Home / Natureza / Qual o Significado e Importância da Astenosfera?

Qual o Significado e Importância da Astenosfera?

Já se perguntou quantas camadas e o que existe debaixo da gente? Afinal, nós moramos no topo da Terra, então tem muita coisa ali pra baixo. Bem, apesar de existirem muitas perguntas e muitas coisas serem apenas teoria, sabemos cada camada existente e grandes características delas.

Quanto mais profundo, mais difícil fica de termos mais informações e saber exatamente como é, pois a temperatura só aumenta e ainda não temos uma tecnologia tão perfeita para tal ato. Entretanto, com o que sabemos, conseguimos responder diversas perguntas. Os nomes das camadas são bem interessantes, e tem todo um significado por trás.

Uma dessas camadas é a astenosfera. Ela fica no interior da Terra, lugar onde não podemos simplesmente enxergar, e nem ao menos senti-lo estando lá. E é sobre essa camada tão importante que iremos falar no post de hoje. Suas características, significado e principalmente, a sua importância para toda a Terra e os que habitam nela.

Revisão das Camadas da Terra

Afinal das contas, o que são e como são essas camadas da Terra? São muitas divisões para especificar cada área existente no planeta, seja abaixo ou acima de nós. A primeira divisão é entre: crosta terrestre, manto, núcleo e atmosfera. As três primeiras são a parte interna da Terra, enquanto que a última é a parte de fora.

A crosta terrestre é a camada superficial que envolve o planeta. O manto vem logo abaixo, é onde encontramos as rochas em altas temperaturas, em uma estado pastoso. Assim fica chamado de magma. Ainda mais abaixo fica o núcleo, a parte mais interna que temos noção da Terra. Não sabemos exatamente tudo que está lá, mas sabemos que existe um núcleo externo e interno.

E então tem uma outra divisão, que é a estrutura dinâmica e a estática da Terra. É na estrutura dinâmica que encontramos a astenosfera, tema do post de hoje. Essa classificação tem como base a rigidez. Ela é constituída por: litosfera, astenosfera, mesosfera e núcleo. Sendo a litosfera a camada mais externa da Terra, enquanto que o núcleo a mais interna.

O Que é Astenosfera?

Agora que compreendemos melhor como são as divisões da Terra e todos os seus significados principais, podemos realmente falar da astenosfera. Ela está dentro do manto terrestre, ou seja, na segunda camada interna da Terra. Em escala de rigidez então, ela é menos rígida que a litosfera, que fica acima dela.

A astenosfera é uma camada, também chamada de zona, que fica na parte superior do manto, logo em seu começo. Colocando em números, ela fica a partir de 80 quilômetros abaixo da superfície e vai até os 200 quilômetros de profundidade. Entretanto, em seu limite inferior, ela é um pouco mais complicada de delimitar, podendo chegar em até 700 quilômetros de profundidade. Outro ponto que não há muita certeza é quanto a densidade do material nessa parte, diferente de algumas outras camadas que você possui uma média.

Ela é uma camada rochosa, ou seja, sólida, porém bem menos densas do que as que conhecemos aqui na litosfera. Entretanto, por ter muita pressão e calor, faz com que essas rochas fluam como se fosse um líquido. Acredita-se que apenas 1% dessa camada seja realmente liquida. Isso é importante para explicar as placas tectônicas.

A evidência da existência dessa camada veio através do estudo das placas tectônicas. Como sabemos, essas placas estão sempre se movimentando, causando diversos afastamentos e proximidades de lugares, assim como também algumas catástrofes naturais como terremotos e maremotos.

Para que essas placas se movam e permaneçam juntas, as rochas que estão fluindo como se fossem líquido “flutuam” em cima delas. Por isso que os cientistas utilizam da velocidade, direção e outros fatores de terremotos para estudar a astenosfera e outros camadas internas da Terra. De acordo com grandes cientistas da área: quando as rochas mudam de densidade, as ondas sísmicas de terremoto mudam sua velocidade.

Qual a Importância da Astenosfera?

A principal importância da astenosfera é o fato de que elas abrigam as placas tectônicas. Essas foram e são grande parte da história do nosso planeta e de como ele se tornou o que é hoje. Essa camada explica muitos acontecimentos naturais que envolvem as placas, principalmente o terremoto.

Quando essas rochas se quebram, um terremoto é causado. Isso ajuda a visualizar melhor o que está acontecendo dentro da Terra e também pode ser de grande ajuda para nos prevenirmos melhor quanto a esses fenômenos. Coisa que hoje em dia ainda não existe. As rochas que estão na astenosfera também sobem pela litosfera, em locais onde as placas tectônicas estão sofrendo separação.

Nesse local, as rochas sofrem de baixa temperatura e uma diminuição grande na pressão. Isso faz com que as rochas se derretam, acumulando-se nas chamadas câmaras de magma. Lá elas entram em erupção, como basalto e lava. A astenosfera também ajuda na Teoria da Tectônica Global.

É nela em que teoricamente se processam todos os movimentos que são capazes de arrastar e movimentar a litosfera. Também está presente na Teoria Isostática, pois sua plasticidade explica o motivo das machas rochosas podem se movimentar verticalmente, levando em conta o princípio de Arquimedes e da gravidade.

Essas são as características principais para você conseguir entender melhor sobre a Astenosfera. Esperamos que o post tenha te ajudado e ensinado mais sobre esse assunto. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas, ficaremos felizes em ajudar. Leia mais sobre a parte interna e externa da Terra, além de outros assuntos que envolvem biologia aqui no site!

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *