Home / Natureza / Quando Ocorre a Formação do Endósporo?

Quando Ocorre a Formação do Endósporo?

Você já ouviu falar em endósporo e gostaria de saber do que se trata? Então esse artigo é especialmente para você! Vamos explicar o que são essas estruturas, como elas se formam e as condições necessárias para a sua sobrevivência.  É só seguir em frente e continuar acompanhando!

Dependendo da forma como as bactérias são expostas a determinadas condições do ambiente elas podem iniciar um processo de produção de algumas estruturas por conta da falta de alimento ou água.  Essas estruturas são os endósporos ou também conhecidos somente por esporos.

Esse processo de formação recebe o nome de esporogênese ou esporulação e  pode acontecer em função da falta de hidratação das células de uma bactéria. Assim, algumas regiões celulares acabam engrossando e formando uma barreira devido à desidratação. O endósporo aparece para fazer uma espécie de “suspensão” das atividades de metabolismo da célula proporcionando que ela possa continuar sobrevivendo mesmo com falta de nutrientes e água.

Como se Formam os Esporos?

Durante a formação dos endósporos acontece a duplicação do cromossomo que permanece afastado da célula em questão. Essa separação é realizada por uma membrana de plasma e ao redor dela é iniciada a formação de uma barreira que é exatamente o esporo. A parte restante do conteúdo da célula sofre degradação e essa “parede” acaba se rompendo e liberando o endósporo.

Quando submetido à condições favoráveis o esporo consegue se transformar em uma nova bactéria depois de recuperar a hidratação. A reprodução acontece de forma binária.

Importância dos Esporos

Os esporos são estruturas muito importantes para a medicina e outros setores afins. Por meio da sua resistência às condições adversas como o calor, eles podem provocar a contaminação de alimentos e , consequentemente, a proliferação de algumas doenças.

Portanto, é necessário que os endósporos sejam eliminados com a finalidade de evitar estes transtornos. A forma mais utilizada para eliminação deles é uma técnica aplicada em materiais como roupas e alimentos que utiliza o vapor em temperaturas muito altas. Os objetos são expostos em um aparelho (chamado autoclave) especialmente utilizado para esse fim. Esse processo é comumente utilizado em hospitais e ambientes médicos.

Entretanto, como o aparelho utiliza altas temperaturas alguns objetos e alimentos não  podem ser submetidos a ele e realizam a eliminação de esporos por meio de procedimentos de  irradiação.

Cuidado Com os Alimentos

Para evitar que os esporos se reproduzam nos alimentos é realizado a aplicação de alguns componentes químicos para a conservação deles. Alguns dos conservantes mais conhecidos e usados pela indústria de alimentos são: ácido benzoico, ácido sórbico, dentre outros.

Algumas bactérias são muito resistentes e formam esporos que podem prejudicar muito a saúde dos humanos. Um exemplo delas é a bactéria que transmite uma doença para animais que servem de alimento para o homem como, por exemplo, os bois e as ovelhas. Os esporos dessa bactéria podem permanecer vivos por muito tempo e podem causar estragos ao contaminar o alimento desses animais.

Pudim Mofado

Outras doenças que também são causadas por bactérias que produzem esporos são o tétano e o botulismo (produzido pela tão conhecida toxina botulínica).

Outras Características e Curiosidades Sobre o Endósporo

Agora que você já sabe o que são endósporos, conhece a sua forma de reprodução e propagação veja um pequeno resumo sobre as características e algumas curiosidades sobre essa estrutura. Vamos conferir?

  • A membrana formada é grossa, muito seca e desidratada. Isso não é um fato que permanece por muito tempo, já a bactéria poderá recuperar a hidratação assim que estivem em um ambiente mais propício para a reprodução.
  • Como eles são gerados por meio de duplicação dos cromossomos os endósporos possuem ligação genética com a bactéria.
  • A bactéria pode liberar os esporos em diversos locais. Eles podem permanecer por dias e até por meses nos mesmos ambientes.
  • Como são muito resistentes às mudanças de temperatura e umidade alguns endósporos conseguem resistir até mesmo ao contato com substâncias consideradas toxicas.
  • Uma curiosidade interessante é que a bactéria que causa o tétano pode produzir endósporos que ficam “guardados” por muito tempo. Assim, eles podem infectar uma pessoa após um longo período de “descanso”.
  • Os endósporos são assim chamados pois são produzidos na parte interna das bactérias. O processo de produção dessas estruturas é chamado de esporulação.
  • Outras bactérias que produzem endósporos são: Desulfotomaculum (vivem no solo), Sporolactobacillus, Clostridium botulinum (causa o botulismo) e Bacillus anthracis (causadora do antraz).
  • A principal função dos esporos é promover a resistência das células.
  • As bactérias são organismos que pertencem ao Reino Monera e são invisíveis a olho nu. Realizam a reprodução por meio assexuado através da divisão que também é conhecida como bipartição. Assim, elas possuem a capacidade de duplicar o material genético e realizar uma divisão em dois indivíduos iguais.
  • Durante o período de 20 minutos é possível que duas novas bactérias apareçam. Você consegue imaginar a quantidade delas que surgem em um período de um dia? Inacreditável, não é mesmo? São milhares e milhares de novas bactérias!

Encerramos nosso artigo por aqui! Ficou alguma dúvida sobre o processo de formação de endósporo e as condições necessárias para que isso aconteça? Caso a resposta seja afirmativa você pode utilizar nosso espaço de comentários e nos deixar uma mensagem com o questionamento, ok?

Aproveite e conheça nosso site e os novos conteúdos sobre planta, animais e natureza em geral. Ficamos muito felizes com a sua visita e esperamos te encontrar mais vezes aqui no Mundo Ecologia. Até a próxima!

Veja também

Qual a Importância dos Corais para o Meio Ambiente?

Famosos nos documentos de vida marinha, os corais são animais cnidários, pertencentes à classe taxonômica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *