Home / Natureza / Quem Trouxe a Banana Para o Brasil?

Quem Trouxe a Banana Para o Brasil?

Quem Trouxe a Banana Para o Brasil?

Acredita-se que quem trouxe a banana para o Brasil foram os portugueses, após terem recebido exemplares da fruta das mãos de comerciantes árabes. No entanto, existem vestígios do seu consumo há pelos menos 6.000 anos, em regiões do Egito, Suméria, Mesopotâmia, além de outras regiões do continente africano.

Na verdade, tal é a antiguidade do seu cultivo, que até mesmo escritos hindus, budistas e hebraicos contêm menções ao consumo da fruta, por volta de 500.a.C.

Mas os registros considerados confiáveis mesmo indicam a sua cultura regular a partir do séc. III d.C., no sudeste asiático, especialmente em trechos onde hoje ficam países como Vietnã, Camboja, Singapura, Tailândia, Timor-Leste, Filipinas, entre outras regiões.

Pesquisadores também afirmam que a variedade conhecida como pacova, banana-terra, banana-pão, etc., já existia no Brasil antes mesmo de qualquer contato entre nativos e europeus, o que, certamente, reafirma, ainda mais, o caráter misterioso e um tanto quanto enigmático dessa fruta.

Cacho de Banana Ouro
Cacho de Banana Ouro

A popularização da banana teria sido, segundo estudiosos, um dos inúmeros resultados da Expansão Islâmica (por volta de 640 d.C.), quando os conquistadores adquiriram muitos dos seus costumes e hábitos alimentares de alguns dos povos conquistados, inclusive o gosto pela banana.

Daí até a sua introdução em territórios africanos, seria um pulo! E a sua expansão pela Costa do Atlântico também seria uma questão de tempo, graças à pujança das grandes navegações que, especialmente a partir do séc. XV, tornaram possível um verdadeiro intercâmbio e troca de informações, jamais ocorridos, entre os principais continentes do planeta.

Hoje, a banana goza do status de ser a fruta mais consumida no Brasil (e uma das mais consumidas no mundo). Um verdadeiro símbolo de um país tropical, e que a cada ano desembarca às toneladas em todos os continentes, com uma importante participação do Brasil nesse processo.

E se quem trouxe a banana para o Brasil foram os europeus, coube ao Brasil ser um dos que a levam, atualmente, para o resto do planeta.

Como Foi Possível Trazer a Banana Para o Brasil?

Várias Bananas Maduras
Várias Bananas Maduras

O mais provável é que, durante a Expansão Islâmica, inúmeros hábitos e costumes das regiões conquistadas, especialmente o sudeste asiático, acabaram sendo incorporados ao cotidiano do povo árabe. Entre os quais, alguns hábitos alimentares, que, por questões óbvias, acabaram sendo compartilhados.

A partir daí, tudo indica que comerciantes árabes, que agora podiam aproveitar-se dos novos mercados que surgiam, tenham levado o precioso fruto para a Europa, inicialmente apenas como um rico alimento, saboroso, nutritivo e capaz de ajudá-los a suportar as longas e torturantes travessias do majestoso Oceano Pacífico.

Obviamente que, ao chegarem na Europa com tal preciosidade, seriam inevitavelmente assediados de todas as formas possíveis por nobres e plebeus, sobre as origens de tal dádiva da natureza.

Banana Pelo Mundo
Banana Pelo Mundo

E, como não poderia deixar de ser, a banana teve o seu destino praticamente inescapável: povoar, por ordem dos “senhores”, praticamente toda a Costa do Atlântico. Desde o México, passando pelas ilhas caribenhas, Panamá, El Salvador e Guatemala.

Até invadir os territórios da Venezuela, Colômbia, Equador, etc. E foi justamente por meio desse trajeto que eles acabaram trazendo a banana para o Brasil. Uma fruta que aqui encontrou o solo e clima perfeitos para tornar-se um dos principais símbolos do país.

Características da Banana

A banana, diferentemente do que se imagina, não é fruto de uma árvore: a bananeira. Ela é, na verdade, uma “erva gigante”, formada por “falsos caules”, de onde desenvolvem-se cachos compostos por pencas de bananas.

No Brasil, as regiões Sudeste e Nordeste são os seus principais produtores, e a partir de onde a fruta espalha-se pelo Brasil e pelo mundo.

Tecnicamente, o que vemos quando observamos uma bananeira, é apenas uma imensa folhagem, que se desenvolve a partir de um caule no interior do solo (o rizoma), dando a curiosa impressão de que olhamos para um tronco.

A cada ano, de cada caule falso surge uma espécie de inflorescência, de onde brotará, uma única vez, um cacho com aproximadamente 200 bananas.

E assim, de inflorescência em inflorescência, a natureza se renova, generosamente, como num evento mágico, transferindo ao fruto todas os nutrientes que ela encontra no solo.

Quem trouxe a banana para o Brasil certamente não sabia o quanto o solo brasileiro seria receptivo a essa cultura. Aqui ela encontrou as condições necessárias para se desenvolver.

Ela encontrou um clima tipicamente tropical, temperaturas médias entre 19 e 25º C, umidade relativa do ar acima de 80%, além de um solo fértil e rico em potássio, magnésio e uma infinidade de outros nutrientes.

Como vimos, os cachos de bananas brotam das suas inflorescências. Elas inicialmente têm uma aparência bastante singular, com uma tonalidade arroxeada, conhecida como o “centro da planta”.

Ainda verdes, a fruta em nada demonstra o que se tornará na sua fase adulta, quando adquire o seu inconfundível sabor adocicado, uma textura leve e macia, polpa amarelada e envolta em uma casca amarela com características manchas pretas.

Composição Nutricional da Banana

A banana é considerada uma das frutas preferidas pelos brasileiros de todas as idades. E um dos motivos disso é, sem dúvida, a facilidade com a qual ela é consumida. Ela não possui sementes, fiapos, cascas, bagaço, etc. Além disso, é extremamente nutritiva e possui praticamente todas as vitaminas e minerais necessários para o perfeito funcionamento do organismo humano.

Uma curiosidade sobre as bananas é que, quando ainda estão verdes, elas são umas das principais fontes naturais de amido. Por isso mesmo, quando vão amadurecendo, têm a disposição um manancial desse aminoácido que, como se sabe, é a base para a produção de glicose.

E esse é o motivo de ser praticamente impossível “errar” na compra de uma banana, e adquirir um fruto sem o seu tão característico e tradicional sabor adocicado; sem contar o fato de poder aproveitar todo esse amido (quando a banana ainda está verde) para a produção de uma farinha considerada o que há de melhor em produtos naturais.

Completam os seus predicados, níveis incomparáveis de potássio, magnésio, cálcio e ferro, além de vitamina A, complexo B, C, E, etc.

Já os atletas a apelidaram de “anabolizante natural” e um verdadeiro sinônimo de energia e vitalidade, graças às suas 110 calorias (por 100g), altos níveis de potássio e um teor de fibras que ajudam a saciar a fome como poucas frutas na natureza.

Isso tudo ainda sem contar o prazer de poder saborear um verdadeiro “néctar dos deuses”, de um dulçor incomparável, fácil digestão, capaz de proteger todo o aparelho digestivo, além de ser encontrada facilmente em qualquer esquina de qualquer rincão desse imenso país.

Caso queira acrescentar algo a esse artigo, deixe-o em um comentário, logo abaixo. E continue compartilhando, questionando, refletindo, discutindo e deleitando-se com as nossas publicações.

Veja também

Células de Clara

O Que São Células de Clara? Para Que Elas Servem?

A celula de Clara é um tipo especializado de célula nos bronquíolos dos pulmões ocorre. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *