Home / Natureza / Qual é a Alimentação do Urso Panda?

Qual é a Alimentação do Urso Panda?

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre os ursos panda, esses animais tão fofos e curiosos que são uma atração à parte. Fique com a gente até o final desse post para não perder nenhuma informação.

O Urso panda que conhecemos também pode ser chamado popularmente por panda gigante, já que são bem enormes. É conhecido cientificamente como Ailuropoda melanoleuca, faz parte da classe Mammalia, da ordem Carnívora e dentro da família Ursidae. Os ursos panda são nativos da China, marcam presença em algumas florestas de lá, chegam a medir cerca de 1,5m e podem pesar até 100 kg.

Curiosamente esse ano apesar de pertencer a uma ordem carnívora, se alimenta a maior parte do tempo de bambu, a carne representa apenas 1% de toda a sua dieta.

Os pandas não se reproduzem muito, para se ter uma ideia o período de reprodução de uma fêmea não dura mais do que 72 h e acontece somente 1 vez no ano. Dessa gestação, na maior parte das vezes nascerá apenas um filhote panda. Por esse motivo a IUCN considera o urso panda uma espécie vulnerável.  

Principais Característica de um Urso Panda

Urso Panda na Natureza
Urso Panda na Natureza

Citando as características físicas desse animal podemos afirmar ser uma espécie de grande porte, pesados e grandes possuem uma longa pelagem, com relação a coloração é bem dividida em branco e preto como vemos em diversas fotos. A coloração preta do urso panda é notada especialmente em volta de seus olhos, em suas orelhas, em seu focinho, em suas pernas e também em seus braços.

Graças a sua coloração bem branca é possível que esse animal consiga se camuflar com facilidade na neve, mas também sua coloração preta facilita se camuflar nas sombras das árvores.

Outra curiosidade é que estudiosos afirmam que a coloração preta ao redor de seus olhos e também das orelhas tenha uma importante função, servem para se comunicar e também para demonstrar ser agressivos para seus principais predadores como é o caso do leopardo das neves.

Ainda sobre suas características físicas podemos observar também o tamanho de suas mandíbulas que são bem grandes e fortes, além de seus dentes molares que são planos e largos e servem para ajudar a mastigar melhor os alimentos facilitando a digestão. Outra forte característica é o osso de seu pulso, que é bem desenvolvido e assim como os humanos possui o seu polegar opositor, dessa forma seguram a comida e outros objetos com facilidade.

São animais de comportamento solitário e também são territorialistas, marcam seu território arranhando árvores e urinando em volta do seu local, por esse motivo inclusive só é comum serem vistos em grupos no seu período reprodutivo.

Outra curiosidade é que diferente de outras espécies de ursos que hibernam em algum momento, isso não acontece com os pandas. Isso ocorre pois o alimento desses animais costuma estar disponível o ano todo em qualquer estação do ano, no inverno por exemplo é comum que se mudem para outros locais de clima mais agradável. Os pandas podem viver de 15 a 20 anos quando na natureza, já nos cativeiros esses animais podem chegar a viver até os 35 anos de vida.

Alimentação do Urso Panda 

Como já dissemos acima, o panda faz parte da ordem carnívora, mas indo contra sua ordem tem uma alimentação baseada em vegetais. Eles adoram comer bambu, mas como isso vai contra a sua natureza seu corpo não tem uma sugestão bacana para esse alimento, pois o bambu é muito pobre em nutrientes importantes, apesar de ser rico em fibras. Por conta disso, para atender a demanda do seu corpo ele precisa consumir uma quantidade enorme de bambu, cerca de 12 a 38 Kg em um só dia. Sabiamente ele é capaz de comer apenas a parte mais nutritiva, e isso pode variar de estação para estação.

Esse animal se alimenta de algo em torno de trinta tipos de bambu, mas além disso uma pequena parte de sua dieta inclui insetos, ovos e até pequenos roedores.

Alguns cientistas acreditam que no passado o urso panda por ter “perdido o interesse” pela carne. Foi descoberto que eles têm um gene inativo que seria responsável por perceber o sabor umami.

Esse último faz parte dos cinco gostos do nosso paladar, é uma palavra em japonês que significa saboroso ou gostoso. Ele é o quinto e vem depois do doce, do azedo, do amargo e do salgado. O umami é percebido ao consumir algas e carnes.

Após diversos estudos ficou claro que o gene que identifica esse sabor já não funciona mais nesses animais há cerca de 2,2 milhões de anos. De acordo com as pesquisas utilizando fósseis de ursos panda mostram que eles já não consomem carne há cerca de 7 e 2 milhões de anos, e desde então vem se alimentando de bambu.

Existe uma teoria de causa e efeito que entende que eles enfrentam muitas mudanças de seu ambiente onde suas presas acabaram ficando cada vez mais escassas, e assim tiveram que adaptar sua dieta para sobreviver. Depois disso o gene responsável pela identificação desse sabor não tiveram mais utilizada, depois de perder essa capacidade deixaram de se alimentar de carne, e mesmo que hoje em dia tenham mais disponibilidade de carne esse gene não se ativa novamente.

Ainda não é possível afirmar o que aconteceu primeiro, não se sabe se a carne deixou de estar disponível, ou se a preferência por eles deixou de existir.

Comer e Dormir

Panda Comendo Vegetal
Panda Comendo Vegetal

Esse é o dia a dia do urso panda, são animais muito famintos especialmente por não hibernarem como os outros, mas também porque os bambus não oferecem todos os nutrientes que eles precisam eles acabam passando a maior parte do dia comendo, pode chegar a comer por 14 h seguidas em um dia. Eles comem sentados, por isso nem se cansam de comer.

Nas horas restantes de seu dia estão dormindo, acordam e já saem buscando alimento para suprir sua fome. Tudo isso na maioria das vezes sozinho.

Veja também

Mulher ao Lado das Bananas

Quantas Bananas se Pode Comer por Dia?

Se você adora comer bananas e esse título chamou a sua atenção, fique conosco até …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.