridas Eles são capazes de levar uma vida independente a partir do momento em que nascem.

Depois de eclodirem, os camaleões instintivamente começam a caça de insetos em alguns poucos dias. Como são deixados desprotegidos, vários exemplares são mortos pelos predadores, enquanto os outros vão tentando sobreviver.

Ainda em se tratando da reprodução do camaleão, muitos ficam sexualmente maduros em torno de 4 a 5 meses. Isso ocorre porque sua expectativa de vida é bem curta.

Expectativa de Vida do Excêntrico Camaleão

A vida dos camaleões é curta, sendo que as fêmeas vivem menos do que os machos. A camaleão fêmea tem a média de 3 a 5 anos, já os machos em torno de 5 a 8.

Mas existe a exceção para a regra. Algumas espécies são conhecidas por viverem bem até 10 anos. Já o Madagascar vive de 4 a 5 meses depois de eclodir. Até 2011, ninguém tinha conhecimento de outro animal com quatro patas que tenha o crescimento rápido e a vida curta.

Entendendo o que são Animais Ovovivíparos

Os animais ovovivíparos são uma espécie de categoria intermediária entre ovíparos e vivíparos. Onde apropriado, os ovos são produzidos dentro da mãe por fertilização interna através da relação sexual, mas estes permanecem no corpo materno até que os embriões sejam suficientemente desenvolvidos.

A postura é feita quando os ovos já estão próximos da eclosão, ou diretamente à eclosão. Isso acaba dando a impressão errônea de que os filhotes foram paridos.

Ao contrário dos animais vivíparos, esses não estão conectados com seus filhotes através da placenta. Portanto, o desenvolvimento de embriões não depende dos recursos alimentares de seu organismo, mas do conteúdo de cada ovo. No máximo, o corpo materno permite a troca de gases, como no caso de tubarões e raias.

Este é um método de criação comum em muitas espécies de:

  • Peixes;
  • Tubarões;
  • Raias;
  • Alguns répteis;
  • E certos animais invertebrados.

Entendeu como é a reprodução do camaleão? Interessante, não?

Veja também

Quando Posso Usar Compressa Quente ou Fria?

Em algumas situações podemos não saber se o ideal é utilizar a compressa fria ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *