Home / Natureza / Quantos Km Tem Até o Núcleo da Terra? Qual a Distância?

Quantos Km Tem Até o Núcleo da Terra? Qual a Distância?

A distância média para o centro da Terra é de 6.371 quilômetros. Em outras palavras, se você pudesse cavar um buraco de 6.371 km, chegaria ao centro da Terra. Nesse ponto, você estaria no núcleo de metal líquido da Terra.

Esse número é uma média, porque a Terra não é uma esfera perfeita, é na verdade um esferoide oblato – uma bola esmagada. A Terra está girando em seu eixo, girando uma vez por dia. Pontos no equador estão se movendo em um círculo a mais de 1.600 km/hora. Isso cria uma força centrífuga que puxa regiões do equador para fora e alisa os pólos.

A distância para o centro da Terra do equador é de 6.378 km, enquanto que a distância do centro da Terra aos pólos é de apenas 6.356 km. Isso é uma diferença de 22 km. Em outras palavras, se você estiver no equador, estará 22 km mais distante do centro da Terra do que alguém no Polo Norte.

Em Quantas Camadas se Divide a Terra

Usando uma combinação de aceleradores de partículas, raios X, lasers de alta intensidade, diamantes e átomos de ferro, os cientistas descobriram que o núcleo interno da Terra é na verdade 6.000 graus Celsius – cerca de 1.000 graus mais quentes do que a estimativa científica anterior. Isso significa que o núcleo da nossa Terra é realmente mais quente que a superfície do Sol. Esses novos dados podem gerar repercussões nos campos da geofísica, sismologia, geodinâmica e outras disciplinas científicas orientadas para a Terra.

De fora para dentro, a Terra consiste na crosta terrestre, onde vivemos), que tem 35 quilômetros de espessura. Logo abaixo vem o manto que tem 2855 km de espessura, dividido em mato superior (totalmente sólido) e em manto inferior (principalmente sólido), no núcleo externo (ferro e níquel fundido) e no núcleo interno (ferro sólido  e níquel). O núcleo externo é fundido devido a temperaturas muito altas, mas o aumento da pressão no centro da Terra significa que o núcleo interno permanece sólido. O mais profundo que o ser humano já perfurou é o Kola Furo Superdeep, com apenas 12 km. de profundidade. Na verdade, quase não há conhecimento direto de nada abaixo da crosta – todos os dados disponíveis são inferidos das ondas sísmicas de terremotos que ricocheteiam nas várias camadas.

Quantos Km Tem Até o Núcleo da Terra? Qual a Distância?

Como o raio da Terra é de cerca de 6.500 km. e a crosta continental média é de cerca de 35 km, a profundidade máxima que se conseguiu cavar parece ser cerca de 0,5 % do raio. Abaixo da crosta está a astenosfera mais dúctil que, se a rocha sobreposta fosse perfurada repentinamente, derreteria e entraria em erupção. Na realidade, a temperatura da crosta e o comprimento do eixo de perfuração significaria que você não poderia chegar nem perto da astenosfera.  As escavações mais profundas hoje são as minas de diamantes, como Kimberley, na África do Sul, o mais profundo é 3.777 metros na mina de ouro Western Deep Levels, no Transvaal, África do Sul.

As penetrações mais profundas foram por furos, não por minas. Há um furo de 9,1 km na Alemanha, parte do Continental Deep Drilling Project, mas ainda mais profundo é o furo “Superdeep” de 12,25 km na Península de Kola, perto do Círculo Polar Ártico, na Rússia, perfurado entre 1977 e 1989. Este último é aproximadamente 0,4 % da distância até o centro da Terra.

Núcleo da Terra
Núcleo da Terra

O furo alemão profundo, foi planejado perfurar a 15.000 m., mas a perfuração foi abandonada, pois a temperatura de 280 graus Celsius na parte inferior estava mais quente do que o esperado. Toda vez que a broca era retirada para substituição, a parte inferior do furo era fechada pelo fluxo plástico das rochas. Portanto, provavelmente nunca será possível fazer uma análise mais profunda. No entanto, os resultados refutaram conceitos desatualizados mantidos por influentes geólogos conservadores da URSS, e o paradigma tectônico das placas passou a ser oficialmente aceito.

Viagem ao Núcleo da Terra

O núcleo da Terra é o centro muito quente e muito denso do nosso planeta . O núcleo em forma de bola fica embaixo da crosta fria e quebradiça e do manto mais sólido . O núcleo é encontrado a cerca de 2.900 quilômetros abaixo da superfície da Terra e tem um raio de cerca de 3.485 quilômetros.

O planeta Terra é mais antigo que o núcleo. Quando a Terra se formou cerca de 4,5 bilhões de anos atrás, era uma bola uniforme de rocha quente. A deterioração radioativa e o calor restante da formação planetária fizeram com que a bola ficasse ainda mais quente. Eventualmente, após cerca de 500 milhões de anos, a temperatura do nosso jovem planeta aqueceu até o ponto de fusão do ferro – cerca de 1.538 graus Celsius. Este momento crucial na história da Terra é chamado de catástrofe de ferro .

A catástrofe de ferro permitiu um movimento maior e mais rápido do material rochoso derretido da Terra . Material relativamente flutuante , como silicato , água e até ar, permaneceu próximo ao exterior do planeta . Esses materiais se tornaram o manto e a crosta primitivos. Gotículas de ferro, níquel e outros metais pesados gravitaram para o centro da Terra, tornando-se o núcleo inicial. Esse processo importante é chamado de diferenciação planetária .

O núcleo da Terra é o forno do gradiente geotérmico. O gradiente geotérmico mede o aumento de calor e pressão no interior da Terra. O gradiente geotérmico é de cerca de 25 graus Celsius por quilômetro de profundidade. Os principais contribuintes para o calor no núcleo são a deterioração dos elementos radioativos, o calor restante da formação planetária e o calor liberado quando o núcleo externo líquido solidifica perto de seu limite com o núcleo interno.

Ao contrário da crosta e manto ricos em minerais , o núcleo é feito quase inteiramente de metal – especificamente ferro e níquel. Outro elemento-chave no núcleo da Terra é o enxofre – na verdade, 90% do enxofre na Terra é encontrado no núcleo. A descoberta confirmada de quantidades tão vastas de enxofre ajudou a explicar um mistério geológico : se o núcleo era principalmente ferro e níquel,  por que não era mais pesado? Os geocientistas especulam que elementos mais leves, como oxigênio ou silício, poderiam estar presentes. A abundância de enxofre, outro elemento relativamente leve, explicou o enigma .

Veja também

Fã de Poker? Aprenda a Jogar de Forma Sustentável

Todas as atividades humanas têm uma consequência ambiental, e o poker não é exceção. As …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *